Mais uma lição

white corner field line on artificial green grass of soccer field

“Crendo como verdadeira, a esfarrapada desculpa de Jorge Jesus para os quatro dedos no ar, é inegável que sobra uma lição, que se aprendida, poderá, eventualmente, catapultar Machado para outros voos.

Aprender com a interpretação que Jesus sugeriu para o gesto, seria produtivo para Machado. É que, de facto, é assim que se deve posicionar uma defesa a 4. Os quatro defensores devem permanecer alinhados (na horizonal, ou ligeira diagonal), formando uma linha de jogadores próximos entre si. Se assim for, o comportamento do adversário, não cria rupturas no sector defensivo. Mantendo o alinhamento e a proximidade entre os quatro, o adversário dificilmente será capaz de explorar a profundidade nas costas da defesa. O adversário, portador da bola, encontrará sempre uma barreira de defesas entre a bola e a baliza.

Quando se troca o comportamento zonal pelo perseguir do adversário, o posicionamento defensivo é quase aleatório. É definido pelos avançados. Não há linhas. Há uns jogadores mais à frente, outros mais atrás. No sector defensivo, há buracos, a todo o momento. Criados pela mobilidade e aclaramento de espaços dos jogadores adversários.

Numa perspectiva de evolução, talvez Machado deva mesmo ser anjinho e interpretar o gesto da forma como Jesus o expôs. Retirando daí o máximo possível. Quem sabe, quando souber organizar defensivamente a sua equipa, Manuel Machado não esteja em condições de chegar a uma equipa com outras ambições?”

Post recuperado do jogo da 1a volta. SL Benfica – 6 – Nacional – 1.

Manuel Machado continua a ser derrotado, o que é natural tendo em conta a acentuada diferença de valores, como o próprio referiu. Continua, porém, sem perceber as nuances tácticas que dizimaram o Nacional (7-1) nos jogos com Jorge Jesus.

E desta vez, Jorge Jesus até fez questão de as explicar na conferência de imprensa, pós jogo na Madeira.

“Ao intervalo decidimos explorar outros movimentos. Decidimos que o Ramires passaria a ocupar espaços mais interiores, aquando da posse da bola, por forma a trazer consigo o Salino para dentro, ganhando espaço no corredor para as entradas do lateral”. Jorge Jesus.

Equipa que marca Homem X Homem, torna-se na presa, quando o adversário abusa do princípio da mobilidade. Move-se por onde o adversário quer. Há muito que se perdeu a conta à quantidade de golos que o SL Benfica já marcou fruto dos apoios frontais dos seus avançados (quando baixam no campo de jogo, trazem consigo os centrais, e depois acabam a servir outros jogadores que aparecem no espaço outrora ocupado pelos defesas adversários).

Manuel Machado, que até tem o mérito de colocar as suas equipas a praticar bom futebol, é responsável por um processo defensivo lastimável. Enquanto não o perceber, jamais terá qualidade para chegar a um grande.

P.S. – Mobilidade e aclaramento de espaços, é a chave para um ataque que se pretenda forte na Liga Sagres. É que em Portugal, raras são as equipas que optam por uma zona defensiva.

Sobre Paolo Maldini 3814 artigos
Pedro Bouças - Licenciado em Educação Física e Desporto, Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, bem como participado em 2 edições da Liga dos Campeões em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, Cursos de Treinador e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã", e Co-autor do livro "O Efeito Lage", ambos da Editora PrimeBooks Analista de futebol no Canal 11 e no Jornal Record.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*