Como bater o Napoli? Explica Paulo Fonseca.

FC Shakhtar Donetsk's Taison (C) celebrates with a teammate after scoring during the UEFA Champions League Group F football match between FC Shakhtar Donetsk and SSC Napoli at The Metalist Stadium in Kharkiv on September 13, 2017. / AFP PHOTO / SERGEI SUPINSKY (Photo credit should read SERGEI SUPINSKY/AFP/Getty Images)

[multilanguage_switcher]O Napoli chegou à Ucrânia com um pleno de vitórias. Aos pés de Paulo Fonseca cairia o bonito registo. O treinador português, nomeado por um internacional luso como o melhor com que privou em toda a carreira, pela forma como entende o jogo, e no treino prepara minuciosamente o plano que os guiará à vitória, preparou uma equipa com comportamentos de excelência em todos os momentos do jogo. Só assim, poderia o Shakhtar vencer o também apaixonante Napoli de Maurizio Sarri.

Pontos estratégicos na vitória dos comandados de Paulo Fonseca.

  1. Roubar-lhes a bola. Sempre que foi possível, Shakhtar protagonista no seu momento de organização ofensiva. Sem medo, com conforto e gosto pela posse. Troca criteriosa, e chegada ao espaço entre sectores da equipa italiana. Paciência e critério, colocaram o Napoli a fazer mais Km do que nunca.
  2. Organização defensiva de excelência. O controlo do espaço intersectorial, a revelar-se decisivo para impedir a equipa napolitana de entrar por onde tanto gosta. Ainda que defendendo, partindo de uma base de 442 clássico, o posicionamento sempre em diferentes linhas, garantindo coberturas e preenchimento do espaço à frente dos defesas centrais. Quando a bola entrava nas costas dos médios, controlo da situação com o baixar da linha média, voltando a colocar-se atrás da linha da bola, sem dar azo a precipitações em saídas para a contenção dos defesas.
  3. Transições defensivas com disponibilidade e inteligência. Defensivamente, o identificar óptimo de como se comportar a cada instante. Pressionando na zona da perda, e baixando e agrupando quando Napoli saía e atacava com espaço.

 

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3046 artigos

Criador do “Lateral Esquerdo”, tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto – Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino.

Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ).

Autor do livro “Construir uma Equipa Campeã” da PrimeBooks.

Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

5 Comentários

  1. Que venha o Guardiola. Se Guardiola optar por defender a 3 vai obrigar o Fonseca a ajustar a primeira linha de pressão e/ou a definir outras zonas de pressão.

    O melhor disto tudo é a alegria com que os meninos de Fonseca vão lá para dentro todas as semanas. Até o lateral que acelera para ajustar a linha corre a sorrir. Os jogadores estão a adorar a competência.

  2. Continuei sempre com dúvidas deste Shakhtar. Mas vocês aqui sempre alertaram para o excelente trabalho do Paulo.
    Com o Napoli, fantástico. Estupenda preparação com base na avaliação do adversário. Defesa alta, muito coordenada, colada no meio campo, muita junção nos movimentos à largura. Densidade tremenda, sufoco nos espaços entre-linhas. E depois aqueles 3 brazucas caninas, todos espicaçados, técnica e velocidade, a procurarem as costas de Diawara. De repente a bola a entrar ali e num instante a defesa do Napoli exposta de frente.
    Grande exemplo de mão de treinador. Contra este grande Napoli. Mas ontem Sarri comido, para mim inesperadamente

  3. Fantástico o trabalho do Paulo Fonseca. Depois de ver a vossa análise ao PSG e ver este video, concluo que tb se consegue fazer algo brilhante, sem “milhões” e sem “vedetas”!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*