Curtas do clássico

– Sporting empatado ou a vencer, sempre alto no terreno. Mesmo sem posse, na segunda parte, bola jogável apenas na construção do FC Porto, com linha defensiva do Sporting sempre mais próximo do meio campo que da sua própria área. Bola no corredor lateral, e linha a subir a encurtar espaço. Campo curtíssimo e recuperações e mais recuperações para transições. Verdadeiramente assombrosa tacticamente a equipa leonina na ocupação do espaço;
– Brahimi e Corona. Tecnicamente fabulosos. Que desperdício integrarem um colectivo que não os potencia. Corona só quer bola no pé e poderia ter um papel importante mais dentro. Brahimi acabou sem energia de tanto individualmente procurar os caminhos que colectivamente o FC Porto não procura;

– Danilo. Há coisas impressionantes. O médio centro “goza” de uma moral inacreditável. Até com Casillas reclama. Futebol é que é muito poucochinho. Com espaços tão bem controlados pelo adversário, ter um jogador como Danilo na construção é desde logo um handicap;
– Incrível como Lopetegui tira Rúben e deixa Danilo. Incrível como não aproveita mais tempo Tello, o único que de fora para dentro explora a ruptura. Face a tanto risco no jogo defensivo do adversário, o espanhol poderia ser o único a colocar em dificuldades algum possível erro da última linha do Sporitng;

– João Mário a encher, como habitualmente o campo. Na transição ou em organização, o jovem médio português é sempre bem sucedido. Intensidade é o que tem. Não é por ser agressivo nos duelos individuais. É pela velocidade a que transforma as situações de jogo a seu favor! Sempre a jogar com as superioridade com bola, e a recusar inferioridades sem ela;
– Quatro vitórias nos quatro jogos grandes que disputou. Há quantos anos não tinha o Sporting um “élan” desta natureza? Há quantos anos não tinha o Sporting uma equipa colectivamente deste nível? Agora imagine o que seria com Nani e Carrillo nos corredores laterais…
Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3099 artigos
Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã" da PrimeBooks. Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*