André Martins. Porque o futuro não pode esperar demasiado.

white corner field line on artificial green grass of soccer field
O miúdo sabe, o miúdo joga, o miúdo faz jogar.
Está a entrar num Sporting incrivelmente mais forte do que o dos anos mais recentes. É bom que assim seja. Entrará aos poucos, numa equipa confiante que o ajudará a sentir-se seguro e a mostrar o seu futebol. Torna-se, contudo, mais difícil entrar mais vezes e ter mais minutos.
Próximo dos vinte e dois anos, esta pode perfeitamente ser encarada como a época em que aparece. Desde que se imponha na seguinte. O miúdo é português, o miúdo é franzino, e é seguro que mesmo num clube descomplexado como o Sporting, nem sempre tais factos jogam a favor.
Há que aproveitar ao máximo cada instante, cada minuto, cada toque na bola. Espreitamos os centrocampistas nacionais, e sabemos que dependemos em demasia do futuro de André. Que siga o seu caminho. Hoje desfrutaremos, amanhã cobraremos. O miúdo não nasceu somente para jogar aqui e ali.
Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3255 artigos
Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã" da PrimeBooks. Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*