Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 2645 artigos
Criador do Lateral Esquerdo, é também professor no Estádio Universitário de Lisboa. Treinador de futebol, tendo almejado diversos titulos nacionais. Experiência como coordenador de futebol formação e palestrante em diversas Faculdades de Desporto. Autor do livro "Construir uma equipa campeã" da editora PrimeBooks.

24 comentários em O Real de Zidane.

  1. E assim, numa crónica, se desmente tudo o que de positivo li, neste mesmo blogue, sobre o Real Madrid de Zidane. A crónica destila dor de cotovelo por todos os poros e soa a uma espécie de “não jogam nada, olha, ganharam, nem sabem como” que não se enquadra nos vossos conteúdos. Sinceramente, e espero que me desculpem porque digo-vos isto enquanto fã vosso, não sei o que o Nuno Amado faz neste blogue…

  2. Isto n é um real barça… respeite.se opinioes… e ha coisas que têm q se concordar. Apenas se calhar nao as ter como erradas ou nocivas

    • É óbvio que temos de respeitar todas as opiniões, por muito ridículas que pareçam. No entanto, creio que o LE não pode descer ao nível de um “O CR7 não joga nada, só marca é penaltis” ou “O Messi fora do Barcelona não fazia nada”, que também são opiniões, com as quais, muito sinceramente, a crónica se parece.

      • Tiago, achas mesmo que a minha opinião acerca do Real do Zidane é comparável a opiniões desse tipo? Podes discordar da opinião, claro. O que não podes é achar que é só uma opinião. Eu não digo que o Real não joga nada, e que ganhou sem saber como. Digo que o Zidane não teve especial mérito nesses triunfos e procuro explicar por que motivos penso assim. Muito resumidamente, porque 1) é possível a uma equipa ganhar apesar do treinador, porque 2) não se verificam comportamentos colectivos que justifiquem que haja dedo do treinador e porque 3) a hipótese de que, pelo menos, o Zidane tem mérito em liderar aquele conjunto de jogadores depende de aceitar que o carisma e as competências de líder existem independentemente das competências técnicas e tácticas, o que é falso. São estes os 3 argumentos centrais que sustentam a opinião. Podes discordar da opinião, e achar que é ridícula, mas não sem rebater os argumentos que a sustentam.

        Sobre aquilo que eu faço no Lateral Esquerdo, também quero dizer uma coisa. A colaboração com o Lateral Esquerdo não requer da minha parte que concorde de tudo aquilo que aqui se escreve. Da mesma maneira que não espero que todas as pessoas que colaboram com o Lateral Esquerdo concordem com tudo o que eu escrevo, quer as escreva aqui, quer as escreva noutro sítio. Cada um de nós é uma pessoa autónoma, com ideias próprias e convicções únicas. Por vezes concordamos, por vezes não. Em qualquer órgão de comunicação, excepção feita talvez ao Luta Popular do PCTP/MRPP, há pessoas com opiniões díspares. E quanto menos ideológico for esse órgão mais díspares tenderão a ser essas opiniões. É, aliás, uma virtude democrática.

  3. Leio o que o Nuno escreve no Entre Dez há bastante tempo, tempo suficiente para ter concordado com imenso do que disse e discordado também de imensa coisa que ele escreveu. Acho que a minha visão do futebol é em algumas coisas diferente dele. Mas também foi dele que li das coisas mais brilhantes sobre futebol.

    Uma coisa que nunca posso dizer de um texto dele, é que foi tempo perdido, porque discordando de parte, discordando de todo, odiando ou amando a perspectiva dele sobre uma temática, os textos dele têm aquele que é o maior mérito possível para quem os escreve, fazem pensar, fazem questionar o estabelecido, reparar em coisas que nunca nos tinham passado pela cabeça, por em causa o que pensamos. Têm uma qualidade argumentativa e de escrita muito muito acima do normal e as críticas aqui feitas são extremamente injustas no sentido que não discutem o texto e os argumentos.

    Discuta-se o texto, acho que sim, acho que é normal, também discordo do que nele é dito em muitas coisas, mas mais uma vez é uma crónica exemplarmente bem escrita, com muitos pontos válidos e que faz pensar. Isso é indiscutível.

