Cardozo. Habilidade motora e habilidade técnica.

white corner field line on artificial green grass of soccer field
Tende-se a confundir um conceito com o outro.
Se há algo que me espanta profundamente, é o facto de quase ser ponto assente que Cardozo é tosco e não tem técnica.
Nada mais falso. Cardozo, é inábil do ponto de vista motor (anda, corre, salta, galopa, desliza, sobe, trepa, esquiva-se, roda e baixa-se com muita dificuldade). Técnicamente, não. Bem pelo contrário. Do ponto de vista técnico, Cardozo não só não é tosco, como é dos melhores executantes do campeonato português. A técnica vê-se quando o pé contacta com a bola. Se nos concentrarmos somente na técnica, esquecendo tudo o que é habilidade motora, é extramente difícil encontrar jogadores com mais capacidade para colocar a bola onde quer, que o paraguaio. Não só na forma como remata, mas muito na forma como serve em passe os colegas.
Compare Cardozo com Kardec. Quantos tendem a considerar Kardec mais técnico que o paraguaio? Nada mais falso. O brasileiro sim. É muito fraco técnicamente. A sua maior habilidade motora, até pode levá-lo a pensar o contrário. Porém, seguramente que não é nos pés de Cardozo que a bola chora.
Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3402 artigos
Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã" da PrimeBooks. Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

9 Comentários

  1. Eu desde os primeiros jogos do Kardec, acho que a comparação entre o brasileiro e o paraguaio é errada, acho mesmo que a maior semelhança entre ambos é altura. Passo-me a explicar melhor, eu acho que o Kardec é mais próximo do Saviola do que do Cardozo, isto é, quando jogam Saviola – Kardec parece que ficamos sem ninguém na área, e, quando temos o Cardozo isso não acontece, ele está lá sempre, no meio dos centrais, algo que o Kardec não está. Eu acho que o Jesus deveria de explorar mais uma dupla Kardec – Cardozo, pois poderia dar bons frutos para o Benfica!!

    Outra pergunta que deixo aqui, já que considero que é um dos melhores blogger's a opinar sobre jogadores, que acha de o Benfica nesta reabertura de mercado repescar o Urreta (que não joga no Depor e podia ser útil no SLB) e o Yedba (este joga, mas era útil, a meu ver no apoio ao Javi, pois o Amorim é bom mas não é como o Ramires, não é queniano. Sim eu sei, o Yedba não é tão bom, mas também não é tosco, era útil!!)

  2. Otto, se me permites a opinião, o Yebda é um jogador que por vezes tem falta de intensidade no seu jogo. Deixa sempre dúvidas quanto ao seu rendimento em campo. Se mantivesse sempre um rendimemto que estivesse de acordo com o seu potencial seria então, de facto, uma boa solução.

    Já Urreta só caberia se saísse Sálvio. Não justifica ter os dois embora reconheça algum potencial ao rapaz.

  3. Otto, não tenho seguido a carreira do Urreta nem do Yebda. Mas, quando estavam em Portugal era fã de ambos.

    O Yebda parece-me bastante melhor do que o que se pensa que realmente é. E o Urreta tem um potencial incrivel. Não só é mt rapido e com boa tecnica, como é também um jogador mt responsável. Não tenho duvidas que deveriam estar no plantel do Benfica!

  4. Apaguei por engano o comentário de um anónimo.

    Só esclarecer que o movimento motor de chutar não é, nem tem nada a ver com o gesto técnico de rematar.

  5. Nem me vou dar ao trabalho de rebater essa afirmação, de tão absurda que é…
    Movimento motor?!

    A começar por um dicionário, e a terminar em qualquer livro de desenvolvimento motor encontrará a explicação para essa confusão de conceitos.

    Depois de esclarecido, vai ver que o Cardozo até é bom na performance de algumas habilidades motoras, perfeito nalgumas, sendo no entanto lento quando tem que deslocar os seus segmentos corporais pelo espaço. (habilidade é diferente de velocidade) Por outro lado, a sua maior fraqueza reside na performance em tarefas de antecipação-coincidência, onde aí, efectivamente, é o seu "calcanhar de aquiles".

    O "anónimo que foi apagado" 🙂

  6. A presença de Cardozo e a disponibilidad ao menos parcial de Amorim podem mudar o Benfica, haran que a defesa jogue mais tranquila, que Saviola jogue melhor e, sobretudo, que a construção ofensiva de Aimar seja aproveitada. Claro que não é técnica o que lhe falta, senão facilidade de movimento -ainda que contra o Beira-Mar a teve e muita-.E entende-se muito bem com os argentinos. Por isso foi um autêntico disparate manter uma dupla Kardec-Cardozo em Tel Aviv, sacando a Saviola.

  7. Eheehhe, «anónimo que foi apagado», está boa, eu vi acima que foi apagado, eheheh…

    Sobre o Cardozo, fartei-me de dizer na pré-época, e chateia-me estar a repetir agora, por força das consequências, «se o Cardozo falhar golos em 2 ou 3 jogos não há crise, que ele tem 'as costas largas', já o Kardec se falhar 2 ou 3 jogos é trucidado». Tem-se visto, por acaso, pela comunicação social, as culpas a recairem noutros, a inventarem problemas, como o David Luiz agora, o Roberto no início, e, por acaso, nada ao Kardec. Ainda bem para ele, senão não joga cá mais nada… Mas o certo é que com Cardozo aquilo fia mais fino. E com Cardozo podemos ambicionar a alguma coisa. Sem Cardozo, bom, estamos fora da Champions, e aposto que não estaríamos se ele estivesse sempre apto, e a equipa já teria recuperado níveis motivacionais há mais tempo. Ou seja, Kardec será, eventualmente, bom no futuro, até muito bom, pois realçam-lhe a capacidade de cabeceamento, e é rara, hoje em dia, parece-me, e por isso, com trabalho específico, pode aproveitar o que um dos primeiros comentadores dizia sobre a sua semelhança com Saviola, velocidade, agilidade, que sim, são maiores que Cardozo, mas para serem aproveitadas como homem de área, ponta de lança, mas no futuro. Deixai-o crescer, creio. Tal como acho que Cardozo nunca será tão bom como Kardec poderá vir a ser, Kardec, para mim, nunca será tão bom na parte «habilidade técnica» conforme aqui foi escrito, ehehhe, do Cardozo.

    Abraço

    Márcio Guerra, aliás, Bimbosfera

    Bimbosfera.blogspot.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*