“MarsBet”

Lições do maestro Bernardo

Conhecer o jogo. Ajudar os colegas nas suas decisões, e com bola nos pés, um recital de qualidade técnica e inteligência. Um dos mais apaixonantes produtos da nossa mais recente formação tem todo o perfil do jogador do presente / futuro. Um autêntico maestro que coordena todo o jogo ofensivo, mesmo nos momentos em que não está no centro do jogo.

 

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 2705 artigos
Criador do Lateral Esquerdo, é também professor no Estádio Universitário de Lisboa. Treinador de futebol, tendo almejado diversos titulos nacionais. Experiência como coordenador de futebol formação e palestrante em diversas Faculdades de Desporto. Autor do livro "Construir uma equipa campeã" da editora PrimeBooks.

16 comentários em Lições do maestro Bernardo

  1. Foda-se, que jogador… Eu vi uma boa parte do jogo em Marselha e o miúdo partiu aquilo tudo. Em condução, em transição, com pausa, com aceleração, enfim, uma máquina.

    É certo que o facto de estar muito bem acompanhado exponencia a sua qualidade.

    Sinceramente, parece que o Benfica tem um contencioso jurídico com o treinador JJ.

    Mas o facto de ele ter desprezado completamente o Bernardo é que seria a pura razão para o crucificar. É imperdoável que alguém, para provar que é mais esperto que os outros, sacrifique os talentosos.

    Um miúdo que adora o Benfica e que jogou no clube desde os 9 anos ou algo que o valha!

    Lágrimas…

    • 1º não foi o Jesus que vendeu o Bernardo, ou foi? Se calhar foi o Jesus que despachou tudo o que era jogadores da formação por 15M, querem ver…

      2º com Salvio em altas e Gaitan o Bernardo não tinha mesmo lugarzinho nenhum na equipa, muito menos naqueles anos, em que estava bem longe do nível a que está hoje.

      • O próprio atleta já contou o que aconteceu. Nem me dou ao trabalho de publicar os links. Basta fazer uma pesquisa simples.

        O Bernardo treinava a lateral, foi falar com o treinador, numa pré-época que jogou por aí 15 minutos em 5 ou 6 jogos, e consoante o que lhe foi dito pediu para sair. Ya, isso, pediu para sair.

        (Na altura se calhar eras daqueles que diziam que 15 milhões era impossível e agora já foi ao desbarato. Ok. Imagino os adjectivos que utilizavas para descrever o JJ. Ganhaste-lhe uma vez em seis anos, fera. Duríssimo.)

        Não me recordo bem qual era o plantel, mas dizer que o Bernardo não tinha lugar só pode ser adjectivado como má fé. Ou pura parvoíce.

        Estamos a falar de um treinador que deu várias oportunidades ao Ivan Cavaleiro. Ao Sulejmani, ao Derley, ao Ola John. O Salvio tem tido uma série de lesões e, se calhar, na época em que o Bernardo saiu passou o tempo quase todo no estaleiro.

        Acho que toda a gente aqui domina estes factos. E outros. Tipo aqueles factos que nos entram pela casa adentro e que são inequívocos em relação ao talento do atleta.

        A atitude do JJ em relação aos mais jovens não é boa. É preconceituoso, já errou feio várias vezes e, sobretudo, não aprende com as falhas. Como bem saberás. O Petrovic e o Meli e o Caistagnos e o Elias e o Zeegelar jogam bué.

        E ainda ganhaste um boneco sérvio da Michelin pelo Natal. Parece o Toys R’ Us.

        • “Ok. Imagino os adjectivos que utilizavas para descrever o JJ. Ganhaste-lhe uma vez em seis anos, fera. Duríssimo.)”

          Oi? Tás a falar comigo como se eu fosse adepto do Sporting? lol

          “Não me recordo bem qual era o plantel, mas dizer que o Bernardo não tinha lugar só pode ser adjectivado como má fé. Ou pura parvoíce.”

          Parece-me justo então… não te recordas do plantel mas sabes que tinha mais que qualidade para ter lugar. Já te disse e volto a dizer, o Bernardo na altura não valia 1/3 do que hoje vale e nem no Mónaco calçava, na 1º e 2º época de Mónaco lá entrava de vez em quando na 2º parte e pouco mais.

