Perseverança, alma e coragem. Sobretudo coragem.

white corner field line on artificial green grass of soccer field
O minuto 17 na Choupana não só marca o jogo e a eliminatória. O minuto 17 define Rinaudo.
O golo é notável, mas é algo que provavelmente não será repetido tão cedo. O que verdadeiramente impressiona é a coragem de um jogador que após longa paragem por uma fratura arrisca imprimir toda aquela velocidade no membro inferior, quando o adversário está por perto e entra duro tentando impedir o remate. É possível que muitos outros pudessem ter almejado aquele golo. Não acredito, porém, que outro atleta depois da paragem a que foi submetido, arriscasse o que Rinaudo arriscou naquele lance.
A ausência de Rinaudo não foi a causa de todos os males. Tão pouco a sua presença será suficiente para que tudo altere vertiginosamente. O Sporting continua a precisar de evoluír em todos os momentos do jogo e nenhum jogador do mundo de forma isolada consegue dar o que outros dez não fazem.
Todavia, a presença de Rinaudo é um “boost” importantíssimo. Conseguirá algum colega ficar indiferente quando a seu lado alguém luta até ao limiar das suas forças por um resultado comum? Mais que o atleta, Rinaudo é o profissional que contagia.
Ao contrário do que se pensava há algumas épocas atrás, não creio que os grupos devam ter personalidades tão fortes para chegarem ao sucesso. Trata-se de fazer as coisas certas no momento certo. De adquirir os conhecimentos e de os sistematizar da melhor forma possível. Todavia, se o caminho não vai sendo o melhor só há uma possibilidade de minimizar os estragos. É pelo individuo. Pelo reunir das “tropas”.
Enquanto, não vai pelo colectivo, a presença de figuras como Rinaudo é absolutamente determinante. Ontem até Elias parecia outro. Contagiado por uma vontade de vencer que o torna mais disponível.
Quis o destino que um golo do argentino se revelasse determinante no jogo mais importante da época leonina. Muito justamente, há que o reconhecer.
Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3251 artigos
Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã" da PrimeBooks. Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*