Mais e Menos da Semana

white corner field line on artificial green grass of soccer field

MAIS

Jesualdo Ferreira

Seis em dez jogadores de campo do FC Porto 08 / 09 não faziam parte do plantel da época anterior. Três dos quais num único sector (o defensivo).

Integrar e rotinar num colectivo, mais de meia equipa é de uma dificuldade tremenda. Ainda para mais, sabendo que vários dos reforços chegaram com enormes insuficiências tácticas.

Se o início de época prometia ser penoso, o FC Porto teve em Jesualdo um treinador capaz de voltar a construir um colectivo. A meio do mês de Março, garantida a presença nos quartos de final da Liga dos Campeões e a semi final da Taça de Portugal, com a recente distância pontual aumentada para os adversários directos, na Liga Sagres, a época promete ser um enorme sucesso para o Professor.

Critique-se a personalidade, mas nunca os conhecimentos e a capacidade. Não foi em vão que Simão Sabrosa, recentemente, tanto o elogiou.

Não renovar com Jesualdo será um erro incrível.

P.S. – Sabia que Jesualdo esteve ligado ao melhor futebol do SL Benfica das últimas duas décadas? Talvez não saiba, mas quando recorda Leverkusen, os célebres 3-6 em Alvalade, e uma equipa que praticava um futebol extraordinário, não deverá ignorar o mérito de Jesualdo. Que foi quem planeou e orientou o processo de treino da equipa de Toni.

MENOS

Quique Flores

Ainda que traído por alguns erros individuais dos seus jogadores, Quique Flores e o colectivo que tem tentado criar não sai ileso. A forma como corrigiu uma das principais deficiências da equipa (a transição ataque-defesa), só poderia ser passível de ter sucesso em jogos como o do Estádio do Dragão. Não pode ser aceitável que, com a qualidade individual que o espanhol tem à sua mercê, opte por jogar futebol directo, somente para precaver o desiquilibrio defensivo no momento da perca da posse de bola.

Não seria mais fácil, criar uma dinâmica com um jogo de coberturas ofensivas (apoios ao portador da posse da bola, numa linha mais recuada no campo de jogo, precavendo, por um lado, eventuais percas da sua posse e garantindo, por outro, a possibilidade de manter a mesma, com um simples passe para trás), que permitisse jogar a bola de pé para pé, sem desiquilibrar a equipa?

Em determinados momentos, parece que Quique abusa da teimosia, para não alterar as suas ideias iniciais.

MAIS OU MENOS

Paulo Bento

Erros evidentes no escalonamento da equipa em Munique, ajudam a explicar, somente uma pequena parte de uma das mais negras páginas da vida do Sporting CP.
Forte candidato a abandonar Alvalade, Paulo Bento termina a semana subindo um lugar na classificação. Após vários meses, recupera aquela que tem sido a sua classificação habitual. Com bem menos investimento no plantel, que os adversários directos…

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 2362 artigos
Criador do Lateral Esquerdo, é também professor no Estádio Universitário de Lisboa. Treinador de futebol, tendo almejado diversos titulos nacionais. Experiência como coordenador de futebol formação e palestrante em diversas Faculdades de Desporto. Autor do livro "Construir uma equipa campeã" da editora PrimeBooks.

1 comentário em Mais e Menos da Semana

  1. A critica a Quique Flores, parece me incorrecta, sendo que a táctia não sendo o seu ponto forte, não é todo o principal defeito da equipa. A mim parece me que ha e falta de concentração defensiva (não há tactica que permite o Moreno se ter isolado daquela forma..) e falta claramente um homem na frente com capacidade de remate. Cardozo podia ser esse homem, mas não está num bom momento de forma, e não há um elemento no benfica que o possa substituir nesse aspecto. No meio campo encarnado, há demasiados jogadores que constroem , mas nenhuma que conclua, o que separa uma grande equipa, de uma boa equipa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*