Individualista, Jesus?!

white corner field line on artificial green grass of soccer field

“…analisando todos os movimentos do extremo-esquerdo durante os 36 minutos em que ele esteve em campo, é possível constatar que Nolito jogou quase sempre ao primeiro ou ao segundo toque. Nas 15 acções em que a bola lhe passou pelos pés frente à equipa turca, o espanhol apenas por três vezes tentou a jogada individual, optando quase sempre por combinar com Aimar, Saviola e Emerson. No fundo, confirmou aquilo que já se esperava dele: tirou o “curso” na escola do Barcelona, onde o futebol apoiado em muitos passes, o chamado tiki-taka, é quase um modo de vida.”
“…E mais: de acordo com o levantamento feito por O JOGO, a maior parte das acções de Nolito teve um ou dois toques. Com os caminhos quase sempre tapados, também optou algumas vezes por cruzamentos largos para o poste mais distante.” In Jornal o Jogo.
Não tendo confirmado a sua veracidade, os dados avançados pelo jornal fazem todo o sentido. Se há algo que impressiona no espanhol, mais que a imensa capacidade técnica, é a forma como define os lances. De louvar também o extraordinário trabalho para receber a bola. Não só pela forma como simula sempre a profundidade e volta rápido para receber no pé, mas porque, à semelhança do tiki taka catalão, procura sempre os espaços ao redor (à direita ou à esquerda) do portador da bola. A recepção, que por si só já beneficia do trabalho prévio que realiza, é fantástica e garante-lhe enquadramento com a baliza adversária a uma velocidade supersónica, que não raras vezes deixa desde logo o defensor em desvantagem. Não espanta minimamente que seja das suas botas que nascem os lances de maior perigo do SL Benfica. E nenhum, resultante de uma vantagem adquirida num drible em situação de 1×1.
Ninguém saberá ao certo o que pretendeu Jorge Jesus com tais afirmações. Pelo conhecimento que se vai tendo do treinador encarnado, acredita-se que terá sido somente mais uma falta gritante na comunicação, com possíveis consequências também em aspectos relacionados com a gestão do grupo. É que é difícil aceitar que pense exactamente o que disse.
Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3385 artigos
Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã" da PrimeBooks. Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*