Segunda linha do SL Benfica

white corner field line on artificial green grass of soccer field
Luis Filipe. “O pior jogador do mundo” foi até uma agradável surpresa. Luis Filipe é um estranho caso de inaptidão. Em clubes “menores” revelou-se sempre uma mais valia. Quem não se recorda do talentoso (!?) e veloz extremo da Académica? Ou até do muito capaz lateral do Sporting de Braga? Todavia, todas as suas exibições no SL Benfica foram uma catástrofe. É possível que baqueie na vertente mental do jogo. Ainda que se tenha mostrado pouco coordenado com os colegas de equipa (o que até é compreensível, face à escassa utilização), a verdade é que se esperava menos de um jogador cujas exibições num grande são sempre aterradoras. VEREDICTO – DISPENSAR.
Roderick Miranda. Lamento pelo penalty que cometeu. É que poderá ficar com a sensação que a critica será feita em função de tal lance, quando a realidade é diferente. Percebe-se a dificuldade que sempre existe na passagem para o futebol sénior. Porém, Roderick ainda não mostrou nem um pouco de qualidade. O jogo contra o Olhanense na Taça da Liga havia sido desastroso. Ontem não foi diferente. Se tem potencial, não parece. Diz-se que Jesus gosta dele. Só por isso não é riscado. VEREDICTO – EMPRESTAR.
Jardel. Tem potencial! É forte e com uma passada suficientemente rápida para se poder impor. Percebe-se que ainda procura melhorar o posicionamento. Precisa de mais tempo de treino para demonstrar a qualidade que se adivinha. VEREDICTO – BOM TERCEIRO CENTRAL.
Carole. Quarenta e cinco minutos são absolutamente insuficientes para tecer juízos de valor. A bola não o atrapalhou e só isso já não é mau.
Airton. Tacticamente tem o mesmo nível de Javi Garcia. E isso é um grande elogio. Sabe quando e onde tem de estar. É um jogador muito interessante para o futuro do SL Benfica. Porém, é incapaz de se revelar tão dominador na sua área de acção, quanto o espanhol. Perde imenso para Javi na forma como aborda a 1a bola. Ao nível do passe é também francamente inferior a Javi. Se alguém lhe assegurar que Airton tem maior percentagem de passes correctos, é somente porque o brasileiro passa metade do jogo a devolver a bola aos centrais, nunca recorrendo ao passe vertical que tantos metros permite galgar no campo de jogo, como Javi Garcia por vezes faz. E decide bem, diga-se. É que de cada vez que opta por um tipo de passe diferente do curto e para trás ou para o lado, a bola perde-se nos pés de um qualquer adversário. VEREDICTO – EXCELENTE SEGUNDA LINHA.
Felipe Menezes. Percebe-se que Jesus ainda não o tenha deixado cair. O brasileiro tem muito boa técnica. É porém demasiado lento. Não na passada, mas essencialmente na decisão. Demora uma eternidade a soltar a bola, deixa passar “n” opções para soltar a bola porque parece incapaz de ver o jogo todo. Felipe Menezes seria por certo um excelente jogador para uma equipa portuguesa de segunda linha. Não serve para um clube grande, porém. VEREDICTO – DISPENSADO.
César Peixoto. Muito inteligente e com excelente capacidade técnica. Todavia, o físico não consegue mais acompanhar a mente. É nesta fase da sua carreira demasiado lento a executar e a mover-se para  poder fazer parte do plantel do SL Benfica. O que é uma pena, porque sabe mais de futebol que qualquer outro. VEREDICTO – DISPENSADO.
Alan Kardec. Uma pré-época de excelente nível parecia adivinhar uma temporada diferente. É óbvio que é tecnicamente demasiado limitado. Não denota capacidade para participar na dinâmica ofensiva do SL Benfica, assente em tabelas e futebol apoiado em espaços demasiado curtos, para o que precisa para dominar a bola. É um bom finalizador, mas nem aí tem sido feliz. Nélson Oliveira é jovem, é português, e seguramente que não renderia menos. VEREDICTO – EMPRESTADO.
Franco Jara. Desde cedo que se percebeu que toda aquela disponibilidade e capacidade física poderia ser bastante útil. Jara tem crescido com Jesus. Não melhorou de forma extraordinária, ao nível da decisão (seu principal handicap), mas também aí incrementou o seu rendimento. Não será nunca um jogador criativo, mas é hoje um jogador que perde muito menos a bola do que no passado. E tal, é absolutamente decisivo. Remata muito forte e com ambos os pés. Não parece que venha a tornar-se um goleador, mas pelas suas capacidades físicas pode, desde que integrado num modelo que o potencie, vir a atingir um nível elevado. Mesmo não sendo habilidoso, nem especialmente inteligente. VEREDICTO – EXCELENTE SEGUNDA LINHA
Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 2366 artigos
Criador do Lateral Esquerdo, é também professor no Estádio Universitário de Lisboa. Treinador de futebol, tendo almejado diversos titulos nacionais. Experiência como coordenador de futebol formação e palestrante em diversas Faculdades de Desporto. Autor do livro "Construir uma equipa campeã" da editora PrimeBooks.

