Danilo, Rúben Neves. O jogador completo nunca prima somente pela competência defensiva.

Na actualidade, é impensável colocar na categoria dos melhores, jogadores incompletos. Por incompletos, entenda-se quem mostra argumentos e competência em determinado momento do jogo, mas cujas skills são insuficientes para acrescentar noutros.

Naturalmente que ainda hoje é possível ser-se bem sucedido e garantir lugares importantes mesmo com lacunas evidentes em determinados traços. Danilo tem-se revelado um jogador importante para Nuno Espirito Santo. É muito forte nos duelos individuais sem bola, tem excelentes timings para enquadrar as suas acções defensivas, e beneficia de comer metros de forma rápida. Num FC Porto balanceado para o ataque, tem considerado Nuno que mais do que alguém que ligue ofensivamente a primeira com a segunda linha, ou até a primeira com a terceira, precisa de alguém que seja mais proactivo na transição defensiva. Que chegue mais rápido e que impunha o físico no seu raio de acção.

Todavia, cada vez mais, mesmo atrás (ou sobretudo atrás, porque é aí que se inicia a maior parte dos ataques) são necessários jogadores que primem pela velocidade de raciocínio, que descubram ou não deixem fugir linhas de passe ofensivas, e que tenham qualidade técnica para colocar na relva o que a grande velocidade descobrem. Com Danilo, e por mais competente que seja nos duelos individuais, perde o FC Porto a ligação ofensiva que teria com o talento de Rúben Neves.

O miúdo poderá nunca ter o controlo dos duelos individuais sem bola como o internacional A. Porém, com maior trabalho e acerto nos posicionamentos defensivos de todos os que se vêem em cada situação de jogo, continuaria a controlar o jogo defensivamente, e muito ganharia ofensivamente o FC Porto. Alguém que decide mais rápido, que executa melhor. Que liga desde trás o jogo com muito maior competência e que poderia até libertar Oliver para terrenos mais subidos, em vez de ter de recuar tantas vezes em demasia para iniciar o que Danilo não consegue com qualidade.

Por cada transição defensiva que morre nas recuperações de Danilo, quantas possibilidades de entrar em espaços mais perigosos perde o FC Porto sem Rúben Neves?

 

Entre este fim de semana e o início da próxima (está a ser ultimado o processo), surgirão alguns textos semanais que serão exclusivos para os patronos do “Lateral Esquerdo”. Para quem pretender ter acesso a tudo o que por cá se faz, é favor registar no Patreon. E recordo que um euro mensal já será um contributo muito aprazível para o projecto. Depois do registo realizado, receberão uma mensagem com mais instruções. Sobre a recorrente questão sobre alternativa ao Patreon, é favor direccionar a questão para: lateralesquerdo.com@gmail.com, para perceberem se interessa a alternativa proposta.

Muito obrigado por ai estarem e pela ajuda que tantos já estão a dar ao projecto.

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 2359 artigos
Criador do Lateral Esquerdo, é também professor no Estádio Universitário de Lisboa. Treinador de futebol, tendo almejado diversos titulos nacionais. Experiência como coordenador de futebol formação e palestrante em diversas Faculdades de Desporto. Autor do livro "Construir uma equipa campeã" da editora PrimeBooks.

11 comentários em Danilo, Rúben Neves. O jogador completo nunca prima somente pela competência defensiva.

  1. A pretexto disto, e uma questão um pouco lateral, o que acham do Pedro Rodrigues, um miúdo que tem jogado a médio defensivo na equipa B do Benfica? Acho que se enquadra na perfeição naquilo que pedem ao médio mais defensivo.

  2. Não sei se foi devido à minha questão no outro dia que deu origem ao post, nesse caso sinto me ‘lisonjeado’.
    Quanto à preferência de NES, eu penso que ele tem dado mostras desde o início que não é daqueles treinadores de controlar 90/100% do jogo. Isto é, mal se vê em vantagem baixa linhas e envolve menos jogadores no processo ofensivo. Isto faz com que prefira um jogador como o Danilo, pois crê que os outros fantasistas vão criar um golo e depois Danilo é a arma para defender a vantagem.
    Mesmo nas bolas paradas o Danilo é importante.
    No seguimento do que vocês dizem, eu penso que ao Ruben falta jogar e adquirir o conhecimento e rotinas que o catapultaram para outro patamar. A estampa física não é tudo na defesa, claro que Danilo ganhará sempre mais duelos que o Ruben, mas por exemplo, o Oliver também é franzino é muito agressivo defensivamente.

