Doumbia

Muito veloz a executar e também na passada, o avançado africano poderá trazer novas possibilidades ao portador da bola na zona de criação à equipa do Sporting, nomeadamente pela possibilidade de acrescentar rupturas aos apoios, aumentando variabilidade no processo ofensivo, não condenando o Sporting a um jogo de corredores laterais para servir um ponta de lança menos móvel e mais eficaz na grande área.

Não tem propriamente um bom primeiro toque ou qualidades técnicas e de decisão muito aprimoradas, mas é sobretudo alguém que resolve com muita qualidade as situações de finalização. Pela forma agressiva como ataca as zonas e categoria no gesto. Mesmo de cabeça, independentemente de não ser de estatura elevada, faz a diferença pela forma como se antecipa e ganha duelos para finalizar.

A sua chegada poderá desviar Daniel Podence para o corredor lateral, e embora não prometa trazer um acrescento elevado nos espaços entrelinhas adversárias, como o jovem português, é mais um goleador que não precisa de muitas bolas para transformar em golo a criação leonina. Em suma, ainda que com um perfil completamente oposto ao de Bas Dost (muito rápido e agressivo), é também na zona de finalização que tem demonstrado fazer a diferença.

Rodrigo Castro
Sobre Rodrigo Castro 109 artigos

Rodrigo Castro, um dos fundadores do Lateral Esquerdo. Licenciado em Ed física e desporto, com especialização em treino de desportos colectivos, pôs graduação em reabilitação cardíaca e em marketing do desporto, em Portugal com percurso ligado ao ensino básico e secundario, treino de futsal, futebol e basquetebol, experiência como director técnico de uma Academia. Desde 2013 em Londres onde desempenhou as funções de personal trainer ligado à reabilitação e rendimento de atletas. Treinador UEFA A.

5 Comentários

  1. Bom, assim de repente faz-me lembrar o Joel Campbell. Mas já veremos. Boa sorte.

    Entretanto desejo uma enorme fezada ao Podence e ao Geraldes – que só poderá ser concretizada por motivo de lesão alheia ou de derrame cerebral do JJ. Nenhuma delas é desejável, por motivos óbvios. Sendo assim… É com pena que lhes desejo muito boa sorte.

    • Não só joga numa posiçao diferente de Campbell, como é bem melhor e com mais provas dadas(quase 1 golo a cada 90 minutos na carreira).
      Quanto ao Podence não estou preocupado, o JJ claramente gosta do miudo, e de uma forma ou de outra vai continuar a ser aposta. Já o Geraldes com muita pena minha, sendo dos meus jogadores favoritos, não vejo onde vá encaixar no plantel da proxima epoca. Situação a gerir com pinças

      • Não olhei a posições – se bem que não me pareça existir grandes diferenças, são dois jogadores que jogam em todas as posições do ataque – mas para o perfil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*