“MarsBet”

Podcast 25: Vencer quando dominado, o Benfica - Borussia Dortmund

Descarregar

O Benfica venceu no Estádio da Luz numa partida em que o Borussia Dortmund mostrou ser muito superior, cotando-se Éderson como o verdadeiro herói do encontro. Em Paris, o Barcelona viveu uma noite de terror perante um PSG que encontrou o contexto ideal para que Unai Emery coloque as suas ideias em prática. Análise aos dois jogos e ao que as eliminatórias podem ainda ter para nos oferecer na segunda mão.

Um podcast com Pedro Bouças e Luís Cristóvão.

Pode ser ouvido no iTunes ou no Ivoox. Não te esqueças de deixar também a tua opinião em cada uma destas páginas!

P.S. – Mais de duas centenas os utilizadores registados na COMUNIDADE LATERAL ESQUERDO. Esperamos lá por vocês para continuar as discussões sobre este jogo maravilhoso. Versão melhorada e “chat” também para telemóvel, muito brevemente.

P.S. II – Agradecimento muito grande a todos os que já se juntaram a nós no Patreon. Para terem acesso a todos os conteúdos que por cá se produzem, é passar por lá. Alternativa no  lateralesquerdo.com@gmail.com.

Sobre Luís Cristóvão 95 artigos
Comentador no Eurosport Portugal.

3 comentários em Podcast 25: Vencer quando dominado, o Benfica - Borussia Dortmund

  1. Fico desiludido com algumas das coisas ditas neste podcast, vindas de alguém que respeito imenso.

    Vai-se na cantiga que o Ederson defendeu este mundo e o outro. Mas depois quando se vê o jogo com olhos de ver, o Ederson defende um penalty e defende um remate com um desvio. Duas defesas incríveis. Mas daí até dizer que defendeu sete, oito bolas de golo, vai uma distância grande. As outras defesas que ele faz, são defesas “normais”.
    Quando a intenção é usar tudo para defender um argumento, entende-se o enviesamento da análise. Mas os factos são outros.

    Tudo o resto é verdade e concordo. O Dortmund em condições normais saía da Luz com a eliminatória no bolso. Mas se o Salvio não tem sido burro em duas bolas perigosíssimas, e se uma bola do Filipe Augusto que isolava o Jiménez não bate nas pernas dum defesa, ou se o Mitroglou remata a bola de pé esquerdo só com o guarda redes pela frente…

    Termino como comecei: vindo esta análise de quem vem, deixa-me profundamente desiludido.

    • Pior é ler em jornais desportivos coisas como “como Ederson parou Aubameyang”

      Quando a realidade é que Ederson teve imenso mérito no pénalti pois na minha opinião ele ia mandar para o seu lado direito e depois ao olhar para Auba lá descortinou qualquer coisa que o fez manter-se de pé e no meio… quanto às outras oportunidades? Tudo demérito do Gabonês… aliás, se bem me lembro até as mandou por cima da baliza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*