Franco Cervi

Tantas são as vezes em que o talento por si não vinga.

Desde as primeiras aparições que o que cativa e que faz crer que o argentino tem todas as condições para se tornar uma figura importante no SL Benfica, é a disponibilidade que emprega por igual para cada momento, para cada situação.

Afinal, o talento já todos lhe reconhecíamos e esperávamos.

Nem sempre é fácil encontrar quem em cima do drible, velocidade e talento, coloque perseverança, disponibilidade e concentração a todo o instante. Tudo porque as qualidades imensas com bola sempre trazem sucesso enquanto se cresce enquanto jogador, condicionando o crescimento de características diferentes relacionadas com aspectos menos aprazíveis, mas também importantes. Se Cervi se mantem como opção ainda mais interessante, é pelo que oferta nos momentos defensivos. O drible curto e a forma como engana sistematicamente a oposição, fazem valer o preço que custou. A forma como se dá ao jogo nos momentos menos aprazíveis deste, não negando nunca um pingo de esforço nas transições e nos duelos defensivos, e a agressividade defensiva, expressa na velocidade a que pressiona na sua zona e recupera a posição pós recuperações noutras zonas, são os traços que contribuem para continuar na equipa. Afinal, com o talento que abunda nos corredores laterais do SL Benfica, entender e cumprir em todos os momentos do jogo será sempre um factor decisivo nas escolhas de Rui Vitória.

E mesmo num jogo de aparente menor nomeada, continuou a ser possível ver-lhe toda a qualidade, mas também a disponibilidade.

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3767 artigos
Pedro Bouças - Licenciado em Educação Física e Desporto, Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, bem como participado em 2 edições da Liga dos Campeões em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, Cursos de Treinador e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã", e Co-autor do livro "O Efeito Lage", ambos da Editora PrimeBooks Analista de futebol no Canal 11 e no Jornal Record.

8 Comentários

  1. A minha questão é, porque me parece a comparação inevitável: Rafa ou Cervi?

    Eu sei que podem jogar os dois, porque Rafa pode jogar atrás de Mitroglou, mas apenas usando a esquerda, quem escolher? Mesmo sabendo, claro, que a época é longa e há espaço para os dois irem jogando…

  2. Penso que o Vitória está a fazer um trabalho tremendo no lançamento de jovens jogadores se do ano passado tivemos Renato, Lindelof e Ederson, este ano de estaca pegaram Grimaldo e Nelson Semedo, depois Horta já provou que é uma mais valia, Cervi é o que se vê, Guedes cada vez melhor (para mim custa-me que Vitória ainda não percebeu que quando sai o SLB sofre golos, a questão atual é quem joga ao seu lado), hoje deu minutos a um jovem da B, pode parecer banal, fruto de não haver opções mas ainda assim é um sinal importante para os meninos que trabalham no Seixal e depois ainda temos Rafa que é jovem, mas admito é jogador já feito e gostei de ver Zivkovic…..tudo isto num ano e quatro meses, mudam-se os tempos 🙂

  3. “O drible curto e a forma como engana sistematicamente a oposição, fazem valer o preço que custou.”

    Caro Paolo Maldini

    E não só, também não brinca na selecção (está sempre disponível para o clube) e é comunitário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*