Messi no ano de Ronaldo

Dois títulos Europeus numa só época. O melhor ano na carreira de Ronaldo. Não há como negar a justiça de mais uma bola de ouro num ano perfeito para Cristiano.

Porém, houvesse um galardão de melhor do mundo, para o melhor jogador do mundo. Não para o mais titulado, não para quem marcou ou assistiu mais. Para o melhor. Para o que mais aproxima a sua equipa de ganhar os jogos pela enormidade de acções positivas e desequilíbrios que cria, ignorando dados estatísticos, e há muitos anos que o vencedor seria sempre o mesmo.

Messi. O jogador que sozinho destrói o adversário, aquele que só por receber a bola seja em que espaço do campo for deixa toda uma equipa adversaria apreensiva, e um Estádio empolgado à espera do que virá. Cria. Decide.

Perfeito na percepção que tem do jogo. Só assim se explica a inigualável percentagem de acerto de cada acção mesmo com o grau de “risco” que tantas vezes toma. Parece impossível a percepção que tem das suas capacidades, do espaço ao seu redor, e do que pode ou não acontecer com os seus colegas e adversários. E tudo decidido em fracções de segundo. Não mais haverá igual. Porque Messi não é só a qualidade técnica suprema. A aceleração em condução. Messi é um cognitivo ímpar, sem paralelo na história deste Desporto, que o faz entender e enquadrar sempre a melhor acção.

Tudo o que faz deixa a dúvida sobre como pode um humano ser tão capaz numa tarefa específica. Messi está por explicar. Se velocidade de raciocínio, se inteligência suprema, se capacidade de percepção do jogo como nunca, ou se pura intuição.

O génio Riquelme terá dado uma ajuda quando o comparou a outro génio do futebol Mundial:

Isto é como ires conduzindo numa autoestrada.

Se há um acidente, o que é que tu fazes?

Contornas os carros acidentados, ou continuas pela faixa onde houve o acidente?

Desvias-te, não é?!…

Não segues na faixa onde houve o acidente.

O Iniesta faz a mesma coisa. Isso é o que ele sabe fazer.

E não é fácil num jogo de futebol…

Se há muita gente por aqui, ele vai por outro lado e procura alguém que esteja sozinho.

O Messi é o único que se mete no meio do acidente…

Ele mete-se ali, não sabe como vai sair dali, nem como vai sobreviver.

Ele nem sabe como faz isto, mas sai do meio da confusão vivo e marca um golo.

É tudo tão rápido, que ele nem percebe como c*** fez aquilo!!

Depois, vai para casa e vê o golo na televisão…

P.S. – Já passa de uma centena os utilizadores registados na COMUNIDADE LATERAL ESQUERDO. Esperamos lá por vocês para continuar as discussões sobre este jogo maravilhoso. Em Janeiro com versão melhorada também para telemóvel.

P.S. II – Agradecimento muito grande a todos os que já se juntaram a nós no Patreon. Para terem acesso a todos os conteúdos que por cá se produzem, é passar por lá. Alternativa no  lateralesquerdo.com@gmail.com. Boas festas!

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 2562 artigos
Criador do Lateral Esquerdo, é também professor no Estádio Universitário de Lisboa. Treinador de futebol, tendo almejado diversos titulos nacionais. Experiência como coordenador de futebol formação e palestrante em diversas Faculdades de Desporto. Autor do livro "Construir uma equipa campeã" da editora PrimeBooks.

29 comentários em Messi no ano de Ronaldo

  1. Em nada discordo com o que foi referido mas parece que cada vez que o Ronaldo é exultado por alguma coisa vocês têm um mecanismo compensatório que vos obriga a escrever alguma coisa boa sobre o Messi.

    Sei que o blog é vosso e vocês colocam os conteúdos que querem mas talvez já chega disto pq nada de novo é dito, apenas existe uma bajulação desmedida para com uma pessoa.

    • Realmente, já cansa. É até um bocado absurdo este texto.

      “Porém, houvesse um galardão de melhor do mundo, para o melhor jogador do mundo. Não para o mais titulado, não para quem marcou ou assistiu mais. Para o melhor.”

