“MarsBet”

Como se marca Ronaldo. Há vida sem Casemiro? E onde se fala de Verratti.

Na sexta feira passada em directo para um programa na rádio nacional no Gana, questionaram-me sobre se Bonucci, Barzagli e Chiellini poderiam ser o antídoto Ronaldo. E como se pode conseguir parar o português.

Não há formula para parar Ronaldo. Poderá haver jogos em que não faça abanar as redes, mas tal será sempre mais por mero acaso, que não acabará por predizer nada sobre o que se seguirá no jogo seguinte.

Só haveria fórmula ou receita certa para impedir o português de finalizar se todo o espaço da grande área (16.5×40.3) pudesse estar ocupado por adversários. Mas aí seria preciso uma equipa de 50 elementos. Porque se houver um mínimo canto que não esteja a ser pisado por ninguém, se a bola por lá cair, é certo que se estiver no raio de acção de Cristiano, este chegará primeiro que qualquer outro e finalizará.

Simplesmente não há como impedir alguém cujas capacidades sensoriais parecem ter sido todas dirigidas para descobrir e atacar espaços livres dentro da grande área. A procura do sucesso nunca poderá passar pelo que é impossível de controlar, mas sobretudo pelo impedir que a bola por lá chegue em condições.

De uma brincadeira no Facebook, foi possível perceber que há muito quem não imagine possibilidades de sucesso, ou de tão grande sucesso, à equipa de Zidane sem a presença do brasileiro Casemiro. Porque faz o trabalho de “sapa” para os criativos poderem impor o seu jogo. Nada mais falso. O Real vence muito mais apesar de, do que graças a Casemiro. O médio é o parente pobre do onze mais utilizado por Zidane. Um dos poucos onde a bola mais se perde. Recuperar mais bolas dirá mais da posição que ocupa, do que as suas próprias características individuais, embora seja forte nos duelos. Todavia nada que outro com um perfil diferente não pudesse cumprir do ponto de vista defensivo, mas com o “bónus” de colocar mais qualidade nas acções com bola.

A presença de Casemiro apenas ajuda a dar maior relevo ao facto de não ser uma equipa de potencial fechado a equipa madrilena. Imagine Busquets ou Verrati no lugar. Se o actual carrossel parece por vezes não terminar, quão mais competente ainda ficaria a equipa de Zidane? Os melhores não precisam de capatazes. Precisam ainda mais dos melhores. Não podendo ter Messi e / ou Busquets, para se aproximar do que de melhor já se pôde observar pelos relvados nos últimos tempos, quão mais incrível ficaria o modelo de Zidane com Verratti?

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 2705 artigos
Criador do Lateral Esquerdo, é também professor no Estádio Universitário de Lisboa. Treinador de futebol, tendo almejado diversos titulos nacionais. Experiência como coordenador de futebol formação e palestrante em diversas Faculdades de Desporto. Autor do livro "Construir uma equipa campeã" da editora PrimeBooks.

9 comentários em Como se marca Ronaldo. Há vida sem Casemiro? E onde se fala de Verratti.

  1. No actual jogo de marcações individuais aplicadas por Mou, gostava de ver como iria tentar parar Ronaldo. Muito difíceis mas nunca há impossíveis.

  2. Concordo com o que é dito sobre o Casemiro, não acho que seja um grande jogador, é bom jogador que tem caraterísticas que beneficiam o Real mas que com bola parece que tem 2 enchadas nos pés.
    Se ninguém do plantel sair penso que só é preciso comprar um médio defensivo melhor Matic, Fabinho, Kanté, Weigl ou Nzonzi.

  3. Conheço um jogador que fez formação no Brasil com o Casimiro que no sábado só dizia “O Casimiro estar a jogar uma final da Champions só me faz querer beber, na escola era dos últimos a ser escolhido”.

    Se compram um médio defensivo dos que falam acima e um Hummels/Bonucci ninguém os pára. É melhor que não se metam nisso.

    Que festival contra uma das equipas mais competentes do mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*