“MarsBet”

A vitória de Portugal. Nem Alfred Hitchcock escreveria tão improvável destino.

Passarmos sem vencer na fase de grupos, em terceiro lugar. Na primeira vez na história dos Europeus em que o terceiro classificado não regressa a casa.

O golo no último segundo do jogo no Islândia x Austria, que nos colocou no lado esquerdo do quadro, evitando até à final todas as melhores selecções do Europeu.

O golo ao minuto 118 depois de uma bola no poste de Rui Patrício nos oitavos.

Os penaltys nos quartos.

A bola que caiu para o nosso lado nas meias, sem que nunca tenhamos investido.

A lesão de Ronaldo aos 20 minutos na final.

Só Éder poderia resolver tal drama.

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 2864 artigos
Creator of the "Lateral Esquerdo", is also a teacher at the University Stadium in Lisbon. Soccer coach, having conquered several national titles in Portugal. Experience as soccer coordinator, and lecturer at various Sports Universities. Author of the book "Build a champion team" from the publisher PrimeBooks.

4 comentários em A vitória de Portugal. Nem Alfred Hitchcock escreveria tão improvável destino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*