  4. Caro Nuno 1 equipa ganhar 1 vês graças apenas aos jogadores e todas as “estrelas” estarem alinhadas….aceito…..mas ganhar duas vezes, acho que Zidane não achou o brinde no bolo rei para ter tanta sorte assim.
    Mas ainda concordo em parte, não se pode dizer que é total mérito de Zidane estas vitórias mas ainda assim existe trabalho e existe uma vontade de Zidane em mudar algumas coisas…erra ainda muito, perfeitamente normal, é o seu 2 ano como treinador, agora é na sua capacidade de aprendizagem é de evolução que poderemos ver no que irá dar no futuro, se um grande treinador se um marreta, porque imaginemos que na próxima época volta a ganhar da forma que ganhou este ano….. será novamente e somente sorte??
    Quando fala na forma como o Sporting jogou contra o real será que é de mim, ou será que se formos analisar esses jogos em especial do real iremos reparar que havia uma equipa completamente desligada, a certa altura o real parecia uma equipa de miúdos só queriam correr e rematar, mas no entanto em outros jogos mais tarde se formos analisar as equipas que causaram mais problemas a este real iremos reparar que sim essas equipas eram em vários níveis mais fortes que o Sporting mas que ainda assim o real acabou por vencer, se analisarmos os jogos depois acabamos por perceber que muita coisa na movimentação do real enquanto equipa mudou e isso permitiu alguns equilíbrios logo talvez seja está a mão inicial do Zidane perceber o que está mal e trabalhar de forma a que isso desapareça…a meu ver conseguiu e percebeu como equilibrar a equipa com Casimiro inicialmente e com a “sortuda” lesão de bale que permitiu a isco entrar na equipa…se fosse Zidane um marreta se calhar James era titular em vez de isco, ou se calhar era morata o titular ao invés de benzema….mas lá está o futebol não é uma ciência exata logo Zidane prefere manter benzema porque este liga melhor com o meio campo e isso permite a que Ronaldo tenha espaço para ser ronaldo

  5. Já tinha saudades das tuas jardas Nuno. Principalmente porque escreves bem e em segundo porque ou concordo, ou discordo profundamente. E gosto de discordar de uma opinião fundamentada.

    Eu não segui de tão perto a época do real Madrid. Não vi jogos ao pormenor. No entanto, pelo que vi, acho que exagerada quando afirmas que não se vê o dedo do treinador na equipa. Para mim, a ausência de dedo, é o dedo do treinador. O default não deixa de ser uma opção, só porque já vem pré definida. Aí reconheço o mérito ao Zidane, talvez por ter compreendido que com jogadores deste gabarito, talvez seja mais importante o espírito de equipa que o outros aspectos. Sem saber ler Zidane, sem entrevistar, não conseguimos perceber o racional por trás do modelo de jogo.

    Outra coisa que noto, é a evolução de certos jogadores. O Ronaldo, para mim, evoluiu bastante ao nível da decisão fora da área. O próprio Isco está uns furos acima do nível que apresentava no passado, a equipa ainda mais confortável com bola, etc. Isto num conjunto de jogadores que já ganharam muito ou tudo até. Neste capítulo atribuo a responsabilidade a Zidane.

    Quanto ao “ganhar apesar de”, acho teórico de mais. Na teoria de sistemas fala-se que a resposta de um sistema é a sobreposição da resposta dos componentes isolados. Não me parece que possas aplicar ao futebol. Logo isolar seja o que for numa análise, em bom português, vai dar merda :).

    Agora, se perguntares se queria ver o Zidane a treinar o meu Benfica? Nem pensar. Mas neste contexto Real Madrid, foi o que fez melhor dos últimos 20 anos.

