A linha defensiva tem de ser uma linha de cobertura

white corner field line on artificial green grass of soccer field

Se o primeiro princípio defensivo do jogo é a contenção (colocação de um jogador entre o portador da bola e a sua própria baliza), o segundo é o da cobertura defensiva (colocação de um defesa entre quem faz a contenção e a sua própria baliza). O objectivo da cobertura é claro. Precaver a eventualidade de o colega ser driblado.

Nas equipas cujo método defensivo passa pela marcacação HxH, tais coberturas ficam geralmente a cargo do defesa central livre. O líbero.

Equipas mais evoluídas defensivamente organizam a sua defesa com base em referências zonais. As referências para ocupar o espaço são os próprios colegas de equipa e a posição da bola. A forma de contrariar possíveis situações de 1×1, sempre vantajosas para os avançados, por norma mais rápidos e melhores jogadores que os defesas (nem todos, claro), passa por formar uma linha defensiva atrás do jogador que está em contenção. Ou seja, não recua somente o líbero, mas restantes colegas do sector.

O objectivo é garantir que traçando uma linha paralela à linha de fundo, que passe pela posição do defensor em contenção, essa linha jamais deverá ser a última linha da equipa (a excepção prende-se quando o portador da bola está demasiado próximo da linha de fundo.

O Sporting de Braga, é desde há largos anos uma das mais competentes equipas portuguesas / europeias? no comportamento defensivo colectivo.

O desastre de Londres está tão associado à forma como o meio campo desprotegeu a sua linha defensiva, quanto à forma como a linha defensiva bracarense reagiu de cada vez que era um dos quatro defesas a ter de sair para a contenção. Demasiadas vezes, o jogador em situação de contenção está posicionado na última linha bracarense em campo. O erro não está em quem saía para a contenção, mas sim, nos restantes três que não recuavam dois/três metros no campo de jogo, por forma a garantir a tal linha de cobertura.


Arsenal 5-0 Sp. Braga

Simão MySpace Video

Para a imagem no nono segundo e perceba o mau posicionamento dos três defensores que demoraram demasiado a garantir a tal linha de cobertura, permanencendo ao lado, e não atrás como seria suposto do jogador em contenção. Garantida a linha de cobertura, jamais a bola poderia entrar nas suas costas.

P.S – O golo seleccionado para o texto, é o de mais fácil compreensão. Porém, se tiver o cuidado de observar todos os restantes golos, há algo em comum. Ausência de apoio, por parte do meio campo à linha defensiva, linha defensiva mal formada (jogadores mais à frente que outros), ou inexistência da tal linha em posição de cobertura.

P.S II – O Arsenal não é o Barcelona sem títulos, tão pouco apenas lhe falta Messi, como o comentador da partida sugeriu. Se o Arsenal fosse o Barcelona, teria títulos. Tem um futebol ofensivo encantador, e não precisa de Messi para chegar ao golo. É pelo seu comportamento defensivo que a equipa de Wenger perde os troféus que disputa.

Sobre Paolo Maldini 3777 artigos
Pedro Bouças - Licenciado em Educação Física e Desporto, Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, bem como participado em 2 edições da Liga dos Campeões em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, Cursos de Treinador e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã", e Co-autor do livro "O Efeito Lage", ambos da Editora PrimeBooks Analista de futebol no Canal 11 e no Jornal Record.

6 Comentários

  1. A equipa do Arsenal tem jogadores brilhantes no ataque, que farejam a fragilidade e o "medo" do adversário. A partir do momento que não se consegue contrariar o ataque, não se consegue recuperar a bola, é difícil. É dificil aceitar a nossa limitação pessoal e como equipa e manter a cabeça naquilo que pode ser feito. É dificil meter na cabeça dos jogadores que temos de jogar atrás, que não vamos ter a bola, que o mais importante é não perdermos a noção do espaço e sabermos onde está o nosso adversário e onde estamos nós! (Como o inter fez em Barcelona!!)

    Nitidamente o Braga perdeu o norte, e isso também deriva de não ter muitos jogos com equipas decentes no campeonato Português. Mas trazer malotes cheios para casa é bom. Já sabem para a próxima que o pior que pode acontecer é perder, por isso, o pior é garantido.

    O Arsenal no campeonato Inglês tem adversários como o Man utd, Liverpool, Chelsea… entre outros, por isso é que é difícil ganhar.

    Espero que estes posts sirvam para os adeptos com clubite que há mais para além da cor das camisas (provado que não ganham jogos).

    Abr,
    Pedro

  2. PB,

    Mas o problema da falta de apoio nao se deve a tentativa de assegurar um eventual fora de jogo numa incursao repentina de um dos gajos do arsenal para a area do Braga, estando, portanto, a defesa em linha para esse efeito? Ou o posicionamento do tipo do arsenal no nono segundo ja impede qualquer tipo de defesa em linha e, como tal, os tarolos bracarenses ja deveriam estar a proteger o gajo que esta a ser comido pelo gunner?

    Abraço de BXL

  3. Belíssimo post. Nada a acrescentar. São estes posts que podem ser chamados de ex-libris aqui do Lateral-Esquerdo. Parabéns pelo mesmo, e pela discussão de futebol que implementa. Claro que falar depois de clubites é natural, se A ou B estava mais ou menos prediposto a qualquer coisa, fosse com Jesus, fosse com Domingos, fosse com Jesualdo, fosse com quem fosse.
    Parabéns pelo post.
    Ressalvo só uma nota, a nível de português (eu sei que não é a área do pessoal e espero que não levem a mal a correcção) mas «O Sporting de Braga é desde 'há' largos anos…», portanto, o 'há' é com 'h', visto ser posse, derivar do verbo 'haver', 'existir', 'ser'. Já agora, para complementar a frase, a vírgula que está depois de Braga, nessa frase, é entre 'é' e 'desde', e levaria outra imediatamente a seguir a 'anos'.
    Tirando isso, e perdoem-me a minha franqueza a fazer a correcção, está excelente. Só o digo pois é uma pena artigos deste gabarito terem, para mim, falhas dessas.

    Abraço e desculpem lá!

    Márcio Guerra, aliás, Bimbosfera

    Bimbosfera.blogspot.com

  4. Obrigado Marcio, assim que puder corrijo.

    JAS, no lance desse golo, a linha está realmente mt bem formada. O problema é que a linha defensiva deve ser uma linha de cobertura. Ou seja, tem de estar atras do gajo que tá com o portador da bola.

    tem de haver pelo menos 2 linhas entre a bola e a baliza. A do que tá a defender o portador da bola (naquele caso, o defesa direito do Braga) e uma linha mais recuada.

    Aqueles três deveriam estar em linha, mas atrás do defesa direito e não ao lado.

    No Benfica notasse bastante isso. Estão sp 4+1. o 1 é quem está com o que tem a bola, e atrás dele estão sp outros 4 (qd david ou luisao estao com o da bola, Javi vem p tras dele, e para o lado de Maxi, Fabio e do outro central).

    MEsmo que não se forme a tal linha de 4, pelo menos deveria ser 3+1 (ou seja, os 3 que não tão com o portador da bola, têm de estar mais recuados que esse, e não ao mm nível)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*