O Ferrari de Rui Vitória…melhorado!

Não me lembro de uma época com o Benfica a entrar no primeiro jogo oficial com um plantel de tamanha qualidade. As opções são tantas, e para todas as posições, que o trabalho do treinador torna-se muito mais fácil no ataque a todas as competições. Este ano, é Rui Vitória que tem a responsabilidade por partir na pole position. Tem o melhor plantel, é o campeão, está no segundo ano do clube, mantém quase todos os melhores jogadores do plantel e os que saíram foram substituídos por outros de qualidade excepcional.

Não há em Portugal nenhuma equipa com dois guarda-redes da qualidade de Júlio César e Ederson. O velhote, um pouco mais lento na leitura da situação de jogo e quando é obrigado a jogar fora dos postes; Com muita qualidade na baliza e no jogo com os pés. Ederson mais rápido a ler o jogo, por isso a sair e a posicionar-se para atacar quem vem na profundidade; Pior com bola quando pressionado, mas com um pontapé longo fora do normal.
Lindelof e Jardel garantem qualidade defensiva no centro da defesa, velocidade, e significam supremacia no jogo aéreo; Também qualidade com bola, para a realidade do campeonato português, sobretudo Lindelof. Luisão não está no seu melhor, e percebe-se que da forma como Rui Vitória coloca a defesa é um jogador menos preparado para reagir aos estímulos. Porém, tendo em conta a influência junto do grupo é sempre uma opção de peso. Kalaica é ainda pouco conhecido mas tem muita qualidade. Deve ficar no plantel, aproveitar a experiência com os mais velhos para aprender, e se possível competir na B quando não for opção na equipa principal. Garante a continuidade e um futuro de qualidade para o centro da defesa.
Grimaldo melhor que Eliseu. Acho que ainda não percebemos bem o quão bom é o lateral espanhol, que tem demasiada qualidade para um campeonato como o nosso. Com bola, talvez nunca se tenha visto tamanha qualidade por cá. É o lateral do futuro.
Nelson Semedo e André Almeida. Talvez aqui a posição mais debilitada do plantel, mas Nelson com potencial para chegar a um nível bom. André Almeida garante qualidade defensiva; É inteligente, e por isso sabe o que consegue ou não fazer; Joga seguro. Nelson é mais desequilibrador, e mais vistoso nas capacidades condicionais. Porém, com muito erro ofensivo e defensivo. Estabilizando ao nível emocional, percebendo os seus erros, pode crescer muito se for opção regular. Como lateral, e tendo em conta as suas características, pode ser relevante nos próximos anos em Portugal.
Fejsa e Samaris. Fejsa como Javi Garcia a garantir segurança defensiva, e segurança em posse na primeira fase de construção ainda que sem criatividade. Samaris arrisca mais e por isso também tem mais erro. Mas é uma opção que garante qualidade sempre que for chamado.
André Horta e Danilo. Com estes dois, dá vontade de jogar com um losango no meio campo. Demasiada criatividade nos meninos, qualidade técnica ímpar. Vai ser muito difícil escolher entre os dois, ainda que Danilo me pareça estar a um nível superior ao de Horta. Talvez pela exposição a um estímulo superior na época passada. Vai ser interessante perceber a evolução defensiva a que um e outro vão ser obrigados para que se possam impor no onze inicial.
Cervi, Zivkovic, Carillo, Pizzi, e Sálvio. É incrível a profundidade que estas opções garantem. Há qualidade para todos os gostos, para jogar todo o tipo de jogos. Há criatividade e qualidade técnica; Há 1×1 e finalização; Há condução, há tabelas, e há velocidade na execução e na passada; Há conforto e agilidade para se sair dos espaços reduzidos com qualidade; Há agressividade.
Jonas, Mitroglou, Jimenez, e Guedes. Aqui importa falar principalmente de Guedes, pelo muito que já se foi falando dos outros três. O espaço que foi perdendo no corredor lateral pode ditar o trilho certo para se impor como avançado nos próximos anos. É aí, perto da baliza, onde o vejo triunfar mais facilmente pelas suas qualidades.

