Dificuldades na construção.

Jogo completamente marcado pelas dificuldades encarnadas na fase de construção.

Na sua, onde não conseguia sair com bola, e na do Rio Ave, onde muito raramente conseguiu impor o seu pressing, recuperar e sair em transição. No “Visto à Lupa”, na edição escrita do Jornal Record.

 

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3046 artigos

Criador do “Lateral Esquerdo”, tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto – Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino.

Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ).

Autor do livro “Construir uma Equipa Campeã” da PrimeBooks.

Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

4 Comentários

  1. Se eu fosse o erudito RB Thor, ficaria deliciado com a capacidade de decisão e execução de Rafa, por comparação com os delírios e más decisões de Salvio. Furar defesas à bruta?! Ná. Prefiro ballet.

    • Quantos jogos o SLB já ganhou com exibições parecidas? O golo da vitória mascara muita coisa, o golo manda, dita leis, o Rafa fica com o ónus da questão, amanhã será outro, orçamentos díspares como diz o Machado ajudam a disfarçar algumas coisas(nem sempre digo eu). O colectivo acabará por ganhar campeonatos, a meu ver o do FCP mas só porque o JJ está cada vez mais narcisista, já não há pachorra. O SLB terá que aproveitar melhor as 2as escolhas, as 1as parecem algo acomodadas, previsíveis assim como a ideia de jogo, embora concorde com Rui Vitória, cada jogo tem a sua própria história. A culpa deste resultado é da postura atrevida com que o Rio Ave se colocou perante o SLB. O Ruben Ribeiro e o F. Geraldes a jogarem no 11 do SLB e o resultado seria outro. O resto é conversa fiada.

  2. Já foram feitos vários posts sobre como dentro da área tudo se transforma. Parece-me o caso do Rafa. Dentro da área, dá muito pouco ao jogo em termos objetivos. Por isso é que o Salvio será sempre titular à frente dele. Porque num jogo onde se marcam poucos golos, é muito importante que os jogadores da frente tenham “golo”. Tal como o Podence, para o Rafa poder subir de nível precisa de ser mais eficaz dentro da área, com mais golos e assistências, para serem as mais valias que todos esperam deles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*