Atacar a zona de finalização. Suarez e Munir. E defender ao homem e não à zona.

Curiosa a comunicação entre os jogadores “culé”. Suarez a pedir a Munir para atacar o primeiro poste, para arrastar marcação e poder ele próprio receber e finalizar ao segundo. 
Troca / movimento tão característico de tempos passados. E eficiente! 
Eficiente porque perante equipas que marcam individual e não espaços, acaba por ser muito fácil atrair os defensores para a zona do campo que quem tem bola quer. Quem tem bola não só controla o jogo como controla o posicionamento adversário. Movimentos de aclaramento de espaços para posteriormente colocar lá a bola para alguém que aparece é uma forma bastante fácil de se chegar onde se idealiza. Quem ainda defende homem a homem é caçador que vira presa, conforme em tempos afirmou Jorge Valdano. 
O lance não demonstra apenas uma comunicação positiva entre os avançados do Barcelona. Demonstra sobretudo como está ultrupassado e como é nocivo aquele tipo de comportamento a defender. Defesas a perder a noção de onde está a bola porque olham para o adversário directo, movimentos exclusivamente centrados em defender adversário e nunca a sua própria baliza. Pior só se tivessem chocado um com o outro. E poderia ter acontecido…

O Rayo que é uma equipa bastante agradável de seguir pelas suas ideias extremamente atrativas e futebol bem positivo, é também a defesa mais batida da Liga Espanhola. Já na temporada passada, ficando a meio da tabela terminou como a defesa mais batida de toda a Liga. Jogar bem e ser atrativo não tem de estar ligado a consentir mais perigo. E não estará no caso concreto da equipa de Paco Jémez.

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3008 artigos

Criador do “Lateral Esquerdo”, tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto – Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino.

Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ).

Autor do livro “Construir uma Equipa Campeã” da PrimeBooks.

Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*