Não se pode falar do melhor onze inicial de que há memória no Benfica, mas se há treinador que não se pode queixar do plantel é Rui Vitória. Este Benfica está construído ao nível do melhor que já se fez em Portugal.

Blessing
Sobre Blessing 88 artigos
Treinador de futebol, de momento na formação. Experiência como Treinador Adjunto no escalão de seniores masculino e feminino, tendo esta época culminado com a conquista de todas as provas nacionais em disputa. Desempenha também funções como Scout para 1ºLiga. Criador do Blog Posse de Bola

43 comentários em O Ferrari de Rui Vitória…melhorado!

  1. Primeiro ano em muitos que vejo um plantel com tanto equilibrio. Com 2 laterais de cada lado, 4/5 jogadores de miolo, e sem um excesso muito grande aancados e extremos. Ainda há talvez um extremo a mais, mas o mercado ainda nao fechou.

    Mérito da direcao e teinador. Agora daqui para a frente isto vale o que vale e sao 34 voltas para o Ferrari mostrar andamento. Espero uma evolucao nos 2 momentos defensivos e principalmente uma melhor capacidade de controlar o jogo com bola, algo que parecia já comecar a existir no final da época passada.

  2. Blessing,

    Plenamente de acordo. Não me lembro de um plantel com tantas soluções em Portugal. Talvez o Benfica de 93/94.

    Fora isso, ainda faltou Celis e talvez Jovic.

    A único problema disto é que João Carvalho e Pedro Rodrigues (e talvez até o Guga) continuam à espera.

    Vitória está obrigado a ganhar o campeonato.

    Abraço

  3. A sério que conseguiste escrever que na te lembras de um plantel com tanta qualidade do Benfica nos últimos anos? A tua memória só apanha os 2 últimos anos do Benfica? Então e o plantel de 2014? Matic, Enzo, Garay, Maxi, Rodrigo, Gaitan, Markovic… Está mais forte que no ano passado e há 2 anos, mas o plantel de 2014 do Benfica era um plantel de sonho.

    • David, se achas que ter um onze inicial melhor significa ter plantel melhor a culpa não é minha! É tua!!! E já agora, o onze inicial do primeiro ano de Jorge Jesus é mais forte do que esse de que tanto falas.

      • Eu falo mesmo de opções Blessing. Markovic era suplente, Cardozo era suplente. Jardel (titular agora) era suplente. André Gomes era suplente.

        • Markovic era suplente? De quem? Do Sulejmani?
          Quem era o André Gomes nessa altura?!
          Cardozo era suplente, e estava morto. Não era o mesmo de outros anos, por isso saiu no final. Vê lá essa coincidência do Jardel, agora, se calhar volta a ser suplente!

          E as outras posições? Na baliza? Os laterais? Os outros médios? Os avançados? os Extremos? Queres mesmo comparara ou é só teimosia pura?

          • Teimosia? Mas agora no futebol só há uma opinião correta? Tu achas este plantel o melhor dos últimos anos. Eu acho que é de rir compara este plantel ao de 2013/2014 do Benfica ou o do Vilas Boas do Porto. A maior parte destes jogadores não entrava no XI dos planteis que referi atrás. Por a qualidade do XI ter baixado e ter tornado o plantel mais homogêneo não o torna melhor. É a minha opinião, é a de muita gente também. Se tu achas que é melhor ter Samaris e Fejsa que Matic e Fejsa ou ter André Horta e Danilo em vez de Enzo e André Gomes ou ter Nelson Smeedo e André Almeida a Silvio, André Almeida e Maxi é a tua opinião. Não significa que seja a mais correta.

          • “Teimosia? Mas agora no futebol só há uma opinião correta?”

            Sim, teimosia.