    Agora cabe a Nuno escolher. Eu, sinceramente escolheria o Ruben, ele com Oliver seria uma delicia.

    P.s: aproveitando um comentário em cima, qual é o vosso conhecimento das camadas jovens? É que desde que aqui venho que penso ainda não ter visto um post sobre a formação em Portugal, em forma de análise. Penso que poderia ser um ponto interessante aqui e ali falar de um jogador que vocês conheçam. Mas claro que isto é só sugestão é uma opinião?
    P.s.2: que passa com o Blessing? Nunca mais o vi por aqui, e acho que as opiniões dele acrescentam sempre muito.

  3. “O miúdo poderá nunca ter o controlo dos duelos individuais sem bola como o internacional A. Porém, com maior trabalho e acerto nos posicionamentos defensivos de todos os que se vêem em cada situação de jogo”

    Caro Paolo Maldini

    O mesmo se pode dizer de Danilo, “com maior trabalho”, mais e melhores resultados são obtidos.

    No lance em questão, Danilo tem 3 linhas de passe, as duas referenciadas e o lateral direito que está livre, mas Danilo “engonha” e quando aparece o adversário tem que voltar para trás.

    Cabe ao treinador corrigir Danilo de modo a que “desengonhe”.

    Apesar de tudo Danilo continua superior a Ruben Neves e não há espaço para os dois no mesmo onze.

  4. O honoris está mt zangado e fala mal do lateral esquerdo de 5 em 5 minutos. Agora diz q vai ser outro post do Nelson Semedo. Talvez vocês nao devessem faze.lo fazer figura de urso, para se acalmar. Voces e o Nelson… q tb anda um bocado a ridiculariza-lo com as suas exibições.

  5. O Honoris ficou zangado, talvez, porque usamos as coisas que ele diz para posts novos, mas nunca foi com intuito negativo. Sempre usámos o que concordávamos ou que não concordávamos para nos inspirar… Ainda há pouco saiu o post com base no comentário de outro utilizador com um exemplo do Brasil. Mas, nunca em texto algum houve uma palavra que fosse que inferiorizasse quem quer que seja. Sobre o Nélson, copio um comentário de há uns dias. “A grande maioria dos adeptos têm muita dificuldade em perceber os jogadores com bom drible. Em Portugal passou-se do “dribla é bom” para “dribla é burro”” Foi qualquer coisa assim… O que o Nélson faz de cada vez que toca a bola é de tal forma bom que penso que qualquer adepto desde que não esteja toldado por uma visão de outra cor (que é mt comum) consegue percebe-lo!

  6. Tenho pena que um blog como o Lateral Esquerdo aceite este tipo de comentários que o “Claudio” tem feito mas enfim. Eu não fiquei zangado com coisa nenhuma por amor de deus. Como é óbvio, não tenho que concordar com tudo o que é dito aqui, por mais conhecimento que reconheça a quem escreve. O facto de ser do Sporting não tolda em nada o meu julgamento ou não teria, por exemplo, dito que o Nelson Semedo era um upgrade enorme no Sporting.

  7. Gajos a pedir p n aprovarem comentários de outros
    Isto n é só o melhor site de bola. Isto é mesmo comédia com as personagens que aqui param as vezes lololololol ADORO

  8. Por acaso não é descabida a ideia do honoris… eu tb venho apelar a q n aprovem os comentários dele!não acerta uma qd fala de futebol… e continua a ter tempo de antena num site destes!!!!! Atenção não estou a dizer para depois pararem de gozar com as coisas que ele diz qd fala de futebol pq nos ajuda e diverte a todos, mas se nao aprovarem os comentários dele ninguem sabe quem disse as bacoradas e o proprio ficará menos zangado com voces!!!!!

  9. Epa ele diz que o Nelson Semedo era um upgrade no Sporting?

    Uma estátua para este génio!

    Eu reconheço que o Messi seria um up grande ao Jota…

1 Trackbacks e Pingbacks

  1. Danilo. Duelos e saídas para o ataque. – Lateral Esquerdo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*