      Leia-se “porque nós achamos que ele tem q ganhar alguma coisa”.

      Não li mais apartir daí porque como já disseste, não é nada de novo.

      Os sportinguistas que me perdoem mas isto ja parece o “sporting” do ano passado, das vitórias morais. “Não ganhámos, mas se houvesse premio para o melhor eramos nós”

      Por amor de deus…

  2. riquelme outro génio…melhor e mais sao palavras diferentes…não sao números..will chambarlain marcou 100 pt em um jogo da nba(record),tem 12 aneis colectivos(record)…era uma maquina de fazer pts…depois apareceu um menino chamado michael so tem 6 rings e nunca marcou 100pt em um jogo nem é quem tem mais pts de sempre na nba…MAS MUDOU O JOGO PARA SEMPRE…RESPEITO POR QUEM TRABALHA E MTO(CR É UMA MAQUINA),MAS É IMPOSSÍVEL COMPARAR…DEUS SÓ EXISTE UM E É ARGENTINO E ANÃO.

  3. Oportuno este texto entre galardões com o qual tenho de concordar.
    É uma pena que as estatísticas tenham invadido o futebol, qual jogo da NBA, e deixem muito gente seduzida pelos números do jogo relegando as acções para o segundo lugar. Messi é, infelizmente para nós portugueses, um génio incomparável muitas vezes ofuscado pelo mediatismo dos números. O caso mais gritante foi a eleição de Melhor Jogador do Mundial que teve uma chuva de críticas sem que a maioria delas valorizasse ou notasse a sua influência no jogo da albiceleste. Se formos puxar a cassete atrás, Messi esteve em quase todas as jogadas da sua equipa bem gizadas e que me prenderam ao sofá. Mas não, a discussão centrou-se na injustiça para os goleadores ou os campeões da prova.
    Lamento que hoje em dia, com esta visão do jogo dificilmente fora-de-séries como Beckanbauer, Cruijff ou Falcão, ou Cubillas, Keita ou João Alves, a nível nacional, tivessem dificuldades para almejarem epítetos dos “Melhores de….”!
    O futebol não deve ser visto como o ténis, onde, aí sim, as pontuações alcançadas são mérito de um único jogador. E ainda assim, quem não se delicia com a classe de um passing-shot de Federer, mesmo que não este entra por milímetros?

  4. Muito sinceramente não querendo nem comparar nem aproximar do patamar, mas vejo em Gaule um desperdício no SPORTING, esse miúdo num clube como Atl de Bilbau, Dortmundo e creio que estaria melhor, o miúdo não é Messi nem faz as coisas como Messi, mas tem lá magia e isso me dói porque o treinador do meu clube preferi cavalões do que pulgas, até creio que se Messi fosse do SPORTING na era de JJ e seria apenas mais um

  5. Grande analogia do Riquelme mas não acredito que Messi faça o que faz sem saber. Acredito que se aperceba das coisas uns segundos antes de todos nós e que isso o permite fazer o que faz.

  6. Um completo exagero… um insulto para tantos craques que foram melhores que Messi… o exagero é tanto que leva as pessoas a esquecer que Messi é um grande jogador ou a fazer comparações absurdas com o Cristiano…

    • Nunca existiu e jamais existira um jogador melhor e/ou mais melhor que messi10… A magia,o futebol, o extraterrestre e o genio de todos os tempos… “La pulga”

  7. “Para o que mais aproxima a sua equipa de ganhar os jogos pela enormidade de acções positivas e desequilíbrios que cria, ignorando dados estatísticos, e há muitos anos que o vencedor seria sempre o mesmo.”

    E que estatísticas são essas? Golos? Golos e assistências? Jogos ganhos? Quais?

    Quando é que vamos começar a usar a estatística a sério para perceber melhor o jogo?

  8. o senhor começa por menosprezar as estatísticas no futebol para depois mais a frente enaltecer os feitos de Messi pelas estatísticas:”Só assim se explica a inigualável percentagem de acerto de cada acção mesmo com o grau de “risco” que tantas vezes toma”.

