Do Fofó para o Santiago Bernabéu e para o Westefalenstadion com a camisola do Sporting

Quando há um ano se estreou, o impacto foi imediato. Bastou ver a forma como toca a bola para adivinhar o que por hoje alcança. Há um ano atrás, tudo o que precisava era de estímulo num contexto mais forte. De competição na primeira liga para crescer e atingir o nível que nem os próprios colegas têm. Tudo demasiado rápido para o menino Gelson. Hoje, precisa novamente de novos estímulos para chegar ao topo. A realidade portuguesa será interessante para consolidar qualidades. Todavia, somente até ao final da presente época. Terá de sair logo após para um contexto que lhe proporcione estímulos mais diversicados elevados, se quisermos voltar a ver um atrevido português no topo da Europa.

Da pacatez e educação fora do relvado à rebeldia e sem vergonha ou timidez dentro dele. Seja Alvalade ou o Santiago Bernabéu. Gelson não é só um miúdo com qualidades incríveis para este jogo. É o homem com a personalidade perfeita para vingar. O tipo que adora a responsabilidade e os holofotes, mas que consegue manter sempre a humildade e a compostura.

Na maior prova de clubes do mundo, o miúdo mostra a cada toque que está pronto para mais.

Velocidade, drible, desequilibrio. Com os apoios certos ao redor, poderia ultrapassar todos. Em drible, ou a tabelar, como no lance que perdeu na cara do guarda redes alemão. Hoje que já é regular nas suas acções e na forma como as enquadra, está a faltar-lhe golo, como falta a quase todos na sua idade. Com estímulo e tempo, também lá chegará.

Caminha para concretizar o que logo na sua primeira aparição se previu. Será uma transferência milionária do Sporting.

P.S- Muito agradecido aos vários que já estão a ajudar-nos no Patreon! Terão sempre prioridade nos temas dos artigos e podcasts. Só têm que os solicitar. Continuem a ajudar qui:  Patreon. Só assim será possível manter o blog activo e/ou com conteúdos abertos a partir de Janeiro.

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3011 artigos

Criador do “Lateral Esquerdo”, tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto – Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino.

Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ).

Autor do livro “Construir uma Equipa Campeã” da PrimeBooks.

Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

6 Comentários

  1. Tou lixado contigo Maldini, queres vender-me os bons e Deixas-me com o Ezequiel e com o Marvin 😉

    Este puto está mais que pronto, haja alguém muito grande e com muito dinheiro para o levar, vai ser uma figura dos próximos anos.

    Matheus na calha, espero eu.

    Um abraço

    • O Matheus ou começa a ter oportunidades na primeira equipa até Janeiro ou o melhor será ser emprestado a um clube da primeira liga senão vai estagnar.

  2. ” Tudo demasiado rápido para o menino Gelson.”

    Caro Paolo Maldini

    Não tão rápido quanto isso, Pulisic, por exemplo, só tem 18 anos e está em muito melhor posição que Gelson que já vai nos 21 anos.

    A comparação permite uma melhor avaliação e assim é possível relativizar o excesso de qualidades atribuídas ao Gelson.

    • Os outros sao sempre melhor não é?
      Gelson tem tanta mais tanta qualidade que ao seu lado o Squeleto e o Marvai ate se safam de um coro.
      Gelson o proximo ano deve ser vendido, sera o melhor para o jogador pois e a sua vida e ele ja atingio um patamar superior a liga Nos.

  3. Eu nao acho que pulisic esteja melhor que Gelson. É por Pulisic a jogar com Bruno César, Castaignos e Schelloto e aí podiamos comparar…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*