Rúben Dias. O sucessor de Luisão.

Se tiver capacidade para se adaptar também ao lado esquerdo do centro da defesa, Rúben é já o jogador certo para assumir um lugar no onze dos encarnados.

Num momento em que de todo o quarteto defensivo apenas Luisão se vem apresentando sem erro, Rúben teria a oportunidade ideal para se fixar na equipa. Para não mais sair. O problema é a vivência sempre na metade direita do campo, que o tornam mais previsivelmente o próximo central direito do Benfica, do que um candidato a jogar ao lado do capitão.

Depois de uma temporada fantástica na segunda liga, Rúben tem mais do que qualidade para poder já ocupar um lugar importante na equipa principal. Concentrado, com um entendimento do jogo muito elevado, não só no espaço a ocupar, mas também na posição corporal adequada para cada situação, capacidade de liderança e imponência no jogo aéreo, e com potencial para ser bastante superior com bola na construção, à dupla previsivelmente titular da nova época, são traços do melhor central que o Benfica formou em longos anos.

Quando tiver a oportunidade, a dúvida será sobre quem o acompanhará.

 

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 2924 artigos
Creator of the "Lateral Esquerdo", is also a teacher at the University Stadium in Lisbon. Soccer coach, having conquered several national titles in Portugal. Experience as soccer coordinator, and lecturer at various Sports Universities. Author of the book "Build a champion team" from the publisher PrimeBooks.

10 Comentários

  1. Estamos de acordo Maldini. Ainda ontem disse a uns que se a supertaça fosse amanhã ia com Luisão-Ruben. O Jardel está totalmente fora dela, Lisandro vai ter 30 anos a cometer erros dignos de infantis… Taticamente tem estado muito bem

  2. Maldini, qual o entendimento que tem acerca do Ferro? Apesar duma menor agressividade sem bola, tecnicamente poderá estar mais capacitado para uma equipa grande?

  3. Concordo tanto com este post. Ouço sempre o pessoal a falar do Kalaica quando para mim o Ruben Dias está muito mais preparado. Está mais preparado que o Lisandro! O Ruben está sempre preocupado com a colocação dos apoios e da posição. Vai muito longe.

  4. Para o Lisandro já não há palavras para descrever tanta mediocridade.. Nem sei como conseguiu estar tantas épocas seguidas na luz… Há gajos que nascem mesmo com a estrelinha… O Jardel é limitadissimo mas não ao menos não inventa como o Lisandro. O Rúben Dias, ao pé destes dois, naturalmente parece o novo Maldini 😉 ainda que em tudo faça lembrar Lindelof.. E pra já, promete.

    Cumprimentos

  5. Gostava, se me pudesses explicar a mim que não percebo nada de posicionamentos, qual é a grande dificuldade que existe para a adaptação dum central entre o lado direito e o lado esquerdo da defesa.

    Para os laterais eu percebo que tem a ver com o pé preferencial que usam, pois um dextro do lado direito consegue proteger melhor a bola no corredor e fazer passes para dentro (cruzamento ou não) com maior facilidade, mas num central (jogador que joga no meio do campo) não percebo esta questão dos lados.

    • Mike, é tudo diferente. Respondes a cruzamentos c com posição corporal alterada (n é igual estares ao 1o poste a usar o pe dto ou ou o esq). Sais a jogar com campo mais aberto ou mais fechado pq sais a jogar com o mesmo pé. Nao é igual meteres bola no ext esq se és dextro e tas à direita ou se és dextro e tas a esq… ai já tens mais dificuldade a meter no ext esq… p causa do efeito da bola… n vais meter de trivela… Se toda a vida jogaste num dos lados seras sp mt mais competente ai que no outro…

      Não é q nao possas ir e crescer… mas tens de te adaptar a praticamente tudo nas abordagens a cada bola

  6. Tenho algumas dúvidas que o RV vá pensar já nessa alternativa, mas não deixo de a considerar interessante. Acho que é uma posição em que os (habitualmente) 2 jogadores que a ocupam, por jogarem próximos e não só, devem complementar-se. Luisao e Lindelof complementavam-se muito bem. De um lado a experiência, a qualidade no jogo aéreo, a voz de comando da linha defensiva, do outro a juventude, o arriscar a sair com qualidade, a velocidade de execução e a capacidade física. Luisão e o Jardel de hoje (com uma época “parada” nesta idade) não se complementam, são até cada vez mais semelhantes nas caraterísticas. Lisandro pensei que pudesse ser a solução para este ano, pois jogar ao lado de Luisão poderia minimizar alguns dos erros incríveis que ainda vai cometendo quando joga ao lado de outros parceiros. Mas não fez uma pre época convincente. De facto a alternativa pode passar por integrar Kalaica (já teve oportunidade na equipa A, já foi campeão e joga do lado esquerdo, por isso acho que será o preferido do RV) ou o Ruben Dias (que penso que irá subir um degrau, mas ainda ser emprestado a um clube da Liga, se RV quiser Luisão-Jardel). Os 2 jovens são, na minha opinião, bem melhores complementos para Luisão do que o brasileiro e o argentino. E no futebol moderno, para vencer a Liga Portuguesa e, sobretudo, fazer um bonito na Champions, uma defesa com Júlio César, Almeida, Jardel, Luisão e Grimaldo, em que apenas o último garante qualidade superior a sair desde trás, é pouco. E sabemos que o Grimaldo e as lesões são um problema, e a chamada de Eliseu ainda agravaria mais esse quadro. A mudança pode começar já aí, com a integração de um central mais jovem, que ao jogar a lado de Luisão veria as probabilidades de cometer erros graves reduzida. E um defesa direito e GR que garantam essa qualidade a sair desde trás garantiriam um Benfica bem mais forte do que hoje.

  7. Se Ruben assumir este papel torna-se o segundo central que vem da B e ultrapassa o Lisandro. Se isso não diz tudo o que é preciso sobre a qualidade do argentino, não sei o que dirá.

    O Ruben assume o protagonismo, como o Lindlöf, pela sua qualidade, ou por falta de comparência da concorrência?

1 Trackback / Pingback

  1. Posicionamento e orientação corporal. Rúben Dias. – Lateral Esquerdo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*