“MarsBet”
Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 2705 artigos
Criador do Lateral Esquerdo, é também professor no Estádio Universitário de Lisboa. Treinador de futebol, tendo almejado diversos titulos nacionais. Experiência como coordenador de futebol formação e palestrante em diversas Faculdades de Desporto. Autor do livro "Construir uma equipa campeã" da editora PrimeBooks.

12 comentários em Defender com três atrás. Profundidade, largura. Apoios (posição dos pés). FC Porto vence o Sporting.

  1. Maldini, de acordo com o momento que antecede o passe do Danilo sugeres que os apoios do Coates estejam trocados? E mesmo que estivessem da forma que idealizas não achas que o Coates jamais interferiria no desenrolar do lance face à decisão do Soares? Na minha opinião é ele que desequilibra por completo qualquer tipo de comportamento colectivo defensivo devido à sua iniciativa, à sua antecipação e leitura daquilo que posteriormente o Danilo poderia fazer em função do seu deslocamento. E é precisamente o timing do seu arranque que acaba por eliminar por completo qualquer tipo de intervenção ou mesmo o recurso à falta por parte dos jogadores do scp.

    • Pelo menos poderia dificultar bastante o último passe ou mesmo forçar o Danilo a levantar a bola, dificultando depois a receção/rapidez da sequência do lance.

  2. Uma dúvida, no posicionamento que sugerem para o Coates no lance do golo (do Rei Soares ahah). Dizes que estando ele na posição em que esta deveria ter os apoios ao contrário. Mas devido ao posicionamento deficiente do Schelotto, se ele tivesse os apoios n sentido contrário então o passe entraria ainda mais facilmente nas suas costas, em linha reta e Soares sempre 1×1 com o GR.
    De resto parece me óbvio o erro do Schelotto e que Coates deveria adotar o outro posicionamento, de frente para Soares e de maneira conseguir ir na profundidade com ele.

  3. Só mais um apontamento: imagina o Soares no lugar do Bas Dost no 1º lance do vídeo e a fazer aquele deslocamento nas costas do Filipe, se não me engano. Não achas que o Bryan Ruiz teria todas as condições para o isolar? E apesar disso aprentemente é correcto o posicionamento dos três defesas. Por isso considero que há mais mérito do atacante sem bola do que propriamente demérito de quem defende. Neste 1º lance dadas as características do Bas Dost esfumou-se uma jogada que poderia resultar numa situação de 1×1 caso os intérpretes da mesma fossem outros.

    Abraço

  4. O passe entra em linha recta praticamente… e é p essa possibilidade q apoios devem estar direccionados. As costas da.se p possível passe mais na diagonal.

    P mim! Cada um faz como entende…

  5. Para quem diz que Soares é um matacão, que até pode ser (não vi o jogo), vê-se perfeitamente que antes do seu movimento nas costas da defesa do Sporting, o brasileiro olha para Coates, percebe que este tem os apoios mal orientados e inicia a corrida. Pelo menos foi o que me pareceu. Sendo assim, revela perceber o jogo, até mesmo um pormenor deste tipo. E inteligência futebolística geralmente não é uma das qualidades do matacão.

  6. Num mundo ideal gostava de ver um programa de televisão que discutisse aspectos como este, verdadeiramente explicativos, especialmente para quem como eu não é tão entendido como os autores do LE e que quer aprender mais. Mas tem mais piada ver pessoal às turras durante uma hora a discutirem se é penalty ou não, após 458 repetições do mesmo lance.

  7. Julgo que para o êxito do Soares concorreu muito a incerteza que o comportamento de Schelotto acaba por deixar em Coates. Se ele tem fechado ao centro e não aberto dificilmente o Coates teria adoptado aquele comportamento e também dificilmente o passe entraria daquela forma ou teria tanta possibilidade de êxito.

  8. Não consigo ver a relevância dos apoios nestes lances para explicar o sucesso de um e o insucesso de outro. Parece-me sim que se ficou a dever a três factores: 1) ao facto de a linha de três do Sporting não ter descido rápido 2) à desmarcação dos jogadores (que, no primeiro caso, se existiu, “pediu” o passe exterior e no segundo, “pediu” um passe entre os defesas) e 3) o próprio passe do portador da bola (que, no primeiro caso, foi pouco ambicioso porque o Gelson também não “mostrou” o caminho e no segundo foi para onde o movimento do Soares indicou).
    Obrigado, mas queria mesmo perceber a questão dos apoios apesar de perceber que é um lance difícil.

  9. É o ponto 1 o q determina td sim. mm q houvesse a tal desmarcação ambiciosa do dost ou gelson… n havia condições p receber por entte defesas por bom ajuste.

    Apoios é uma merdice q faz diferença p ir buscar bolas nas costas… tens de estar virado p sitio p onde bola pode entrar mais vertical p poder ir la busca.la… p onde so pode entrar diagonal é menos prioritÁrio pq bola n é tao rapida p aproximacao à baliza.

    Neste caso e definido o n baixar.. ate devia era ficar de frente p tentar interceptar… mas ele trocou.se todo… na profundidade,depois nos apoios… baralhou.se todo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*