A bonita viagem do Real de Zidane.

Troféus sem fim para o Real desde que o lendário número dez assumiu a liderança dos madrilenos.

E a prova de que fazer bem não tem necessariamente de ser fazer rápido. Porque há momentos para se ser rápido e outros em que recriar pode ser criar.

A viagem juntos de uma equipa fascinante, capaz de com bola monopolizar por longos períodos todo um jogo, e mudar-lhe o cariz, até garantir a vitória. Fazer desmoronar um adversário de qualidade tem também muito a ver com o tempo que o fazes correr, e ninguém na actualidade constrói com a pausa e paciência do Real. Tudo enquanto espera o momento em que estão criadas condições para ser mais vertical.

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 2936 artigos
Creator of the "Lateral Esquerdo", is also a teacher at the University Stadium in Lisbon. Soccer coach, having conquered several national titles in Portugal. Experience as soccer coordinator, and lecturer at various Sports Universities. Author of the book "Build a champion team" from the publisher PrimeBooks.

8 Comentários

  1. Mesmo ainda em “pré-época”, mais uma para o Real.

    Períodos daquela mobilidade dinâmica que impressiona. Técnica a abrir espaços sem dar referências. Com amplitude e avanço. Várias opções ao portador. Girando. Sem forçar muito. Terrível. Impossível não associar ao estilo que Zidane fez e jogou lá dentro. Há ali marca. Ténue, suave, libertadora…silenciosa.

    Utd primeiro com 3 atrás, até a parecer mais intenso, depois a ver e correr e tentar cobrir, sofrendo. Reacção com impacto num estilo que não cola com a grandeza do clube. Mas será um “refúgio” para Mou poder continuar “contra os grandes”? Falta qualidade na criação, inteligência, decisão. Haverá sempre estratégia personalizada, mas pede-se mais.

    No fim, Real de barriga cheia e depois das férias, mais uma taça, mais uma festa ainda que sem grande força. Mas não acaba.

  2. Faz me confusão o barca ter “deixado” jogadores como isco ceballos asensio já nem falo no kroos e nem da venda do thiago…eu bateria sem pensar a clausula do isco e ia buscar coutinho… isco e coutinho,Qual dembele….mas mais que jogadores,como o xavi diz….O barca tem que voltar às origens…Não sei se o valverde tem esse futebol dentro dele…

  3. O Isco ontem mostrou todo o Futebol que tem, só mesmo no Real é que não é titular de caras! Este video mostra o porquê de Benzema quase nem ter tocado na bola, está parado durante quase todo o video, na minha opinião se ele se juntasse a esta troca de bola e depois se desmarcasse seria mais benéfico porque qualidade de passe para lhe meter quando se desmarcar não falta.

  4. Mais um bom jogo do Real, a explanar toda a qualidade individual disponível, dominando o ritmo e o adversário a seu bel-prazer. Tem fases do jogo em que chega a maravilhar, muita pausa, muito toque, quando há espaço tufas e quando não é preciso lá vem a criatividade e o movimento colectivo. Benzema a participar muito muito muito em todas as fases do jogo e é um regalo para os meus olhos. Descrições que fazem confusão a este Mourinho, são o oposto do que as equipas dele fazem em campo – as finais são para ganhar não é? Pois tá bem mas convém jogar um bocado à bola. Há muito tempo que não dizia estas coisas sobre o Real mas é aquilo que vejo. O Barça perdeu um bocado o rumo e agora são contratações às paletes de gente de fora do clube e, pior que isso, fora da ideia de jogo que sustentou aquilo tudo. Estão a cair no engodo do Real e das comissões e dos bolsos cheios de dinheiro mas se continuam assim…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*