  6. Caro Nuno,

    A tua cegueira ja te vem de longe e como tu pensas que hà so uma maneira de jogar, explica a fraqueza das tuas explicacoes. Es bem melhor quando escreves no que gostas. Jogar entre linhas, defender com poucos ou atacar com muitos, manter ao maximo a posse de bola,jogadas sistematizadas nao sao a unica essencia do futebol. O Real é mais forte porque tem os melhores jogadores num sistema pouco rigido e que sabe adaptar se às fraquezas dos adversarios. As certezas, certezas, que o zidane leva a mal te dao uma ma fé de mau perdedor

  7. Nuno e Pedro,

    Interessante seria ambos debaterem aqui as diferenças entre os vossos pontos de vista, sem dizerem apenas que ambos consideram que a questão está nas individualidades.

    Citando o Nuno,
    “À excepção da qualidade do plantel, não há nada – rigorosamente nada – no Real de Zidane que seja verdadeiramente digno de louvor.”

    Citando o Pedro,
    “De forma simplista, no Real tudo está extraordinariamente pensado para aproveitar os jogadores.”

    Colocado o tema como o Nuno coloca, dá-me vontade de dizer, por exemplo, que nesse caso o Sporting cometeu então um grave erro ao contratar o JJ, porque, assim, mais valia investir os 6M€/ano em salários de bons jogadores e manter qualquer um dos treinadores anteriores, que isso sim, segundo parece, é que aproxima as equipas do sucesso…

    Colocado o tema como coloca o Maldini, dá-me vontade de dizer que existe conhecimento de causa relativo ao treino e sensatez na diferenciação entre reconhecer mérito e o gosto pessoal típico dos meros espetadores, pois reconhece mérito no trabalho do Zidane independentemente de preferir e considerar melhores outras abordagens.

    Saliento, das citações acima, as expressões “rigorosamente nada” e “tudo está extraordinariamente pensado”.
    Não é defensável que tenham uma visão minimamente próxima sobre o tema (e obviamente não têm que ter) e seria interessante e esclarecedor debaterem as diferenças visões.

    Cumps,

  8. “a inépcia para sair de zonas de pressão, no momento ofensivo, a simplicidade excessiva de processos, só amenizada pela qualidade brutal dos seus executantes, o desinteresse pela bola e pela iniciativa de jogo”
    Parei de ler aqui. A partir do momento em que alguém escreve uma coisa destas, ainda para mais sendo membro desta página, não merece mais nada do que uma caixa de comentários a rasgar de cima a baixo. Isto é pura e simplesmente um artigo de hater, um fanboy que ainda não conseguiu digerir tamanho feito.
    “Inépcia para sair das zonas de pressão” WTF?!
    “Desinteresse pela bola e pela iniciativa de jogo” epa, a serio?
    “Simplicidade excessiva de processos”, mas será que nunca ouviu a expressão “o difícil é jogar fácil”?!
    Mas estamos a brincar ao futebol ou que? Uma equipa que despacha o Nápoles como se fosse um Nacional desta vida (com todo o respeito), que marca mais golos num jogo à Juventus do que aqueles que tinham sofrido até então na champions, e não tem dedo do treinador? Um treinador que em ano e meio ganha 2 champions, supertaça europeia, mundial de clubes e campeonato, e a equipa não tem dedo do treinador?? Juízo recomenda-se. E uma carreira de açúcar, provavelmente.
    Pelo amor de deus.

  9. O modelo de jogo do zidane é uma grande mudança porque ja ninguem usava o 4/4/2 em losango porque havia um grande desequilibrio defensivo nas alas. A subida dos laterais nao era compensada pelos medios interiores que jogava entre as linhas. O zidane viu essa possibilidade cuando quis jogar com dois avançados, um a ligar e outro a dar profundidade no centro ou nas alas, Benzema e cr7. Para nao ter os desequilibrios defensivos, os medios interiores nao jogam entre as linhas e baixam para ter a bola. Assim os laterais jogam muito subidos. Quem tem kroos e modric pode deixar essa liberdade e dar as chaves do jogo. O ancelotti tinha pensado no pirlo a fazer o jogo mesmo na ponta alta do triangulo com um dos medios interiores a protege lo. O zidane fez o contrario com os medios interiores a ser os criativos e o trinco casemiro a protege los e a jogar de pivo e de maneira simples. O Nuno gosta do guardiola e a compra de Bernardo Silva que nao joga bem entre as linhas pode ter essa funçao como o De Bruyne que jogava muito recuado. O David Silva a jogar entre as linhas a fazer de isco. O RV que quis o krovinovic e estou para ver se nao vai para esse modelo e assim guardar dois avançados. Se o modelo de zidane for imitado no proximo ano, se calhar o Nuno muda de ideias mas a má fé é cega. O Real que era uma grande equipa de transiçao ofensivo transformou se numa equipa com grande equilibrio e com pouca rigidez porque adapta se a cada situaçao de jogo e continua perigoso, quer dizer pode jogar com ou sem posse de bola, jogar com as linhas baixas ou altas, jogar no centro e pelas alas, e é muito forte nas bolas paradas. Um cameleao e uma equipa completa

