A recepção e Yannick Djaló.

white corner field line on artificial green grass of soccer field

Talvez seja errado crer que há gestos técnicos mais importantes que outros. Porém, se há um gesto que na técnica deve ser realmente valorizado, esse é o da recepção. Num período em que o espaço de jogo é cada vez mais diminuto, receber a bola não é mais, apenas perservá-la após um passe.

O conceito de recepção dirigida surge precisamente num momento em que para além de preservar a bola, o primeiro contacto com esta deve servir desde logo para desiquilibrar o adversário ou dar seguimento ao ataque.
Yannick Djaló é um jogador com algumas qualidades. Para além da sua velocidade, tem uma facilidade no momento da finalização, que por exemplo Hélder Postiga não tem. Todavia, o seu primeiro toque na bola é regra geral desastroso. Sem capacidade técnica para cumprir com mestria e regularidade tão importante gesto, Djaló nunca poderá ser tido como um jogador importante no onze inicial de uma equipa que pretenda sagrar-se campeã nacional em Portugal. É difícil imaginar que algum treinador no mundo consiga potenciar o ainda jovem jogador do Sporting. Seria mais fácil trabalhar alguém cuja debilidade fosse táctica.
A ser verdade as noticias que chegam de potenciais interessados em Yannick, o Sporting não deverá hesitar. Mesmo que Djaló seja um homem da casa.

P.S. – Mesmo no jogo em que foi extremamente feliz, poucos minutos antes de fazer dois golos de belo efeito contra os estudantes, Djaló teve oportunidade de se isolar perante o guardião adversário. Como em tantos outros lances de tantos outros jogos, foi a sua péssima recepção que o impediu de ser feliz.

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3744 artigos
Pedro Bouças - Licenciado em Educação Física e Desporto, Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, bem como participado em 2 edições da Liga dos Campeões em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, Cursos de Treinador e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã", e Co-autor do livro "O Efeito Lage", ambos da Editora PrimeBooks Analista de futebol no Canal 11 e no Jornal Record.

2 Comentários

  1. Não sei se conhecem o Wilson Eduardo mas tem muito de Yannick de Djaló nele!

    Embora não fosse uma bola muito fácil o Wilson este fim de semana conseguiu colocar uma tentativa de recepção na bancada…

  2. Vi os 10 min do Wilson contra o Sporting esta época e foi uma coisa verdadeiramente assustadora! Também já me disseram que devia estar nervoso ou algo assim, pq ele não é tão mau assim. Mas, a verdade é que naqueles 10 min deu a sensação que ele nunca tinha jogado à bola na vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*