            “A maior parte destes jogadores não entrava no XI dos planteis que referi atrás.”

            Bem, já vi que afinal não é teimosia. Até porque o teimoso acaba eventualmente por ver o elefante quando ele o atropela. É outra coisa qualquer.

            “Se tu achas que é melhor ter Samaris e Fejsa que Matic e Fejsa ou ter André Horta e Danilo em vez de Enzo e André Gomes ou ter Nelson Smeedo e André Almeida a Silvio, André Almeida e Maxi é a tua opinião.”

            Também pode ter a ver com problemas de leitura. Mas isso também pode ser só uma opinião.

          • É sempre mais fácil desconversar que discutir com fundamento. cá estaremos para fazer as devidas avaliações. Os planteis que falei ganharam todas as competições internas, 1 foi à final da Liga Europa e outro ganhou-a.

      • Eu falo mesmo de opções Blessing. Markovic era suplente, Cardozo era suplente. Jardel (titular agora) era suplente. André Gomes era suplente. O Benfica tinha qualidade para praticamente todas as posições. Agora tem muita qualidade nos extremos, mas tem uma pobreza gritante no meio campo (ter André Horta como principal opção para 8 não é ter profundidade no plantel) e na defesa. No ataque tem 2 bons avançados e um razoável. Nas laterais, tem Grimaldo que até agora vai parecendo uma opção de qualidade e 3 jogadores que são medianos. Tem 2 bons GRs. Tem um Luisao que já se devia ter retirado como opção a Jardel e Lindelof. O plantel de 2013/2014 foi dos melhores que se viu em Portugal nos últimos anos, talvez ligeiramente inferior ao que Vilas Boas teve no Porto. Aliás, mesmo a nível de plante acho que o 1o de Jesus era mais forte que este. Este é equilibrado, mas não tem nem de perto a qualidade individual que os outros tinham.

  4. Grimaldo com bola melhor que Alex Sandro? Não me parece sinceramente, mas certo é que tem qualidade impar para este campeonato.

    • A mim parece melhor! Tal não significa que Alex não fosse um fora de série também. é ver onde joga agora o Alex. Agora há uma coisa que representa uma mais valia tremenda do Alex em relação ao Grimaldo – as capacidades condicionais. Isso pode ditar uma vantagem naquilo que o jogador é globalmente. Mas com bola no pé, não me lembro de tamanho acerto e tanta qualidade na execução.

  5. Chega a ser gritante a diferença de qualidade deste plantel do Benfica para o dos seus adversários.
    Em relacao ao 11 inicial, a diferença esbate-se um pouco, mas nunca vi, nos ultimos 20 anos, um plantel com tanta qualidade para todas as posicoes como tem Rui Vitoria.

  6. discordo em muitas coisas, o Benfica no ano passado era mais forte, perdemos 2 titulares e vamos perder 2 bons suplentes, carcela e talisca… grimaldo, cervi e horta nunca jogariam com jj… e basta pegar numa fita metrica para perceber porquê e porque o grimaldo nunca será um lateral de eleição

    • O Jordi Alba não é um lateral de eleição, é isso? Ou o Dani Alves, por exemplo? Ou o nosso Raphael Guerreiro? E que tal o Lahm? O que tem a altura a ver com a qualidade do jogador?

    • Seguindo essa lógica, Messi e Iniesta não jogariam com o JJ. A altura não é, nem pode ser, um atributo decisivo, principalmente em jogadores que jogam nas alas ou mesmo num “8”, como o Horta.

      • entre qualidade para render(concordo) a ser este slb melhor do que o do ano passado…vai uma enorme diferenca..nao vejo ninguem melhor que renato e gaitan…vejo sim potencial para virem a ser…hj nao vejo…sim temos mais opções,mas não é sinonimo de a equipa ser melhor…

  7. Fala-se ainda na saída do Samaris e, assim, talvez exista um espaço para o Pedro aparecer, ou para jogar o Danilo como 6 com Horta a 8.

