Nível elevado tantas vezes o entrave para a evolução. O que todos os jogadores deveriam de saber.

É um treinador jovem, ainda tem falta de experiência. Por vezes, fala de mais e o futebol é muito simples…

Nas meias-finais da Champions não podes cometer erros. Thomas Muller não jogou de início e Jerome Boateng, recuperado de lesão, nem convocado foi, viu o jogo na bancada.

Palavras de Ribery sobre Guardiola.

O sucesso / insucesso é um dos principais catalizadores da evolução ou estagnação dos jogadores. Por isso é tão importante colocar os melhores num contexto mais complicado. Seja escalão etário acima ou liga mais competitiva. Ninguém vai estar tão predisposto para mudanças, mesmo que pequenas se tem percepção de que tem sucesso. Se tem quem lhe afague o ego.

Milhares são os casos de quem mesmo sendo bom e mesmo acrescentando não dá mais porque não percebe ou não quer perceber que pode ser ainda melhor se estiver disposto para evoluir e aprender. Porque a luta terá sempre de ser consigo próprio. A mentalidade certa é querer ser melhor do que o que sou, e aí será uma luta sem término com potenciais resultados arrebatadores. Porém, tantos são os jogadores que porque fazem algumas coisas interessantes… e acima do colega de posição, e logo sentem que está tudo feito, que sabem tudo e que ninguém lhes poderá trazer mais nada. Essa é a mentalidade de quem, porque tem qualidades, terá sempre sucesso, mas sempre abaixo do nível que o potencial indicia, e sempre abaixo do rendimento que deveria e poderia dar ao grupo!

Ribery é o caso tipico de um bom jogador de futebol pela capacidade de desequilíbrio que tem. Pelas qualidades condicionais que sempre lhe trouxeram sucesso em algo que acarreta sempre notoriedade (drible. Como o golo, por exemplo), mas que por ser incapaz de ouvir, por estar indisponível para a mudança na sua tomada de decisão com bola e sem ela, nunca dará o que poderia ter dado.

Porque não dá, joga menos, naturalmente. Para Ribery será sempre mais fácil justificar o menor tempo de jogo com idiotice do treinador. Difícil teria sido fazer o correcto. Ouvir e CUMPRIR. Ai teria jogado e Guardiola já não seria o mau…

 

Marco Van Basten
Sobre Marco Van Basten 85 artigos
Licenciado em Desporto, treinador Uefa Pro pela FA. Desde cedo partiu para terras de sua majestade. Experiência como professor e treinador numa Academia no Reino Unido.

7 comentários em Nível elevado tantas vezes o entrave para a evolução. O que todos os jogadores deveriam de saber.

  1. Sem dúvidas,ribery parece me pouco inteligente,eu eu e eu estou mais livre quero la saber se a equipa esta pior,o que interessa é que EU estou mais livre,ancelloti que tenha cuidado,nas costas dos outros vemos quase sempre as nossas.percebe pouco o jogo o ribery,caso o percebe se,em vez de lamentar se,tinha tentado perceber o porque daquelas movimentacoes com e sem bola que o pep horas e horas tentou que ele percebe se e nao fazer só porque sim…

  2. “por estar indisponível para a mudança na sua tomada de decisão com bola e sem ela, nunca dará o que poderia ter dado.

    Porque não dá, joga menos, naturalmente.”

    Caro Marco Van Basten

    Ribery e Robben jogam menos porque apareceram Douglas Costa e Coman.

    De qualquer maneira, na altura também estranhei a ausência de Muller na primeira mão em Madrid, por isso, presumo que a crítica de Ribery seja justa.

    • Outro aspecto a considerar é que Ribery e Robben brincaram muito nas selecções ao longo destes anos, já Douglas Costa e Coman muito menos.

          • Continuo sem perceber. Então quando os jogadors jogam pela seleção não é futebol profissional? Em todo o caso o que é que isso influência o facto de um jogador nao jogar no seu clube? Por norma aqueles que são internacionais, são os melhores.

  3. sim foi claramente por o muller nao ter sido titular na 1 mão que o bayern foi eliminado…como se viu na 2 mão em que foi decisivo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*