Paulo Bento forever. Curtas da selecção que volta a apaixonar o seu povo

– João Pereira é bastante melhor que Ricardo Costa;
– João Moutinho é desde 2006 o melhor médio português. Pelo seu futebol de toque curto e de apoio rápido, confere uma dinâmica ofensiva extraordinária às suas equipas. Para além de ser inexcedível no cumprimento das tarefas defensivas;
– Raul Meireles é um trinco de origem. Pepe não. Tão pouco tem agilidade e competência do português, para iniciar com qualidade as transições. Muito menos qualidade no critério como decide sair rápido para o ataque, ou segurar a bola;
– Postiga é o avançado certo para a selecção. Podemos não esperar que continue a fazer golos. Mantendo o critério com que decide temporizar, tabelar, e servir de apoio frontal, ou conferir mais uma opção de passe sobre o exterior, contribuirá e muito para o caudal ofensivo da selecção (a propósito, o ESPN tem repetido o Portugal – Inglaterra de 2000. Nuno Gomes era um avançado soberbo);
– A fraca capacidade de passe de Carlos Martins contrasta um pouco com os colegas de sector. Mas, é voluntarioso, remata bem e talvez não haja quem possa acrescentar mais que ele (ainda que fosse importante ver Tiago na mesma posição);
– Ronaldo e Nani, quando não jogam para o seu umbigo são soberbos. Todos o reconhecemos;
– Paulo Bento é o treinador da moda. É muito fácil suceder a alguém tão incompetente e com escolhas tão condicionadas quanto Carlos Queiroz. Mas, é impossível não conceder crédito ao novo seleccionador nacional. Jogam os melhores. E como jogam!
P.S. – Acredite ou não. O titulo do post estava pensado desde o momento em que Nani invalida o golo de Ronaldo. Ainda com zero zero, e quem sabe, com boas chances de o jogo não terminar com um bom resultado. Mas, provavelmente já tinhamos chegado à área adversária mais do triplo das vezes do que haviamos feito no Mundial.
Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3407 artigos
Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã" da PrimeBooks. Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

17 Comentários

  1. Continuo fora de mim. Um Mundial há de 4 em 4 anos. E aquele Burro, que não tem outro nome, matou toda a paixão que tinha pela selecção. Agora tenho de esperar 4 anos para ver outro Mundial. Queiroz devia indemnizar todos os que gostam de futebol!

  2. – "Raul Meireles é um trinco de origem. Pepe não. Tão pouco tem agilidade e competência do português, para iniciar com qualidade as transições. Muito menos qualidade no critério como decide sair rápido para o ataque, ou segurar a bola".

    O 4º golo nasce duma transição rápida do Pepe…

  3. PB, n tás enganado!

    O Pepe faz realmente a assistencia. Mas, a transiçaõ n é iniciada por ele. Mt pelo contrario! há 2 gajos q levam e bem a bola para o contra ataque. O pepe aparece depois lá na frente a fazer o ultimo passe q falas.

  4. ultimo anónimo, eu sei perfeitamente que o lance não nasce do Pepe! Era ironia…

    Mas, mm que tivesse tido a influencia do Pepe na primeira decisão sobre como sair para o ataque, provavelmente teria sido uma excepção, que não faria a regra. como vimos durante dois anos…

  5. Normalmente leio com atenção o que se vai escrevendo por aqui. Normalmente, também, costumo subscrever muitas das ideias expressadas, contudo, não posso deixar de reparar na embirração algo doentia com Carlos Martins – fraca capacidade de passe??!!! Fundamentem-me isto, ou então virem o disco, sff.

    Abraço

  6. A propósito do comentário do Portugal Inglaterra de 2000: sempre admirei o Nuno Gomes. é um jogador incompreendido pelas massas, que não percebem o grande avançado (não propriamente goleador) que era. De uma inteligência enorme, movimentos que arrancavam os defesas do lugar, sempre decisivo no passe. Pecava pelo falahr de algumas oportunidades por falta de um espírito goleador. Para mim um dos melhores avançados que Portugal já teve.

    Não vi o jogo, estou em Chicago. Estão por aqui uns espanhóis com uma grande azia… só me falam do mundial… mas lá no fundo estão aziados.

    Abr,
    Pedro

  7. Agora que vocês acordaram podem ter a uma boa referencia do que é um bom técnico:

    Luiz Felipe Scolari: Excelente treinador

    Carlos Queiros: Péssimo treinador.

    Paulo Bento: Muito bom treinador. (terá muito tempo para se mostrar excelente)

    Nunca entendi essa paixão Portuguesa pelo Queiroz.

  8. amigo PB, e nessas famosas estatísticas aparece o grau de dificuldade das mesmas? seria interessante, digo eu que não pesco nada disto

    venis 'o grande'

  9. há os passes de dois metros sem oposição, há aqueles que são pra trás, há aqueles um pouco mais difíceis… há muitos passes se formos ver bem a coisa eheh

    PB, o CM em passe longo 'bate' qq um do onze Português que esteve em campo, ou estou a ver mal a coisa? 😛

    venis 'o maior'

  10. O Carlos Martins foi o pior em campo do meio campo, sem sombra de dúvidas. Fez 1 golo, ok, mas fora isso teve muito mal. Alias podia ter feito hat-trick que continuaria a ser o pior. Bastantes passes mal feitos, no lance do 1º golo decidiu mal e o que decidiu executou mal. Poucas recuperações a comparar com os 2 colegas, perdas de bola desnecessárias.. etc. E basta mesmo ver as estatísticas. Concordo com o P. Bento em coloca-lo em campo, mas preferencialmente preferia ver Tiago (em boa forma), P. Mendes ou ate Ruben Micael, caso começe a jogar. Quanto a Queiroz, dos seus 2 anos de muito trabalho… so sobrou Eduardo e o esquema táctico utilizado no mundial, 4x3x3 sem número 10.

Responder a Anónimo Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*