Nuno Assis, claro

white corner field line on artificial green grass of soccer field

Saiu do SL Benfica, sem ninguém ter lamentado. Naquele momento, Assis, seria provavelmente, o único que sabia ter lugar no plantel do SL Benfica. Compreende-se a injustiça que sentiu.

Para o comum adepto, Assis não deixa saudades. Como poderia? Não recorre a dribles, nem tão pouco é dado a loucas correrias com a bola. Para Assis, futebol, é a bola a circular. E quão belo é o jogo, quando dessa forma é interpretado.

Infelizmente para Assis, nem todos percebem o alcance e o interesse de um jogador que nunca perde a bola, de um jogador capaz de decidir bem em todas as situações. Fantástico nas tomadas de decisão, na ocupação dos espaços e com talento q.b., a Nuno Assis terá faltado, porventura, quem lhe potenciasse as capacidades físicas. Terá sido essa lacuna, que o impediu de se tornar num dos mais influentes jogadores no SL Benfica. Mesmo, não esquecendo as boas (meias) épocas com Trapattoni e Fernando Santos.

Seguir os jogos do Vitória, quando Assis está na plenitude das suas capacidades físicas, torna-se sempre num exercício bem mais interessante.

E pensar que Bynia e Carlos Martins ocupam lugares no plantel do SL Benfica que bem poderiam ser de Nuno Assis… (Ainda que se perceba as potenciais dificuldades perante o modelo de jogo adoptado por Quique Flores).

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3011 artigos

Criador do “Lateral Esquerdo”, tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto – Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino.

Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ).

Autor do livro “Construir uma Equipa Campeã” da PrimeBooks.

Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

5 Comentários

  1. Absolutamente de acordo relativamente a Assis.

    Quanto a Martins, totalmente em desacordo – isto, claro, se estivermos apenas no âmbito da discussão acerca das capacidades técnicas e tácticas. A nível mental, a história é outra, mas penso que o teor do texto não entra por aí.

    Abraço

  2. concordo tanto com o post como com este comentário.

    PS: porque é que naquela sondagem para escolher a melhor equipa para a selecção não aparecem jogadores como o Petit, Pedro Mendes, Manuel Fernandes?

    É que se o Pereirinha, Djaló, Moreira, etc têm direito, estes também não?

  3. Ja vos sigo ha imenso tempo, mas nc tive oportunidade de vos dizer o q penso.
    O vosso blog é brilhante. É das poucas coisas q ainda vou lendo na blogosfera. Parabens.

    N acho o Martins assim tão mau, no entanto.

  4. Realmente o Nuno Assis é um grande jogador. e sim tem lugar na equipa do Benfica pelo menos tirando o Bynia ou ate mm atacando pela direita onde não existe ninguem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*