Não há colectivo sem bons jogadores e não há sucesso sem colectivo. Parte dois.

Bélgica a confirmar mais uma vez que se está mais perto do sucesso quando tens bons jogadores, mas que sem um colectivo de qualidade fica mais difícil fazer-se notar a qualidade. Uma das selecções mais talentosas do mundo sem qualquer tipo de ligação seja qual for o momento do jogo. Tudo deixado ao improviso de cada jogador, e é de cada uma dessas decisões que o lance acaba por se desenrolar. Na defesa e no ataque, em organização ou transição, um decide por onze. E se os outros dez não perceberem? Pois. A federação belga, que juntou esta geração de jogadores, também tem muito trabalho a fazer para melhorar o nível de jogo colectivo das suas individualidades. Ainda assim, é sem surpresa que se vê a Bélgica partir do campeonato da Europa.
Blessing
Sobre Blessing 88 artigos
Treinador de futebol, de momento na formação. Experiência como Treinador Adjunto no escalão de seniores masculino e feminino, tendo esta época culminado com a conquista de todas as provas nacionais em disputa. Desempenha também funções como Scout para 1ºLiga. Criador do Blog Posse de Bola

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*