    O que acham do Danilo a 6? Iria ser útil na saída de bola mas defensivamente, seria capaz de cumprir?

      • Eu gostei muito de o ver no Braga, ainda que tenha visto poucas vezes. No ano passado não o vi jogar mas parece que jogou sempre a 8 e ainda fez alguns jogos… Tenho pena que tenha que ser ele OU o Horta e não ele E o Horta! Gostei muita da pré-época que o Horta fez e seria uma pena vê-lo no banco. Mas a maior experiência do Danilo pode fazer a diferença…

      • Blessing, queres explicar um pouco melhor essa opinião?

        Ainda não conheço bem o Danilo, como é que se compara com o Matic, por exemplo?

        • Tem a agilidade que o Matic não tinha para estar confortável nos espaços reduzidos, e qualidade técnica muito semelhante. É tão criativo quanto o sérvio. Por isso, por demorar menos a executar, ficar preso fora do bloco é um desperdício enorme.

  8. “(…)mas Nelson com potencial para chegar a um nível bom.”

    O Nelson tem potencial para chegar a um nível bom? Um nível bom?

    Um jogador que a nível físico é, provavelmente, dos mais completos a atuar em Portugal, com uma capacidade técnica muito acima da média e com uma criatividade para a posição absurda? Um jogador que desequilibra por fora e por dentro, que solicita, vezes sem conta, combinações diretas, que evita cortar para fora para manter a posse de bola…

    Não tem apenas potencial para ser bom. Tem potencial para ser um fora de série.

  9. O Plantel de 2014 ao meu ver , em termos de 11 titular era superior , mas creio que o Blessing se referia ao plantel no seu todo e sendo assim concordo que este é dos melhores planteis dos últimos anos pq é mais homogéneo que o de 2014, tem muitas mais soluções.

    Acredito este ano independentemente de quem ganhe o campeonato que a diferença entre os grandes e as equipas pequenas será ainda muito mais acentuada esta época, com os grandes cada vez mais fortes e com a qualidade do jogador médio em portugal a baixar cada vez mais nas equipas pequenas com a excepção dos miúdos que os grandes vão emprestando.

  10. Olá Blessing,
    Antes de mais, bom artigo: bem detalhado e fundamentado. Não tenho grande coisa a acrescentar.
    Contudo, como ontem se disputou a Supertaça, era interessante continuar a “pegar” nesta crónica e ir adicionando mais alguns tópicos de debate. Por exemplo: o que mais gostaste do lado do Benfica? E menos? Já agora, pondo de parte a assistência e o magnífico golo marcado por Pizzi (aliás, pondo de parte uma opinião que se possa fazer apenas por 90 minutos), qual o teu veredicto em relação ao médio português? É que no Facebook há uma legião anti-Pizzi que me faz um bocado confusão. Provavelmente, são os mesmos que dizem que o Grimaldo não serve para lateral porque é baixo, o André Horta ainda está “verde” e tem de subir os índices físicos e o Jonas não servia para o desenho táctico. Gostava de saber a tua visão em relação a alguns jogadores…
    Abraço! 🙂

  11. Mais do que ser melhor ou pior, é sempre subjectivo, o mais relevante é que é o plantel que Rui Vitória teve voz na sua construção por isso a fasquia está mais elevada.

  12. Com o Pizzi e o Cervi nesta forma, vai ser difícil o Carrillo entrar no onze! Diga-se que ter como opções no banco Carrillo, Salvio, e Jiménez é um luxo que assiste a poucos na Primeira Liga portuguesa! Não sei a que é que as pessoas se referem quando falam dos índices físicos do André Horta.. a meu ver vai ser uma das revelações da época (já tinha uma qualidade absurda no Setúbal) e só tem 19 anos! Danilo a 8 ou 6? Parece-me que é para 8! Haja mais competitividade assim 😀

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*