Para os leitores. Escrutinem Jesus.

Este artigo é dedicado aos nossos leitores. Alguns dos quais se mostram muito indignados com as prestações das equipas de Jorge Jesus na Champions. Com razões para isso algumas vezes, mas noutras, como neste ano, sem razão nenhuma aparente.
Então aqui, e agora, para quem aguentar: 
1- Que alterações são essas que fariam ao nível dos jogadores que entravam em campo, e porquê? Que características esses jogadores acrescentavam na relação com os colegas, adversário e individualmente.
2- Que substituições são essas que fariam de outra forma, e porquê? O que é que isso mudava no jogo, por que é que  mudava em relação às opções de Jesus. O que trariam de positivo que não estava a acontecer, o que traria de negativo.
3- E expliquem-me, por favor, que alterações são essas na ideia de jogo do Benfica. Que sistemas tácticos com e sem bola dividido em momentos do jogo, e zonas do campo. Tarefa individual de cada jogador por sector. Objectivo colectivo de cada sector, objectivo colectivo de todos os sectores. 
4- Como é que implementariam isso ao nível de treino (com que exercícios, com que feedback, com que tempos, com que descanso). Como é que o explicavam aos jogadores (vídeo, palestra, papel, de que forma). Como é que garantiam que com o tempo para treinar, para este/s jogo/s em específico (que é o que está em causa), que haveria aquisição de uma ideia de jogo diferente da habitual.
5- Como é que sabem que essas alterações (ao nível da ideia de jogo) não iam resultar em confusão para a cabeça dos jogadores, sabendo-se de tudo o que treinado e assimilado anteriormente.
Espero por vocês aqui, com total abertura (excepcional) da minha parte para comentar tudo e todos.

Até já!

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 2366 artigos
Criador do Lateral Esquerdo, é também professor no Estádio Universitário de Lisboa. Treinador de futebol, tendo almejado diversos titulos nacionais. Experiência como coordenador de futebol formação e palestrante em diversas Faculdades de Desporto. Autor do livro "Construir uma equipa campeã" da editora PrimeBooks.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*