Pizzi no momento de Lindelof

Por certo que todos repararam na forma como Lindelof em condução entra em zonas de criação. Num lance em específico acaba por desequilibrar de tal forma que deixa Mitroglou em situação de 1×0.

Já por cá, nos podcasts e em textos se abordou diversas vezes o quão impressionante e valioso é ter logo no quarteto defensivo um lote de jogadores capazes de ofensivamente começar a criar desorganização na equipa adversária.

Não é disso que trata o presente texto, porém.

Quantas vezes já leu por cá o “atrair” para posteriormente soltar num colega que fica com melhores condições? (Isto é, com mais espaço, menos oposição)?

Várias, com certeza. Por video, um exemplo prático. De um jogador notável. Pizzi, a atravessar um momento incrível de confiança, acaba por ter uma percentagem grande de sucesso nas suas acções. Ele que não toca uma bola sem ter ideias. Sem pensar mais além, sem imaginar o que se seguirá.

Da imaginação de Pizzi que soltou já com uma ideia para o central sueco, esteve próximo de marcar Mitroglou.

Atrair com bola, chamar a si o adversário para libertar um colega é isto:

Alternativa para ver o lance aqui

 

P.S- Muito agradecido aos vários que já estão a ajudar-nos no Patreon! Terão sempre prioridade nos temas dos artigos e podcasts. Só têm que os solicitar. Continuem a ajudar qui:  Patreon. Só assim será possível manter o blog activo e/ou com conteúdos abertos a partir de Janeiro.

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 2366 artigos
Criador do Lateral Esquerdo, é também professor no Estádio Universitário de Lisboa. Treinador de futebol, tendo almejado diversos titulos nacionais. Experiência como coordenador de futebol formação e palestrante em diversas Faculdades de Desporto. Autor do livro "Construir uma equipa campeã" da editora PrimeBooks.

5 comentários em Pizzi no momento de Lindelof

  1. Maldini uma questão em relação ao desenrolar do lance, Mitroglou não devia ter feito passe para a zona do penalti onde Guedes atacaria a frente do 27 do Dinamo para encostar de baliza aberta?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*