Mais e Menos da Semana

white corner field line on artificial green grass of soccer field

MAIS

Jesualdo Ferreira

Pode parecer repetitivo, mas o trabalho de Jesualdo no FC Porto, tem sido soberbo. Em Guimarães, o FC Porto entrou com 6 jogadores no seu primeiro ano de FC Porto. Dos 5 com mais de um ano de trabalho com Jesualdo, dois (Mariano e Farias) nunca foram escolhas consensuais.

Mais que o excelente resultado, notou-se um entrosamento fantástico. Todos os jogadores a perceberem como ocupar os espaços em cada momento. Futebol apoiado, jogos de coberturas, desmarcações de apoio e ruptura. Movimentos harmoniosos e previamente ensinados e treinados. A evolução colectiva do FC Porto é notória. O responsável maior, parece estar de partida. Será um erro.

MENOS

José Mota

Em quase todas as épocas, há equipas sensação. A justificação é simples. Umas, como o Vitória de Setúbal de Carvalhal, da época passada, são extremamente bem orientadas. Outras, porque têm vários interessantes valores individuais, acabam por se destacar com resultados inesperados. Como o Leixões de Wesley.

As primeiras resistem à debandada de individualidades. É que o valor está no colectivo. No treinador e na forma como organizou a equipa. As segundas, acabam sempre por voltar à normalidade. Ou porque os melhores valores sairam, ou porque fisicamente e psicológicamente não estão tão disponiveis.

O Leixões 08 / 09, independentemente das fantásticas proezas obtidas, nunca foi uma verdadeira equipa. Sempre um conjunto de individualidades interessantes. E no fim, os colectivos terminam sempre à frente das individualidades.

MAIS OU MENOS

Manuel Cajuda

As ideias ofensivas que sempre incute nas suas equipas, são interessantes. Nunca o poderão acusar de ter uma mentalidade defensiva. A forma descomplexada como as suas equipas encaram qualquer jogo, pode ser tida como uma virtude. Porém, não é. Saindo para o intervalo a vencer, e sabendo da dificuldade que o FC Porto tem em superar equipas que defendem com os jogadores bem próximos (retirando dessa forma, espaço aos velozes Hulk e Rodriguez), Cajuda falhou rotundamente na estratégia a adoptar na 2nda parte do jogo. Estar a vencer o FC Porto, e consentir situações de 3×3, 4×4, em 50 metros, com Hulk revela uma total inaptidão táctica, que dificilmente seria passível de ter sucesso.

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 2348 artigos
Criador do Lateral Esquerdo, é também professor no Estádio Universitário de Lisboa. Treinador de futebol, tendo almejado diversos titulos nacionais. Experiência como coordenador de futebol formação e palestrante em diversas Faculdades de Desporto. Autor do livro "Construir uma equipa campeã" da editora PrimeBooks.

1 comentário em Mais e Menos da Semana

  1. Estou a gostar de ver o Jesualdo Ferreira a calar os seus detractores, que diziam que ele era fraquinho e só havia ganho 2 campeonatos porque beneficiara do trabalho de Co Adriaanse. De facto, é isso, é…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*