  10. Mais uma, caro Nuno: a vida é açcao e reaçao e tu nao consegues ver a evoluçao porque estás fixado com as tuas ideias e as mudancas te sao invisiveis. Uma das revolucoes do modelo do Real é de contrariar equipas como o atletico e a juventus que tanto danos fazem aos modelos oriundos do guardiola. Os dois avançados dessas ultimas equipas conseguem contrariar o trinco criativo que joga atras das linhas. Desta vez com o Real sao dois criativos atras da linha de bola que joguam em oposicao das alas. Os dois avançados nao conseguem travar esse andamento, e o Real asfixiou o atletico e a juventus ao mesmo tempo que o Benzema e o isco conseguiram ligar a equipa para jogar em bloco e avançar sem ser parado. E cuando essas equipas apanham a bola, o Real està tao bem equilibrado graças aos dois medios interiores que jogam atras da linha de bola que nao conseguem transicoes ofensivas de jeito. A juventus ficou muda cuando se sabe que é uma das forças deles. Se o Nuno se desse ao jeito de deixar os seus gostos e de querer entender outros maneiras de jogar ao inves do modelo à moda, se calhar nao se dava ao prazer de gozar com artigos polemicos que só serve o seu orgulho.

  11. O guardiola teve uma ideia um pouco similar mas no seu modelo foram os laterais a jogar no interior e debaixo da linha de bola. O ano passado, o lahm e o alaba (bernat) deram boa conta do recado mas neste ano, os laterais eram uma nulidade criativa. O modelo do zidane é melhor e o guardiola anda à procura de laterais muito subidos nas alas (Benjamin mendy) o que pode significar inspirar se do Real e tentar aperfeiçoar esse modelo. Os verdadeiros treinadores nao se podem dar ao luxo como o Nuno de cuspir em cima daqueles que ganham.

  12. E proibir de proposito umas ideias do futebol é sempre uma escolha como nas artes. Sistematizar pouco porque os meus jogadores sao tao criativos que nao quero limita los e nao há nada mais imprevisivel, é dedo de treinador. Usar o silencio na musica é da mesma veia ou o mudo no cinema obriga a mais criaçao noutros aspectos. Meu amigo Nuno, é pena a tua arrogancia porque rende a tua inteligencia inocua e vazia.

  13. Também acho Nuno, que quem ganhou a champions e a liga espanhola foram os jogadores e que quem os ajudou foram os adversários (Barça e Bayern quando falha o penalti). Principalmente na LC foi por demais evidente a sorte que tiveram no jogo contra o Bayern. Ou então foi dedo do treinador. Enfim. Na 1ª parte do jogo contra a Juventus poderiam estar a perder que ninguém ficaria escandalizado. Foi dedo do treinador. Depois na 2ª parte viu-se os dedos todos das mãos do treinador porque marcaram 3 golos! Enfim… há análises que devem ser feitas muito para além do resultado obtido mas realmente é difícil haver consenso nas mesmas. Cada um vê o que quer ver.

    Abraço

  14. Caro Miguel pinto,

    Falar de sorte como unica explicacao limita o raciocinio. Nao tens mais nada para dizer? Porque é que o Arouca nao ganhe a LC, serà falta de sorte? Me faz pensar aqueles que querem liberdade sem a responsabilidade; tu falas sem saber mas como tens uma opiniao, vais atras dos ceguinhos que te deixam no teu conforto.

