Mobilidade, categoria, jogo fantástico e poucos golos para tanto futebol.

white corner field line on artificial green grass of soccer field
Era enorme a expectativa para o Sporting x Vitória de Setúbal. Pelo contexto e pelas características das equipas.
Contextualmente tudo a favor do Sporting. Uma oportunidade única de renascer, numa liga que chegou a parecer perdida, mesmo que a procissão ainda mal tenha saído do adro. Relembre que há poucas semanas atrás, chegou a parecer que teríamos Sporting a dez pontos da liderança.
As próprias características de Sporting e Setúbal fariam prever um jogo de enorme emotividade. São equipas com imensa qualidade individual do meio campo para a frente, gostam de ser muito ofensivas, e ambas têm demasiadas lacunas defensivas. As do Sporting expressas na má ocupação do espaço pelos seus médios. O Vitória à má ocupação do espaço pelos jogadores que jogam à frente da defesa, alia também um péssimo comportamento da sua linha defensiva.
Quarenta e um remates em noventa minutos (24×17) como que comprovam a emotividade que o jogo prometia. Segundo a estatística do jornal A Bola, foram vinte e cinco as oportunidades de golo (15×10). Muito provavelmente um recorde em jogos da Liga.
Ofensivamente, foi entusiasmante o jogo do Sporting. Quando se está a crescer, são este tipo de exibições que nos fazem acreditar e crer que o caminho correcto está a ser trilhado. Foi muita a qualidade ofensiva, fruto de uma maior capacidade de definição dos lances, comparativamente com os anos transactos. Há, porém que desconfiar. Equipas organizadas defensivamente e que saibam, como sabe o Vitória de Setúbal jogar, colocarão sempre o Sporting em risco. A próxima jornada e Nuno Assis, serão um duro teste.
Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3744 artigos
Pedro Bouças - Licenciado em Educação Física e Desporto, Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, bem como participado em 2 edições da Liga dos Campeões em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, Cursos de Treinador e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã", e Co-autor do livro "O Efeito Lage", ambos da Editora PrimeBooks Analista de futebol no Canal 11 e no Jornal Record.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*