“MarsBet”

De boas intenções está o inferno cheio. Processo de Treino.

Muitas vezes, a planear, tentamos criar condições para que as coisas aconteçam, sem nos darmos conta de que tantas vezes pelas condicionantes escolhidas, estamos a corromper o processo.

untitled1

Imaginemos esta situaçao de 5v3 em 2 espaços . 4v2 num espaço, onde a equipa em posse deve criar condições para variar o espaço de jogo de um lado para o outro, mantendo a posse de bola. Muitos de nós ja tentamos a condicionante “a bola tem de passar por todos os jogadores antes de transitar de espaço”. A ideia, será que todos os jogadores participem, todos tenham repetições dentro do contexto, todos tenham de se mostrar, passar e receber.

O problema, com o “a bola tem de passar por todos” será o demonstrado na seguinte imagem.

untitled2

Se a bola tem de passar por todos, naturalmente que os defesas sabem que basta bloquearem 1 dos jogadores, para que a equipa em posse nao consiga cumprir com o objectivo. E o que tinha boas intenções, estraga tudo o que são os comportamentos defensivos de uma equipa.

O treinador bem pode berrar que nem um loco “tens de pressionar a bola”, mas ai… o jogador vai pressionar porque o treinador lhe pede, enquanto ele pedir, porque aquilo que sente necessidade não é de pressionar a bola, mas sim fechar um jogador para que o adversário não consiga ter sucesso.

Ofensivamente, as coisas deixam de ter sentido também. Se um jogador está com bola, sem oposição, porque raio tem de ir à procura de jogadores que estão duplamente marcados em vez de avançar para o objectivo (seja ele uma porta, uma baliza, um espaço)?

 

P.S. – Já são várias as dezenas de utilizadores registados na COMUNIDADE LATERAL ESQUERDO. Esperamos lá por vocês para continuar as discussões sobre este jogo maravilhoso.

P.S. II – Agradecimento muito grande a todos os que já se juntaram a nós no Patreon. Para terem acesso a todos os conteúdos que por cá se produzem, é passar por lá. Alternativa no  lateralesquerdo.com@gmail.com. Boas festas!

 

5 comentários em De boas intenções está o inferno cheio. Processo de Treino.

  1. Elementar, meu caro Watson. Um bom exercício é o seu desenho, as suas regras, as suas intenções e o feedback assertivo no momento certo. Se ficarmos por apenas uma parte, o exercício ficará sempre coxo e, em lugar das boas intenções, lá estaremos a empurrar a nossa equipa para o inferno.

  2. acho que existe aqui uma questão fundamental que deve ser respondida antes qual o objectivo do exercício e qual o critério de êxito escolhido. é que ainda por cima se o exercicio é concebido ofensivamente, para que serve o feedback de tens pressionar aqui ou acolá, podemos e devemos por em causa a utlilidade da condicionante para o efeito que se quer, mas acho que não faz sentido como colocas a questão, principalmente se o exercicio é ofensivo e o treinador esta a dar feedback e preocupado com a missão dos defesas (que deve estar como é obvio, para nao desvirtuar o que se ensina) algo esta mal com o treinador e não com exercicio ou atletas. E devemos sempre ter alguma cautela a julgar os treinos, pois não sabemos o que lhes foi passado, e sei por experiencia propria em contextos onde ja exprimentei extamente este exercicio esse comportamento nao acontece, pois o problema a resolver dos defesas é impedir a variaçao e recuperar a bola, se eles se preocupam apenas com 1 atacante os outros podem trocar a bola infinitamente, logo não cumprem o objectivo de recuperar. Mais se acontecer é ai que entra a intervenção do treinador, nao so como feedback mas ao mudar as condicionantes (+ facil ou dificil) por exemplo x tempo para variar, x passes , os atacantes poderm utlizar a progressão em condução como forma de transição, se fizerem x passes perdem 1 defesa, um sem numero de possibilidades.

  3. Marco,

    Em momento algum disse que o exercicio era bom ou mau. O foco foi todo apontado para a condicionante – a bola tem de passar por todos antes de variar de espaco.

    Retirando a condicionante, o exercicio parece/me tao bom quanto outro qualquer, embora eu prefira que as coisas tenham fins com alvos (balizas, caixas, portas.. seja o que for, mas que se finalize).

    R9Moreira,

    Exacto.

  4. Dennis aparece mais vezes com posts direcionados para a formação e o futebol dos mais pequenos,sem duvida uma ajuda para quem como eu lida com eles todas as semanas.Sem duvida que o treinador tem que analisar e pensar em exercicios que fluam com alguma dinamica e qualidade para o grupo que tem.Muito importante teres um exercicio que encaixe nos teus miudos e que eles consigam perceber o que pretendes.Mais posts para o treino e futebol de formação por favor. Um abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*