Coordenação colectiva. Referências na forma como se “sobe”. Golo do CSKA.

O jogo tornou-se tão colectivo quando comparado com tempos passados, que pequenos pormenores influenciam mais do que nunca o curso de cada jogada. Conhecer o jogo, sempre bastante mais determinante que conhecer a posição, num jogo que porque dinâmico, obriga a tomar decisões em diferentes situações.

A forma como a última linha sobe metros, não é feita sem outra preocupação que não… subir metros. A forma como se sobe ou baixa no campo tem de ser realizada à custa de uma orientação corporal perfeita, para que a cada instante This content is only available to subscribers. Please contact us at lateralesquerdo.com@gmail.com for details or visit our Patreon page

[wpadm-login]

Para terem acesso a todos os conteúdos que por cá se produzem, e darem uma pequena ajuda tornem-se patronos deste projecto. Também com acesso à drive do Lateral Esquerdo, onde partilhamos “influências”. Recordamos que 1 euro mês será desde logo uma grande ajuda! Alternativa no lateralesquerdo.com@gmail.com.

 

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3046 artigos

Criador do “Lateral Esquerdo”, tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto – Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino.

Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ).

Autor do livro “Construir uma Equipa Campeã” da PrimeBooks.

Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

6 Comentários

  1. Não sei se Lisandro “percebeu” ou se simplesmente deixou-se ficar onde estava, coisa muito habitual nele quando está a “ler o jogo”. Pena que para ele o jogo seja uma estrofe d’Os Lusíadas e ainda ia no sexto ou séptimo verso quando o marcador do golo lhe passa à frente para ir fazer o golo sem oposição…

        • Publiquei o outro comentário sem concluir.

          Duvido que o movimento do lance se deva a um instinto ou a uma percepção da realidade à sua volta. Se virmos a forma como ele “fecha” o lance e mesmo assim o marcador do golo lhe ganha a frente do lance a passo e sem luta, percebemos nós que ele não percebeu nada do que se passava ali.

  2. Eu penso é que o poscionamento de augusto, aquando a bola vem para corredor central é errado pois o espaço a frente dos dc’s nao esta protegido o que obrigada a saida de luisão e condiciona a decisao de grimaldo pois este pensa que é o dc que la esta, mais ainda o facto de nao haver ameaça na profundidade reforça o mau posicionamento iniciao de augusto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*