Jack Wilshere

Imensas lesões a impedirem o médio inglês de cumprir o seu destino. Para já, naturalmente.

Ainda não é tarde.

Fala-se hoje da saída da Premier League de um dos mais apaixonantes jogadores ingleses dos últimos tempos. Apesar de não ter ainda cumprido o seu potencial. Apesar dos seus, ainda, vinte e quatro anos.

Qualidade técnica absurda, criatividade incrível, capacidade para descobrir espaços onde outros não ousam sequer procurar. A sua bota esquerda de veludo sempre às ordens de uma mente brilhante. Quebra linhas, desorganiza estruturas. Decide rápido e mesmo na pressão tem sempre soluções. Com potencial para ser um dos melhores da actualidade, pela qualidade que demonstra seja a construir recebendo mais atrás, ligando o jogo, seja a criar, já dentro de blocos adversários,  a descobrir colegas em espaços potencialmente mais perigosos. É verdadeiramente surpreendente que um jogador de tal nível tenha sido associado à Liga Portuguesa. A própria Serie A parece demasiado curta para tamanho talento.

 

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 2364 artigos
Criador do Lateral Esquerdo, é também professor no Estádio Universitário de Lisboa. Treinador de futebol, tendo almejado diversos titulos nacionais. Experiência como coordenador de futebol formação e palestrante em diversas Faculdades de Desporto. Autor do livro "Construir uma equipa campeã" da editora PrimeBooks.

9 comentários em Jack Wilshere

  1. Basta que nao se lesione de 2 em 2 jogos durante nao sei quanto tempo e vai rebentar.

    Vou seguir isto com atencao, ver se treinar de forma diferente vai mexer alguma coisa em alguem que aparenta ter uma facilidade assustadora em se lesionar

  2. Caro Paolo Maldini

    Jack Wilshere brinca muito nas selecções, desde os sub16, é natural esta desvalorização, através da sua dispensa e empréstimo para um clube que luta para não descer.

    As suas qualidades são inegáveis e ainda é novo, pode facilmente regressar ao topo mas um pouco mais de juízo seria melhor.

    Outro que podia estar melhor é Francisco Ramos, foi brincar na selecção olímpica e provavelmente até Janeiro não jogará quando poderia ser titular na primeira divisão.

  3. Pena porquê? Só estão a olhar para o nome do clube… Do que eu vi o ano passado pareceu-me uma equipa com muito menos meios do que outras mas com uma ideia de jogo interessante. Julgo que o fantástico Wilshere precisa de um ambiente diferente do que está habituado, com outras referências e outros objectivos. No Bournemouth não vai haver receio de o meterem a jogar, pelo menos isso, porque estando em condições físicas será um jogador indiscutível. O rapaz precisa de carinho e de espaço para encontrar o seu caminho.

    • Pena sim, sem dúvida.

      Tem uma ideia de jogo muito gira, verdade, mas o jogo é jogado por quem?

      Ele vai ser o rei numa terra de cegos, será que vai conseguir subir algum patamar no seu jogo?

      Ideia interessante tem o arsenal.

      Se era para o fazer enfrentar um teste, porque não um campeonato diferente? O italiano por exemplo?

      • O jogo é jogado pelos jogadores. E alguém disse que o Arsenal não tem uma ideia gira? O que é certo é que o Wilshere fez 5 jogos na época passada no Arsenal! E ele precisa de jogar sempre. Esta é a realidade.

        Acho que não faz qualquer sentido ele ir para Itália. Jogos muito físicos, precisamente o ponto fraco do rapaz. Depois, pelo menos dois meses vão para o lixo, entre mudar de casa, de país, adaptar-se, conhecer os nomes dos colegas.

        Não percebo essa dica do patamar… Depois da Liga Espanhola (na minha opinião), há algum campeonato de melhor nível e de alta competição para além do inglês? O alemão é muito bom mas em Inglaterra é melhor, actualmente.

        O rapaz vai passar uma época a jogar sempre contra muitos dos melhores. Portanto, falta de estímulos é que não vai ter.

        E vai jogar sempre – ponto fulcral desta historieta. Estando em condições físicas, não vai haver qualquer dúvida. É lá para dentro e já. Perfeito.

        • Oh Edson, e o campeonato inglês não é um campeonato super físico? Só porque tem treinadores cujo propósito não é kick and rush não implica que a BPL não seja absolutamente inclemente.

          Ele vai enfrentar grandes jogadores, certíssimo, e ao lado dele? Com quem vai ele relacionar-se? É que ninguém, naquela equipa, se aproxima do nível dele!

          Daí os estímulos que ele vai receber o vão, na minha opinião, atirar o rapaz para baixo:

          1) os adversários são de enorme qualidade;

          2) os colegas não estão próximos do nível dele;

          São estímulos de todos lados que, na minha opinião, o vão prejudicar.

          O campeonato espanhol seria muito bom, o Sevilha seria muito interessante, por exemplo.

  4. Uma das principais vítimas dos métodos de Wenger que tantas lesões originam.

    Claramente potencial para ser um jogador inglês ao nível de Rooney.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*