    Não cheguei a perceber se é fã de estatísticas ou não.

    • se forem estatisticas exaustivas, parando o jogo a cada milésimo de segundo para perceber se ele está a tomar boas decisoes, gosto.

      se for estatisticas que nao dizem nada sobre o jogo como golos, assistencias, cortes e passes, nao.

  9. Objetivo do jogo:Marcar mais golos e sofrer nenos que a equipa adversária! É a única estatística que realmente interessa para definir quais as melhores equipas! Na verdade tenho algumas dúvidas sobre a forma como se definem os melhores jogadores em equipas colectivas pois, estão sempre dependentes dos colegas para fazer seja o que for! Mas voltando ao que interessa! Futebol não é ballet e portanto não interessa nada que alguém faça lindas fintas, passes artísticos, que 4 adversários fiquem de boca aberta de pasmo, se não ganhar jogos! É esta discussão que nem faz sentido ter! Portando, tendo em conta o objectivo do jogo e a existir um prémio individual para o melhor do mundo, é óbvio que o melhor entre o Ronaldo e Messi relativo ao ano 2016, é o Ronaldo!

    • O teu comentário já de si é mau, mas se atendermos ao site onde o estás a deixar, rapidamente passa a demasiado mau sem qualquer tipo de esforço. Quem te disse que este site era bom para debater essa maneira de ver, reflectir e pensar sobre futebol, enganou-te e bem.

      • Mas porquê? Ele não pode ter uma opinião diferente? Que eu sabia os autores não têm linha editorial nos comentários. E também não consta que só queiram leitores a dizer amén.

        A opinião é válida e tem alguma razão, obviamente. No futebol, como em todos os desportos, no final o melhor é quem ganha. Senão o Messi podia andar a fazer fintas para trás e para o lado, mas não, que eu saiba corre para a frente, na direcção da baliza do adversário, e não é por estar a favor do vento. É porque, no fim das contas, é lá que a chicha tem de entrar.

    • Caro Pedro

      E seria ainda melhor profissional se não brincasse nas selecções e se focasse no seu clube que é quem lhe paga o seu elevado salário.

  10. Para mim o Messi também é de longe o melhor jogador do mundo mas a explicação dada pelo Riquelme para mim não podia estar mais distante daquilo que o messi é na realidade e mais distante do que caracteriza o estilo de jogo do messi.

    Aliás, tudo o que é dito pelo riquelme vai 100% contra o que é defendido como certo ou como bom neste blog.

    Meter se no meio da confusão sem saber o que vai acontecer ou como sair dali é bom porque acabou com a bola dentro da baliza?

  11. Nem gosto do estilo de Ronaldo. Adoro Messi.
    Mas sinceramente esta repetição do “Deus Messi” e a “apenas máquina Ronaldo” torna-se saturante e “deslocada”. Já se sabe isto tudo. Cócegas? Pelo que fez, pelo que ganhou, Ronaldo este ano tinha que comer tudo. E bem. Messi continua adorável. E a vida segue.

  12. Messi e o melhor so um cego ve o ronaldo superior…ronaldo contenta se a ficar na area a espera da bola…messi ele faz a jogada…passa…e marca…e muitos porque foi o que marcou mais golos em 2016

  13. objectivo do jogo, dar um espectáculo e de preferência ganhar. MESSI é o génio da bola dança o tango, ballet geometria aplicada em movimento, joga e faz jogar, tão entusiasmado como em criança. Tenho a honra de conhece LEO sua mulher e filho, até já o entrevistei em sua casa duma simplicidade e bom gosto insuperável. só o critiquei pelas tatuagens, resto É SUBLIME. Isto nada tem a ver com Ronaldo, exuberante, exibicionista, sempre a EXIBIR OS MILHÕES. PARA MIM É COMO O IDIOTA DA ALDEIA, O CAGA MILHÕES, Alguém o pode aconselhar a ler SENSIBILIDADE E BOM SENSO, espero que ele perceba este gênero de literatura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*