Como o Bilbao asfixiou o Barcelona no San Mamés na primeira parte

Ainda que o Barcelona, sobretudo pela muita qualidade individual de tantos dos seus jogadores, tenha tido duas ou três saídas em construção que ultrapassaram pressão adversária e poderiam ter ditado um desfecho diferente que não espelharia as dificuldades porque passou, foi bastante bem preparada a pressão da equipa de Valverde.

Mais um dos exemplos de que só com estratégia “especial” se poderá surpreender um “grande”.

Pressing do Bilbao com algumas “nuances” pouco habituais. Referências de pressão a variarem em função da metade do campo (partindo numa linha recta que passe pelas duas marcas de grande penalidade) onde a bola se encontra. Para melhor condicionar Iniesta! Indicador activado, depois de primeiro passe do guarda redes, metade do campo definida, avançado do outro lado, posicionava-se para não deixar variar metade do campo. Cortava linha de passe de central para central, e preparado para após passe ao guarda redes, sair rápido, apertando-o pelo lado cego, impedindo-o de variar, obrigando-o a manter a bola na zona ocupada! Médio centro sobre Busquets.

Se Barcelona conseguia variar, e não havia tempo para Iturraspe chegar a cobertura, quando bola na metade direita do Barcelona, a particularidade de ser o lateral a sair na pressão a interior.

Tudo estrategicamente bem definido. Estrategicamente, porque diferente do modelo de pressão habitual. Jogo preparado especificamente para surpreender o Barcelona!

Barcelona a somar erros, e em duas recuperações altas, Bilbao saiu para o intervalo a vencer por dois a zero. E muito justamente, pelo protagonismo que teve durante todo esse período.

P.S. – A chegar às duas centenas os utilizadores registados na COMUNIDADE LATERAL ESQUERDO. Esperamos lá por vocês para continuar as discussões sobre este jogo maravilhoso. Versão melhorada e “chat” também para telemóvel, muito brevemente.

P.S. II – Agradecimento muito grande a todos os que já se juntaram a nós no Patreon. Para terem acesso a todos os conteúdos que por cá se produzem, é passar por lá. Alternativa no  lateralesquerdo.com@gmail.com.

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 2537 artigos
Criador do Lateral Esquerdo, é também professor no Estádio Universitário de Lisboa. Treinador de futebol, tendo almejado diversos titulos nacionais. Experiência como coordenador de futebol formação e palestrante em diversas Faculdades de Desporto. Autor do livro "Construir uma equipa campeã" da editora PrimeBooks.

5 comentários em Como o Bilbao asfixiou o Barcelona no San Mamés na primeira parte

  1. Não vi o jogo nem sequer o resumo mas é um pormenor muito interessante… Tenho reparado – não sei se foi o caso deste jogo – que o redes é cada vez mais uma peça do jogo como outra qualquer, com e sem bola. E as equipas começam a se preparar cada vez melhor para essa evidência. Está a acabar a velha máxima “não pressiona o redes!” (que também era muito típica do futsal e que também já acabou no futsal). Até porque hoje em dia há redes que te fazem pagar caro tanta liberdade com bola, por exemplo.

  2. Foi de facto uma 1º parte muito boa do Bilbao… na 2º rebentaram. Uma equipa pequena para bater um grande não lhe basta ser competente… tem de ter a sorte também do adversário estar num dia mais apático e o Barça na 1º parte esteve apático e até desinspirado. Vi há uns dias o famoso Real Sociedad – Barcelona e foi mais 1 exemplo disso, Real Sociedad competente mas um Barça apático como se calhar não se via há montes de meses.

    • Ahh e bom post Maldini.

      Se me permites a sugestão, acho que o Real Madrid – Sevilha também dava para umas análises interessantes ao que foi o jogo do Real (pois foi personalizado para o Sevilha).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*