Curtas

white corner field line on artificial green grass of soccer field
– “Estes são os jogadores que temos. Agora é com estes jogadores que temos de trabalhar” Jesualdo Ferreira. Que quererá isto dizer? Por aqui até sabemos. Basta recuar dois ou três posts;
– “Se for preciso deixo cair a Liga Europa” Jesus. Entretanto joga Luisinho. Aos seis minutos de jogo, três maus posicionamentos de Luisinho. Um golo e duas ocasiões clamorosas de golo para o Nacional. Estranho o discurso de Jorge Jesus, se pensarmos que voltou a jogar com uma lateral esquerda defensivamente bastante débil;
– Ghilas novamente a mostrar poder vir a ser muito útil num clube importante, num futuro não muito longínquo. Incompreensivel porque não chegou ao Sporting em Janeiro, quando entraria facilmente e desde logo no onze. A menos que financeiramente seja inalcançável;
– Artur vai somando erros atrás de erros. Em pontos, para já foram apenas quatro. Metade dos perdidos, todavia;
– Rio Ave com vários jogadores interessantes com uma candidatura muito forte à Europa. Por ora, não parece crível que perca os nove, que são dez, pontos de vantagem para o Sporting. Todas as outras que estão mais próximo, não parecem regulares o suficiente. Há, porém vários pontos em disputa. No imediato, para além da vantagem pontual, o Rio Ave tem Diego Lopes, Ukra, Bebé, Tarantini, Hassan e sobretudo Filipe Augusto. Um leque de jogadores interessantes para um clube de parcos recursos;
– SL Benfica volta a sofrer dificuldades perante uma equipa capaz de ultrapassar a primeira pressão encarnada, após a perda da posse. Defender com poucos é mais difícil. Quando dos poucos, um revela graves dificuldades posicionais (Luisinho), tende o jogo a complicar-se;
– Jogo muito interessante de Urreta. Não é propriamente um talento. Todavia, tem boa qualidade técnica, é muito rápido e muito responsável. É um jogador interessante, sobretudo a jogar no corredor esquerdo;
– Suk. Há que o observar. Exibição muito interessante em Alvalade;
– Moreirense com alguns jogadores interessantes, finalmente a somar os prometidos pontos;
– Estoril. Ainda mais que bem orientado, também com um leque de jogadores importantes, para a realidade do clube. Anderson, Jefferson, Licá, Carlitos, Steven Vitória, Luis Leal e Gonçalo Santos, acima daquela que seria a média normal num clube da sua dimensão.
– Imparável na segunda Liga o Belenenses. Um grupo muito jovem com qualidade. Saiba manter o seu núcleo e poderá ser uma agradável surpresa na primeira Liga. No imediato a promoção não fugirá e é tão candidato ao Jamor quanto o Vitória de Guimarães. E tal não é pouco para quem reduziu de forma tão acentuada os custos. Um caso concreto da importância do saber escolher. Treinadores e jogadores. Não são as internacionalizações / estatuto / salário que definem quem tem qualidade e quem não tem. É o que se produz no relvado.
– Cristiano Ronaldo tem golos e golos e golos. Nunca se esgotam. Merece indubitavelmente que o considerem uma “sombra” ao melhor de sempre. 
Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3333 artigos
Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã" da PrimeBooks. Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*