Sporting na Dinamarca. Algumas tendências tácticas.

white corner field line on artificial green grass of soccer field

Organização ofensiva.
Saída de bola.
Os laterais abrem bem junto à linha, na mesma linha dos médios centro. A equipa forma um 3x4x3. Com Polga, Rinaudo e Rodriguez no sector mais recuado, João Pereira, André Santos, Schaars e Evaldo no meio campo, e Jeffrén, Postiga e Yannick mais adiantados. A posição quer de Jeffrén, quer de Yannick é mais interior que a dos laterais, e são eles por norma que baixam no relvado para receberem a bola. Se conseguem receber e enquadrar, ficam com os laterais a dar linha de passe sobre o lado de fora do campo, e o médio centro a dar linha de passe, sobre o lado interior do campo. Se a bola entra no lateral, o médio do lado da bola, continua a oferecer linha de passe numa zona mais adiantada do campo, sobre o lado de dentro, enquanto que os extremos baixam e dão cobertura ofensiva (posicionam-se atrás do portador da bola).

Organização defensiva.
O Sporting posiciona-se num 4x1x4x1. Jeffrén, André Santos, Schaars e Yannick jogam na mesma linha, e tal impossibilita o Sporting de ser mais seguro, porque permite imenso espaço passível de ser explorado com relativa facilidade, entre sectores. Sempre que um médio adversário baixava no relvado e recebia a bola, um dos jogadores da linha de quatro saía do seu posicionamento e pressionava, dificultando a saída de bola adversária. Contudo, se a saída para o ataque fosse feita pelos centrais ou laterais, a linha de quatro não reagia, e várias foram as vezes em que um simples passe permitiu ultrapassar desde logo cinco jogadores leoninos (os tais quatro, e Postiga).

À atenção de Domingos, se a linha de quatro do meio campo estiver para ficar. Os rectângulos pintados, mostram o espaço onde será fácil fazer chegar a bola, e onde se terá, desde logo, metade da equipa do Sporting ultrapassada. Fazer o extremo, ou o avançado cair naquele espaço, para posteriormente explorar uma desmarcação de um colega nas costas da defensiva leonina não será nada de complicado, para uma equipa que semanalmente se prepare convenientemente.
Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3011 artigos

Criador do “Lateral Esquerdo”, tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto – Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino.

Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ).

Autor do livro “Construir uma Equipa Campeã” da PrimeBooks.

Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*