André Gomes em Barcelona.

white corner field line on artificial green grass of soccer field
“Na actualidade, o nível individual é tão grande no Benfica, que um jogador que erre percentagem tão elevada de passes, e que ainda denote dificuldades em algumas recepções de bola, não tem nível para entrar na equipa. Talvez um dia cresça. No momento, está muito longe de poder ser uma opção interessante na equipa A”. Não foi assim há tanto tempo que a opinião foi dada aqui.

Não deixa de ter um potencial muito grande o miúdo. Pela sua personalidade e qualidades físicas que o deixam disponível para o jogo. Na Catalunha correu uns absurdos quase catorze kms! Com Matic perfizeram quase 30! O modelo de Jesus que esgota ao limite os centrocampistas (dois para pelo menos três espaços) nos jogos de elevado grau de dificuldade visto também aqui.

É, todavia, difícil perceber os elogios desmedidos à qualidade da exibição do centrocampista quando em Barcelona perdeu vinte e sete dos quarenta e seis passes tentados. Um percentagem de cinquenta e nove porcento de acerto, quando por exemplo no meio campo do adversário ninguém esteve abaixo dos setenta. Isto não significa que o jogador seja mau. Mas, terá tido um dia assim tão feliz? Sim, esteve soberbo sem bola. Lutou até à exaustão, e cumpriu com rigor tudo o que se lhe pedia. Mas, será a disponibilidade física o que de mais importa no jogo de futebol?

Será correcto catalogar de excelente a exibição e traçar o potencial de um jogador apenas pelo esforço que este despende? Ou porque é português e jovem tendemos a ver para além do que devemos?


Parabéns ao miúdo. Tem algumas qualidades fantásticas. Está ainda bastante longe, porém, de poder ser uma alternativa interessante num SL Benfica forte.


P.S. – Curiosidade sobre os kms corridos. SL Benfica terminou a sua participação na Liga dos Campeões com uma média de 117 kms por jogo. Celtic e Barcelona têm uma média de menos 7 kms por jogo que o SL Benfica.  Todavia, ainda não terminaram a sua prova…
Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3331 artigos
Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã" da PrimeBooks. Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*