Diogo Rosado. Não é tarde. Nada mesmo. E Daniel Carriço.

white corner field line on artificial green grass of soccer field
“Apoiados por uma forte equipa de certeza que terão sucesso” Daniel Carriço sobre Insua e Izmailov.
Por equipa, Carriço não pretende dizer clube. Não há razão para se melindrar. É uma verdade universal. Jogadores pouco mais que banais parecerão competentíssimos num colectivo que os proteja. Outros, mais talentosos e com melhores qualidades parecerão menos bons em contextos complicados. Em contextos em que cada um se vê forçado a jogar por si, porque colectivamente a equipa (não o clube) é inexistente.
“Tecnicamente é muito forte. O último passe por norma sai sempre, tem inteligência acima da média e uma visão de jogo enorme” Quim Machado sobre Diogo Rosado.
E é precisamente a opinião de Quim Machado a que mais importa. Foi o único treinador de Rosado na primeira liga. Mais do que o que todos puderam observar nos jogos, Machado seguiu o talento de Diogo dia a dia, treino a treino. À data ninguém melhor que Quim Machado saberá o que poderá dar o enorme talento. 
Os relatos que em surdina se ouvem são unanimes. Há demasiado de culpa própria no rumo que a carreira de Rosado tem seguido, e pouco de culpa de treinadores ou clubes. 
Talvez hoje, aos vinte e dois anos, perceba que há muito para mudar na sua vida para além do campo, se pretende voltar a entrar na galeria dos que pretendem e têm potencial para serem notáveis. Foi assim com Fábio Coentrão. Pode, garantidamente, ser assim com Rosado. 
Classe e mais classe. É um dos melhores jogadores formados em Portugal na última década. Aproveitar o seu talento e potencial depende em primeira instância, sobretudo de si, e depois do contexto onde se vir inserido.
Não é tarde. E mesmo que nunca alcance o potencial que tem, é uma aposta que urge fazer. O possível retorno é demasiado grande para deixar esquecer tanta qualidade.
P.S. – O último jogo que fez no Estádio da Luz, onde passeou toda a sua classe como poucos, não terá passado despercebido a Jesus. Tão pouco aos seus possíveis futuros colegas de equipa.

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 2364 artigos
Criador do Lateral Esquerdo, é também professor no Estádio Universitário de Lisboa. Treinador de futebol, tendo almejado diversos titulos nacionais. Experiência como coordenador de futebol formação e palestrante em diversas Faculdades de Desporto. Autor do livro "Construir uma equipa campeã" da editora PrimeBooks.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*