Faz-me confusão esse jogo que se quer jogar sem balizas

Paco Jémez. Um treinador que nos apaixona, e que nos encantou, pela forma como conseguiu colocar a jogar o pior orçamento da Liga Espanhola nos seus princípios ofensivos. E continuo a gabar a sua capacidade para operacionalizar tal ideia com jogadores de qualidade tão distante do jogo que ele exige. O seu manual de acções ofensivas é de estudo obrigatório para os amantes e estudantes do jogo como eu. Porque ele consegue que a sua equipa se comporte como ele quer naquilo que é mais difícil de conseguir.

É no mais fácil, porém, que se percebe o seu grande pecado. A defender em organização ou transição como uma equipa da pré-história. Com a televisão à preto e branco, não duvido que fosse um dos melhores treinadores mundiais. Hoje, é um treinador que joga um jogo onde só a baliza do adversário existe. Como é que alguém tão competente a operacionalizar uma ideia super complexa, com jogadores de nível baixo, não coloca a equipa a defender com princípios que garantam alguma segurança no momento mais fácil de trabalhar? Defender a bola consoante os colegas e a baliza. Consoante o número de jogadores em acção defensiva; Consoante a zona onde a bola se encontra; Consoante as condições em que o adversário a tem.

Porque se atacar bem é fantástico e nos aproxima do sucesso, defender da forma que se vai ver de seguida é mais de meio caminho para que o adversário fique com os três pontos.

Blessing
Sobre Blessing 88 artigos
Treinador de futebol, de momento na formação. Experiência como Treinador Adjunto no escalão de seniores masculino e feminino, tendo esta época culminado com a conquista de todas as provas nacionais em disputa. Desempenha também funções como Scout para 1ºLiga. Criador do Blog Posse de Bola

5 comentários em Faz-me confusão esse jogo que se quer jogar sem balizas

  1. Talvez deva fazer como nos desportos na América, em que existem treinadores para as diferentes fases de cada jogo.
    Se calhar, arranjar um adjunto que o ajude a operacionalizar a fase defensiva.

  2. É de facto difícil de perceber como é que um treinador consegue fazer o que faz ofensivamente mas depois faz isto do outro lado. É que é mesmo a Selva. Pura e dura. Não há nada, nadinha, trabalhado.

  3. pois mas pergunto eu caso deixe de privilegiar os aspectos ofensivos como tanto gosta e que todos elogia mos e comecar a trabalhar mais a parte defensiva,nao perdera o que acredita ser a sua principal ideia para ter sucesso…tapas os pés ou preferes tapar a cabeca,manta nao da para tudo com pouca qualidade individual…sim sao principios em qualidade que todos vemos nos videos…mas parece me que a resposta é por o que escrevi acima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*