Vitória de Setúbal, uma das mais bem trabalhadas equipas da Liga.

Incrível o quanto evoluiu em termos tácticos a nossa Liga.

O Vitória de Couceiro apresenta ideias em todos os momentos. Defensivos e ofensivos. Tudo surge executado pelos jogadores mas a sair da cabeça do treinador.

Comportamentos definidos para cada momento, para cada fase. A opção por um jogo ofensivo mesmo que garantindo sempre as preocupações defensivas a valorizar jogadores como Fábio Pacheco, Mikel ou Costinha. Um dos planteis mais baratos da Liga, se não o mais barato, a ser trabalhado para se valorizar.

442 442222 braga-setubal pressing set-org-def set

Alguns problemas com a edição do video. Trabalharei para aumentar a qualidade dos mesmos!

 

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 2359 artigos
Criador do Lateral Esquerdo, é também professor no Estádio Universitário de Lisboa. Treinador de futebol, tendo almejado diversos titulos nacionais. Experiência como coordenador de futebol formação e palestrante em diversas Faculdades de Desporto. Autor do livro "Construir uma equipa campeã" da editora PrimeBooks.

13 comentários em Vitória de Setúbal, uma das mais bem trabalhadas equipas da Liga.

  1. depois dos dois jogos com o benfica (pre-epoca e 2ª ou 3ª jornada) fiquei com muito boa impressão deste vitoria, apesar de gostar do trabalho do Couceiro á algum tempo acho que está muito diferente, para melhor. a provar que não é preciso muitos €€€€ para jogar bom futebol e com qualidade.
    era o jogo que queria ter visto nesta jornada, tive pena de não conseguir.

    • Imagino bem a quantidade de treinadores Portugueses que não se verão influenciados por aquilo que o PB partilha. (Não penso neste “post” nem no J. Couceiro ou nos A, B ou C mas generalização sobre linguagem de futebol para treinadores, a partir de um treinador.) O PB nunca concordará mas ele tem muito a ver com a generalização e divulgação de conceitos, ideias, o que é bom e o que é mau.

  2. PB,

    Achas que Paulo Fonseca poderá alguma dia regressar a um grande? Ele mereceria uma nova oportunidade, talvez, ou mereceria que os dirigentes de qualquer dos 3 grandes não tivessem medo de apostar novamente nele. Fiquei contente pela Taça de Portugal que ganhou no ano passado embora desejasse à partida a vitória de José Peseiro, e parece que as coisas na Ucrânia estão a correr muito bem. Pode ser que um dia regresse.

    Vitor Pereira, Pedro Bouças, Marco Silva, Paulo Fonseca, há tantas opções de muita qualidade para clubes grandes e outros que aspiram teoricamente a um 4º lugar, como Braga ou Guimarães. Dadas as opções só não tem sucesso quem não quer. Ou quem não souber.

        • O FCP já dispôs de duas oportunidades para garantir JJ. Sem que existam muitos (na comparação com os rivais, no período da sua liderança)será possivelmente o grande erro de PC enquanto presidente do FCP. És benfiquista não és R.B.NorTor? Não sei se concordas mas se imaginarmos JJ no FCP entre 2009 e 2014, mesmo que o SLB se visse treinado por nomes como AVB ou Vitor Pereira, dificilmente discutiria a hegemonia portista … opinião ou um “se” um tanto vago mas que corre alguns riscos de estar correcta/o.

  3. Outro grande post
    A falar de futebol e a ir ao detalhe que faz a diferenca.

    Para ti distingues entre “comportamentos bem definidos” e “automatismos?
    Achas que ha uma deferenca de facto ou mera semantica??

    Obrigado outra vez pela qualidade da informacao que repartem aqui.

    • Eu acho que ha diferencas.

      Automatismo vem de uma ideia quase robotizada. Vem de padronizar movimentos, que se faz independentemente do que o adversario esta a mostrar. Aquelas situacoes tipicas de teres mudancas de posicao quase controladas ao segundo e todas sincronizadas.

      Um comportamento bem definido, tem a ver com interpretacao do jogo. Respondes de forma mais ou menos grupal a um problema, mas por mais “novo” que o problema seja, vais ter uma resposta semelhante, desde que o tipo de estimulo seja semelhante.

      As coisas sao mais visiveis em situacoes de ataque rapido. Um automatismo vai ter um jogador a fazer A e outro B, a bola a ir daqui para ali. Como se nao existissem defesas. O comportamento bem definido vai-se adaptar ao que esta a acontecer e aproveitar-se disso. Tens inumeras situacoes de jogadores que apesar de terem o corredor central aberto, continuam em combinacoes por fora, sem necessidade nenhuma. Isso sao accoes padronizadas/roboticas/automaticas.

  4. Muito bom. Ambos o blogue e o Couceiro.
    Conseguem fazer uma lista das equipas que estão a jogar conforme os vossos valores e orientações e os que jogam de outra forma?

    • Qualquer equipa com ideias de jogo acaba por se ver valorizada, quaisquer que sejam, desde que os posicionamentos e as movimentações no jogo obedeçam a essas ideias. É isso que fundamentalmente motiva as análises do LE sem desprezo para os juízos de valor, também esses correctos, que se podem fazer sobre as ideias em si mesmas. Mas não é por acaso que raramente os vemos. FCP de Vitor Pereira e SLB de Jesus foram disso excelentes exemplos, por espelharem ideias de jogo dos seus treinadores bem diferentes uma da outra. Na mesma esfera mas noutra sintonia, temos também o Manchester de Sir Alex, equipa aparentemente sem grandes ideias mas extraordinariamente competente nos posicionamentos e reacção às diferentes situações de jogo. Espero que o uso destas expressões não sugira compreender minimamente aquilo que as substancia – não o sei nem o compreendo. Ainda neste exemplo, talvez por Sir Alex além de um treinador extraordinariamente capacitado ter tido sempre muito talento na hora de escolher os seus adjuntos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*