          “O Salvio tem tido uma série de lesões e, se calhar, na época em que o Bernardo saiu passou o tempo quase todo no estaleiro.”

          Lá estás tu de novo a atirar para o ar e aos “se calhares”, a lesão grave de Salvio foi de Maio de 2015 a Fevereiro de 2016, a primeira época do Bernardo no Mónaco foi na época 14/15.

          “Acho que toda a gente aqui domina estes factos. E outros.”

          Tu não pareces dominar é factos nenhuns.

          “A atitude do JJ em relação aos mais jovens não é boa.”

          Outro belo mito.

          • Nuno não distorces os factos… O Bernardo na primeira época de Mónaco já deixou muita gente de boca aberta… E sim era titular, fez 25 jogos a titular e 7 a suplente! Com 2287 min, o que dá uma media ligeiramente superior a 70 min por jogo… Chegou inclusive a fazer um grande jogo na Champions contra o Arsenal se não estou em erro! Por isso não! O Bernardo não jogava apenas 2as partes. Depois de certeza que se ele soubesse que iria ter minutos, a suplente não pediria para ser emprestado. Claro que isso não retira culpas ao facto de o Bernardo ter sido vendido atenção! Se acreditavam nele e não no JJ e queriam mudar o paradigma tinham mantido o jogador emprestado sem opção de compra. Agora dizer que o JJ aposta nos jovens, não é bem assim. Aposta em jovens sem dúvida (maioritariamente estrangeiros) mas aposta nos jovens que tem as condições fisicas que ele acha que sao as mais adequadas… Lembrar que o Bebe ficou no plantel e jogava…

          • E achas que o Gelson Martins por exemplo se adequa nesses jogadores com condições físicas que Jesus aprecia? Tão franzino? No entanto joga…

            O Bernardo foi suplente nos 2 jogos com o Arsenal, em Londres entrou aos 84 minutos e fez assistência para o 3º golo do Mónaco.

            Foi mesmo muitas vezes suplente utilizado e não utilizado na 1º época de Mónaco, não estou a distorcer nada é a realidade.

      • É preciso alguma desonestidade intelectual… O miúdo jã disse que quis sair após o mestre lhe indicar que seria a 10 opção ( atrás de virtuosos como Talisca) a par do facto de treinar a lateral esquerdo. Enfim, o Podence , o Geraldes e o Medeiros também devem ter saído em nome de um grande negócio!

        • Caro Bruno

          Talisca muito raramente brincou nas selecções, Bernardo já brincava muito mais.

          Adaptando as palavras de JJ, as selecções são uma treta, Talisca dava mais garantias do que Bernardo de estar mais focado no trabalho efectuado com JJ do que Bernardo.

          Este é mais um exemplo/argumento que se enquadra na minha teoria.

  2. No Real tem Asensio e Isco…

    Ia muito bem com Pep, Pochetino ou até Wenger!

    Em Barcelona também cabe, mandem é o Luís Henrique para a China!

  3. Há aqui muito amadorismo da forma como a defesa controla o melhor jogador da equipa adversária.
    Vejam só, como o extremo deixa de acompanhar o Touré que fica com o lateral esquerdo adversário, ficando o craque PT sozinho, com todo o espaço do mundo para deambular. É que nem se vê meio-campo.
    Nem a estrutura é compacta para que não haja espaço em nenhum setor do terreno, como a pressão alta que tentam fazer na direita é ridícula porque bastou uma simples mudança de flanco para destruir por completo o pressing alto que estavam a fazer. É só ver que quando Fabinho tem a bola, o único jogador que não tem ninguém por perto, é o Bernardo Silva, numa zona fulcral do campo! A Liga Francesa é uma brincadeira!
    No final, não havia linha, mas as marcações antes do cruzamento estavam spot-on. O médio adversário é que não soube acompanhar o Bernardo Silva.
    Assim, o vídeo vale, pela receção e pelo golo. O resto, é ver uma equipa a defender muito mal. A tentar assustar o adversário com os olhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*