11 comentários em Segunda linha do SL Benfica

  1. Brlhante post PB.
    Assino por baixo apesar de achar o Cesar Peixoto bem util. Ficaria no plantel se não tivesse melhores soluções.

  2. Totalmente de acordo com os veredictos, se bem que no caso do Peixoto talvez reconsiderasse em deixá-lo como segunda linha, até porque faz várias posições na ala esquerda e inclusivé foi uma muita agradável surpresa na vitoria contra o futebol corrupto do porto para a taça de Portugal, jogando no meio perto de Javi. Até porque se adivinha a saída do Coentrão.

  3. boas pb,

    concordo com quase tudo. acho que o roderick é ainda um caso a rever, porque me parece um jogador sereno e que procura realmente estar bem posicionado colectivamente, mesmo que nem sempre o consiga.
    o peixoto considero também um jogador inteligentíssimo e com boa técnica, mesmo que lento hoje em dia, acho que ainda é um jogador útil no plantel. penso que é um bom jogador de segunda linha.
    o menezes é um jogador que me irrita ver jogar, precisamente por aquilo que referes! =)
    o kardec é um zero, não parece que em qualquer momento tenha algo para oferecer ao jogo, a não ser estar à espera que uma bola pingue na área para ele aplicar o seu cabeceamento "fantástico".
    o jara é um case study lol porque se vê que não tem nada naquela cabeça, mas com tanta disponibilidade que põe no jogo torna-se um jogador desenrascado, o que aqui e ali o vai tornando útil à equipa.
    gostei de ver o jardel.

    cumprimentos,

  4. Concordo em quase tudo..

    Peixoto – Se 'sabe mais de futebol que qualquer outro', 'Muito inteligente e com excelente capacidade técnica' estou a citar (e concordo) não é pelo físico que passa a dispensado imo. É boa segunda escolha e Português.

    Kardec – Emprestado não, dado!

    Qt ao Jara, apesar de concordar com o que dizes dele, gostava de saber pq razão o Liedson 'vingou' cá, não foi certamente pela tomada (ou falta) de decisão.

    Por último, o Airton tem 21 anos mas tem que ser (muito) mais agressivo nas abordagens aos lances sim e mais dominador naquela zona, (lembra-me por vezes jogar o Sidnei que por momentos esquecem-se que estão lá dentro) mas para isso, tem que jogar (mais)!
    o Javi é um autêntico 'tijolo' de pés, não tem mais técnica que um.. Fernando Aguiar… é tudo muito esforçado… é sim inteligente a jogar, aborda QUASE sempre bem os lances e tem físico para dar e vender. Basta recordar o jogo com o Marselha o ano passado e muitos jogos com equipas fracas.

  5. PB,

    Aleluia que alguém se lembra de Nelson Oliveira. É seguramente um dos melhores avançados da formação de sempre em Portugal, senão o melhor.

    Roderick, pouco tem jogado, mas também não admira, é um jogador banal, não será certamente o pior central do mundo, mas duvido que acrescente muito mais do que o que tem dado, mesmo assim deve-se claramente dar o beneficio da duvida e ser emprestado.

    Abraço.

  6. Uma pequena correcção…

    O Luís Filipe notabilizou se no Braga antes de rumar ao Sporting como médio centro,não lateral.

    Quem se lembra daquele golo dele a la Maradona nos tempos em que jogava no Braga?

    É mais uma promessa do futebol Português que nunca chegou a vingar.

  7. Jalex, mas quando veio para o Benfica, veio do braga e como lateral.

    Da Académica saiu até para o Atletico Madrid. Aí jogava a extremo direito.

  8. Bonito, bonito era uma análise aos três grandes, mas já li por aí que há falta de tempo, mas resolvia-se rápido… Com o teus lagartos era tudo dispensado, eheheh, e com os corruptos, podiam ficar cá todos que com as terceiras e quartas linhas, de arbitragem, fica tudo como excelentes opções de rotação do plantel, ehehehhe!
    De resto, do meu clube «mandaste» bem! Eheheheh!

    Abraço

    Márcio Guerra, aliás, Bimbosfera

    Bimbosfera.blogspot.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*