  15. Caro Nuno,
    Uma ultima a ver se as tuas certezas se mudam. Tu analisas no teu sofà e a parte fisica e mental nao te importam e pensas que os jogadores se controlam como peças de xadrez e logo nao vês o trabalho do treinador na maneira de jogar dos jogadores. O zidane foi dos melhores criativos ( aquela proteçcao de bola é divina) e conseguiu esconder a sua lentidao graças ao seu pensamento. Cada jogador teve um upgrade na criatividade que seja no kroos, modric, isco, Marcelo, Benzema, asensio, kovacic. Cada um desses pensa melhor o jogo e cria melhor desde que treina com o zidane. Mas com certezas, nao podes ver. E mais que tudo conseguiu, reinventar o cr7; jà nao hà malabarismos para a plateia, o superfluo foi tirado e cada açcao dele é justa. Jà que pensas que lidar com homens nao te importa mas um dos melhores que é o mourinho nao conseguiu essa mudança. Sabes porque o zidane consegue? Porque ele nao é visto como um chefe como tu pensas mas como um mestre. Um mestre que sabe e é humilde para deixar a luz aos jogadores. O teu orgulho nao entende isso e devias tomar exemplo no maldini que està sempre a pôr duvidas às suas certezas mesmo se nao sao as suas conviçcoes. Temos sempre a aprender e saber gostar tambem se aprende.

  16. “Por isso é que as seitas, em busca de uma verdade digna de um Santo Graal, tendem a um discurso definitivo sobre os acontecimentos. Ou é verdade ou é mentira – e dentro da mentira cabem todas as análises que não se adaptam à verdade que defendemos. O problema é que mesmo para que possam perceber a verdade que defendem, falta-lhes o essencial. Conhecer o que acontece dentro da equipa. Conhecer as relações entre equipa técnica e jogadores e entre estes. Conhecer as opções que o treinador terá tomado, como as discutiu e como as transmitiu aos jogadores.”

  17. Acrescento que a verdade, a mais teimosa entre os teimosos, para ser o que é, a verdade, não tem como requisito eu, tu ou outra pessoa acreditarmos nela.

  18. Ainda não li um argumento que fosse a desdizer o texto do Record, apenas e só considerações de índole pessoal a achincalhar o autor do mesmo. E se tentassemos rebater de outra forma essas questões? Será que o Real Madrid colectivamente é uma grandíssima equipa? Ou será que depende da genialidade dos seus jogadores mais ofensivos para resolver, na maior parte das vezes, os jogos a seu favor? Será que a sua organização defensiva é digna de ser enaltecida à semelhança de outras que por aqui já o foram bastantes vezes? Será que a sua organização ofensiva é de longe um bom exemplo para todas as outras equipas top? Será que a sua transição defensiva é trabalhada de forma a que seja possível identificar diferentes abordagens e/ou zonas de pressão consoante o local onde se perde a bola, o número de jogadores envolvidos?
    O Real Madrid tem, a meu ver, a mesma forma ou estilo de jogar já há muitos anos, quer jogue em 442 ou 433 ou outro sistema qualquer e porque foi e continua a ser quase sempre letal na transição ofensiva. Agora, e como diz o texto, atribuir um mérito especial ao Zidane só porque ele foi um dos melhores jogadores do Mundo e percebe melhor o ego dos jogadores…acho que até o Lito Vidigal percebe isso, pena que não tenha sido o eleito para o lugar do Benitez porque poderia ser considerado por esta altura o treinador do ano.

    Eu não disse no meu 1º comentário que o Zidane é um treinador mau.
    Eu disse é que atribuo aos jogadores, em virtude da sua qualidade individual, a maior quota parte de responsabilidade nas vitórias alcançadas.

    Gostava de ver o Zidane a treinar o Real Madrid no mesmo período em que o José Mourinho o fez. Fico com a impressão que o desiderato seria o mesmo ou até pior.

    PS: adoro o Kovacic, prevejo que ele seja muito brevemente um dos 5 melhores jogadores do Mundo, é pena que esteja ainda na praia a maior parte do tempo mas de certeza que quando apanhar a onda certa irá deslumbrar aqueles que ainda não o conhecem bem.

    Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*