Porquê a insistência no explorar do espaço entre sectores adversário?

Tem tudo a ver com facilitar a situação de jogo. Ter menos oposição pela frente, e em espaços prometedores.

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3009 artigos

Criador do “Lateral Esquerdo”, tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto – Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino.

Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ).

Autor do livro “Construir uma Equipa Campeã” da PrimeBooks.

Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

8 Comentários

  1. Isso é dedo de treinador. Quem diria! Vocês foram descrentes, eu fui descrente mas o Rui tem qualidade para esse Ferrari. Lembram se do tempo dos mil cruzamentos???? Já era!!!
    Abraços

    • E ainda bem que o tempo dos cruzamentos já passou. O que me custava ver esse futebol. Ainda não estou totalmente rendido ao Vitória, mas confesso já gosto mais dele do que antigamente.

  2. Muito bem analizado.
    Quantas vezes conseguem os 3 grandes fazer isto por jogo em percentagens de ataques organizados e em transições ofensivas?
    Quem está melhor preparado para isto?

  3. Engraçado que o exemplo é com um jogador (Salvio) que até gosta é de receber a bola encostado à linha e ir para cima de 1/2/3 defesas. Leva-me a crer que isto são indicações do treinador e não espontaneidades dos jogadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*