Uma dinâmica admirável

white corner field line on artificial green grass of soccer field
Nem com um, nem com dois. É com três médios no corredor central que este SL Benfica se pode tornar, para além de uma verdadeira máquina de bom futebol, uma equipa segura.
A qualidade técnica e de tomada de decisão dos jogadores que entraram na segunda parte é algo de sublime. Na caixa de comentários do blog Entre Dez havia referido que um meio campo com Witsel e Aimar à frente de Javi, seria bem capaz de ser o melhor meio campo de uma equipa da Liga Portuguesa, a que a minha memória me permite chegar. É possível que tal pensamento não seja totalmente correcto, ou até que a memória me atraiçoe. Todavia, se não o for, garantidamente que estará bem próximo de o ser.
A entrada de Nolito, Gaitán, Saviola, Aimar, Witsel e Capdvilla. Sim, Capdvilla, trouxeram uma dinâmica absolutamente louvável. Criatividade e imprevisibilidade a rodos, bem notória na velocidade a que bola ia rolando de uns para os outros, dinamitaram por completo a defensiva de um Arsenal já sem Arshavin e Persie.
Destaques individuais.
Gaitán e Nolito. Um é genial, o outro vive da sua inteligência e capacidade de trabalho, e também de uma capacidade técnica notável, claro. O espanhol ainda que não tenha uma passada veloz, tem sempre algo para oferecer. É fantástico com a bola e sem ela. O argentino, é irregular, mas quando as coisas lhe saem, é um prazer incrível ver tanta classe a pisar um relvado de futebol.
Witsel. “…Teve muito bem, acompanha quase sempre o ataque em cobertura e liga bem com os corredores, quando a utilizam, sabe tirar da pressão, progredir ou gerir o ritmo de jogo. Inteligente a ocupar espaço. Depois em transição come espaço de uma maneira brutal, mesmo que fique mal colocado tem sempre capacidade de recuperar metros.”. A afirmação é do Jorge D. do centro de jogo. Por ser incapaz de sugerir algo diferente para melhor, aqui fica.
Capdvilla. Não se sabe se terá disponibilidade para noventa minutos de alta voltagem. Se não for atraiçoado pela capacidade física, é uma opção incrivelmente superior a Emerson, para o corredor esquerdo. Muita categoria, cabeça levantada, técnica assinalável que lhe permite combinar com enorme assertividade com os colegas em posições interiores e mais vantajosas para o jogo. Nos jogos no Estádio da Luz, não pode sequer haver dúvidas sobre de quem é o lugar.
Pablo Aimar. Chego a crer que nem aqui, onde é tratado como um Deus do futebol, se faz justiça a tanta genialidade. Porque se esgotam os adjectivos, fica aqui um desejo. Adoraria vê-lo ao lado de Xavi no meio campo do Barcelona, com Iniesta a ocupar o lugar de Pedrito. A dormir sabe mais de futebol que todos nós acordados. Logo ele, que tem capacidade técnica para colocar em prática os seus pensamentos…

Sobre Paolo Maldini 3814 artigos
Pedro Bouças - Licenciado em Educação Física e Desporto, Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, bem como participado em 2 edições da Liga dos Campeões em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, Cursos de Treinador e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã", e Co-autor do livro "O Efeito Lage", ambos da Editora PrimeBooks Analista de futebol no Canal 11 e no Jornal Record.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*