Progressão e ruptura. Podence e Ruiz.

Primeiro princípio específico ofensivo do jogo. A progressão. Há espaço, impõe-se a condução na direcção da baliza adversária. Demonstra Podence.

E o movimento de ruptura tradicional do avançado centro. Na direcção do portador, na horizontal ou circular para fugir ao fora de jogo. O pormenor delicioso de Alan Ruiz no primeiro momento com quatro, cinco passos para a direita, afastando da bola para iniciar o movimento de ruptura mais atrás. Se o iniciasse no exacto local onde estava no momento em que Podence encontra espaço, iria cair demasiado fora e receber a bola no corredor lateral sem possibilidade de ir para o 1×0.

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3047 artigos

Criador do “Lateral Esquerdo”, tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto – Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino.

Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ).

Autor do livro “Construir uma Equipa Campeã” da PrimeBooks.

Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

5 Comentários

  1. Infelizmente, Podence faz-me lembrar Eden Hazard.
    Infelizmente, porque ele está onde está (e eu sou benfiquista). 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*