Central sai, laterais baixam e juntam. Golo do Tondela na Luz.

Chegou ao golo na Luz em transição o Tondela, pela dificuldade que o Benfica demonstrou a defender as situações com poucos elementos atrás da linha da bola.

Lindelof poderia ter recuado mais um / dois metros antes de decidir travar para sair ao portador, tal garantiria melhor controlo da profundidade e colocaria Ederson na situação de jogo. Não é, porém, esse o principal erro de posicionamento. Nélson Semedo não demonstrou perceber o que estava a acontecer. Naquela situação era óbvio que o central teria que sair e portanto teria sempre que baixar para as costas de Lindelof e mais dentro, tal como Jardel se preparava para fazer. Fazendo-o convidava ao passe pelo lado de fora e teria tempo para sair na contenção colocando-se entre bola e baliza.

Repare na imagem pela linguagem corporal de Semedo como nem havia intenção de adaptar o posicionamento à situação de jogo. Apenas quando saiu o passe Nélson percebeu o que estava a acontecer
Menos forte no pormenor e menos capaz de controlar as situações de jogo a versão 2015 / 2016 do SL Benfica. Ainda assim, na liderança e com percurso importante na Liga dos Campeões.

Marco Van Basten
Sobre Marco Van Basten 85 artigos
Licenciado em Desporto, treinador Uefa Pro pela FA. Desde cedo partiu para terras de sua majestade. Experiência como professor e treinador numa Academia no Reino Unido.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*