“MarsBet”

Decidir bem, aproximar a equipa do golo. Golaço de Neymar.

No golo de Neymar, uma lição de Alcácer.

Talvez uma grande maioria de avançados na sua situação, procurassem a desmarcação de ruptura para receber nas costas da defesa e tentar finalizar de pé esquerdo. Porém, mesmo havendo condições para finalizar, teria de o fazer com o pé não dominante e recorrendo a um gesto de motor de dificuldade elevada porque se deslocaria para onde a bola iria entrar e teria de rematar precisamente para o lado oposto.

Então, o avançado espanhol afastou-se a si próprio da notoriedade que um possível golo lhe traria, e concentrou-se no proporcionar o golo à sua equipa. Porque mostrar-se para tabelar e aproveitar o espaço nas costas do defensor que saía a Neymar traria sempre mais probabilidades de levar o Barcelona ao golo, do que iniciar ele próprio o movimento para finalizar.

Em dez lances decididos da mesma forma, Alcácer proporcionaria sempre mais golos ao Barcelona do que se optasse sempre pela desmarcação de ruptura e posterior finalização. Ainda que em dez lances, também fizesse um ou outro golo. Na retina ficará sempre o marcador do golo. Contudo, é de um conjunto de jogadores com elevada capacidade para tomar decisões que os golos surgem.

O jogo é demasiado complexo para se reduzir a importância e qualidade de um jogador a números, e percebê-lo é sempre o primeiro passo para o poder analisar.

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 2773 artigos
Criador do Lateral Esquerdo, é também professor no Estádio Universitário de Lisboa. Treinador de futebol, tendo almejado diversos titulos nacionais. Experiência como coordenador de futebol formação e palestrante em diversas Faculdades de Desporto. Autor do livro "Construir uma equipa campeã" da editora PrimeBooks.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*